Archive for dezembro \25\-03:00 2020

JUDICIÁRIO REVOGA LIMINAR E MANTÉM A SUSTENIDOS NO CONSERVATÓRIO

dezembro 25, 2020

Nesta sexta-feira (25), o juiz Alessandro Viana Vieira de Paula, do Plantão Judicial de Itapetininga, revogou medida liminar (provisória) concedida em Ação Popular, impetrada pelo vereador Eduardo Dade Sallum (PT), contra a Secretaria de Estado da Cultura. A liminar, concedida dia 20 de dezembro, no plantão judiciário de Itapetininga, pelo juiz Roberto Brandão Galvão Filho  suspendeu, liminarmente, o ato da Secretaria de Estado da Cultura em aprovar a Organização Social Sustenidos para administrar o Conservatório de Tatuí a partir de 1º de janeiro. O ato do secretário Sá Leitão saiu no Diário Oficial no dia 17 de dezembro. O próprio secretário condiciona a contratação da Sustenidos “à rescisão do Contrato de Gestão 06/2017”, que contratou a Abaçai para administrar o Conservatório até 2022. Na concessão da liminar, o juiz Galvão Filho  “Sustenta o requerente, em apertada síntese que, a Resolução SCEC de 04 de Novembro de 2.020 feriu os princípios da legalidade, moralidade, publicidade e eficiência”.

A decisão que revoga a liminar, O juiz Vieira de Paula sustenta que “Diante da eficiente informação e da vasta documentação trazidas aos autos (…) revogo a tutela de urgência, permanecendo válida a Resolução SCEC no 34/20 que prevê convocação pública para seleção de nova organização social”.

LEIA A ÍNTEGRA DA CASSAÇÃO DA LIMINAR

Juiz(a) de Direito: Dr(a). ALESSANDRO VIANA VIEIRA DE PAULA

Vistos. Trata-se de comunicação da interposição do Recurso de Agravo de Instrumento e de pedido de reconsideração da decisão de fls.388/389.

Compulsando a petição de fls. 407/420 e a vasta documentação trazida à baila, entendo ser o caso de revogação da tutela de urgência concedida, até porque, essa decisão condicionou sua eficácia à informação acerca da data de início do novo contrato de gerenciamento. A Fazenda do Estado de São Paulo justificou a contento o motivo de não ter constado a data do início do contrato no edital, informando que a atual gestora do Conservatório Dramático e Musical de Tatuí (Abaçaí Cultura e Arte) teve prestação de contas rejeitada, havendo indícios de má gestão, estando em andamento procedimento administrativo para rescisão do contrato. Informou, ainda, que estão previstos repasses de recursos até o final do ano de 2020, sendo assim o Governo do Estado pretende que tais valores sejam utilizados pela nova gestora a ser contratada pela Convocação Pública.

Diante da eficiente informação e da vasta documentação trazidas aos autos, bem como para se evitar a solução de continuidade dos serviços públicos prestados pelo Conservatório de Tatuí, revogo a tutela de urgência, permanecendo válida a Resolução SCEC no 34/20 que prevê convocação pública para seleção de nova organização social.

 Comunique-se o Tribunal de Justiça acerca da reconsideração da decisão atacada (fls. 388/389), encaminhando-se cópia desta decisão. Intime-se a Fazenda Pública (funcionalidade do SAJ) e o requerente através de mandado a ser cumprido por Oficial de Justiça. Itapetininga, 25 de dezembro de 2020;

POSSE NA CÂMARA DE TATUÍ NÃO TERÁ PÚBLICO E SERÁ TRANSMITIDA AO VIVO

dezembro 24, 2020

Dia 1º de janeiro, 10 horas,  tomam posse na Câmara Municipal de Tatuí prefeita Maria José Vieira de Camargo (PSDB), vice-prefeito Miguel Lopes (MDB) e os 17  vereadores eleitos dia 15 de novembro. Eduardo Sallum (PT),, o vereador mais votado, preside a sessão e conduz a eleição da nova Mesa Diretora da Câmara para o biênio 2021/2022.  Em decorrência da pandemia de Covid-19, a solenidade será restrita aos empossados, com direito a um acompanhante e  servidores do Poder Legislativo em serviço. A população pode acompanhar a solenidade e a eleição da Mesa Diretora, ao vivo pela “TV Câmara”.

http://camaratatui.tvcamaraaovivo.net/.

 “Estamos preparando uma sessão com todos os cuidados sanitários que a pandemia exige, mas não podemos deixar de observar os princípios constitucionais da publicidade e da transparência”, diz o atual presidente Antonio Marcos de Abreu. Além da prefeita Maria José  Vieira de Camargo e do vice-prefeito Miguel Lopes Cardoso Júnior, pelo Executivo, tomarão posse os vereadores: Eduardo Dade Sallum, Cíntia Yamamoto Soares, Antonio Marcos de Abreu, João Éder Alves Miguel, Gabriela Xavier Mendes Coito, Fábio Antonio Villa Nova, Paulo Sérgio de Almeida Martins, Débora Cristina Machado de Camargo, José Eduardo Morais Perbelini, Valdir de Proença, Maurício Couto, Márcio Antonio de Camargo, Jairo Martins, João Francisco de Lima Filho, Renan Cortez, Micheli Cristina Tosta Gibin Vaz e Cláudio dos Santos.

Destaques da edição de 25-12-2020

dezembro 24, 2020

AÇÃO POPULAR SUSPENDE MUDANÇA NO CONSERVATÓRIO

TATUI REGISTRA QUATRO MORTES POR COVID-19 NA SEMANA

BANCO DE OLHOS DE SOROCABA PREMIADO EM CONCURSO

VIVENDO NA PANDEMIA – GAUDÊNCIO TORQUATO

NOTAS E NOTÍCIAS

TATUÍ E SUA HISTÓRIA – MAIO DE 1935

RIR EM TEMPO DE PANDEMIA – JARBAS SOBRAL NETO

PREFEITA MARIA JOSÉ ANUNCIA MUDANÇA NO SECRETARIADO

CÂMARA APROVA SETE PROJETOS NA ÚLTIMA SESSÃO

SITUAÇÃO DO CONSERVATÓRIO REPERCUTE NA CÂMARA

BISPO PEDE A PADRES FIRMEZA NA MISSÃO EVANGELIZADORA

COLUNA GENTE

CAMPANHA DA PREFEITURA CONTRA A COVID-19

COLUNA DE ESPORTES

CLASSIFICADOS

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

PREFEITURA DE TATUÍ DIVULGA REAJUSTES NOS SERVIÇOS MUNICIPAIS

MATÉRIAS OFICIAIS

(Atos, decretos e leis da Prefeitura de Tatuí, edital do Fórum da Comarca e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí).

JORNAL INTEGRAÇÃO NÃO CIRCILA DIA 2/1/2021

NOTA DA SECRETARIA DA CULTURA ELEGE A “SUSTENIDOS”NO CONSERVATÓRIO DE TATUÍ

dezembro 17, 2020

Nesta quinta-feira (17),  Viviane Ferreira, da assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, enviou a Nota Oficial abaixo e a coloca como posicionamento do secretário Sérgio Sá Leite, Claudia Pedrozo (secretaria executiva) e Dennis de Oliveira (diretor de departamento da secretaria), questionados com perguntas enviadas pelo Jornal Integração a respeito da proposta da Sustenidos para administrar o Conservatório de Tatuí, criado por lei estadual de autoria do deputado Narciso Pieroni, em 1951. Se ler com acuidade a “Nota à imprensa”, o texto praticamente coloca como irreversível a contratação da  Organização Social  Sustenidos para administrar o Conservatório. Devemos esclarecer que os questionamentos enviados pelo jornal à Secretaria da Cultura ainda não foram respondidos, após uma série de pedidos de adiamento do setor de comunicação.  As perguntas versam sobre o projeto da Sustenidos de promover demissões e um verdadeiro desmonte nos cursos de excelência ministrados pela melhor escola de música clássica da América Latina.

Nota à imprensa  – O Governo do São Paulo vai melhorar e ampliar os serviços do Conservatório de Tatuí, que infelizmente enfrentou graves problemas com as últimas gestões terceirizadas. O compromisso para 2021 é de um ajuste sério para sanar a grave crise administrativa e financeira da instituição, mas sem nenhum corte de atividades ou prejuízo aos alunos e à comunidade. Em 2022, a meta é abrir mais cursos e vagas, além da contratação de professores. 

O novo parceiro da Secretaria de Cultura e Economia Criativa será contratado ainda este mês, após um rigoroso processo de seleção. O projeto da Organização Social Sustenidos, instituição de bem-sucedida gestão à frente do Projeto Guri, está em fase final de análise. 

O plano de ampliação tem duração de cinco anos e começará em 2021. Entre as ações, está o fortalecimento da linguagem do Choro, com a criação de diversos eventos e práticas, como o Clube do Choro e a criação de um acervo permanente literário e de obras dedicadas ao gênero; a inclusão de novas ferramentas digitais para salas de estudos virtuais, oferta de material didático, avaliações, debates e interações do setor de artes cênicas. 

DEPUTADA PEDE SUSPENSÃO DO EDITAL QUE

MUDA ADMINISTRAÇÃO DO CONSERVATÓRIO

Nesta quinta-feira (17), a deputada estadual Márcia Lia (PT) requereu à Secretaria de Estado da Cultura informações sobre o processo que pretende trocar a administração do Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos”, de Tatuí, a uma Organização Social. A abertura dos envelopes foi dia 7 de dezembro, e a única habilitada a participar da licitação foi a Organização Social Sustenidos, responsável pela administração do “Projeto Guri”, que ensina música para crianças.

A deputada também apresentou  moção e pede o apoio da Assembléia Legislativa de São Paulo para que o governo de SP suspenda imediatamente o processo de escolha da nova OS, que está em andamento e a previsão é assumir o Conservatório dia 1º de janeiro.

A petista baseia seu pedido em informações do Jornal Integração, de Tatuí. O semanário enviou perguntas ao Secretário da Cultura sobre a proposta da “Sustenidos,” única OS que está sendo analisada pela pasta da Cultura para administrar a escola de Tatuí. Demissão de 70 funcionários, extinção de conjuntos mantidos pela escola, extinção dos cargos de monitor, fechamento do Pólo do Conservatório em São José do Rio Preto, redução de vagas para alunos, dos atuais 2.500 matriculados para 1500, são as indagações  apresentadas ao Secretário da Cultura pelo jornal de Tatuí

            A deputada Márcia Lia (PT) afirma que “é um edital extremamente delicado para ser publicado menos de um mês antes de iniciarmos o ano previsto para a mudança. O que estão fazendo com a cidade de Tatuí e com o Conservatório é uma falta de respeito à cidade e aos 66 anos de história da escola”. A deputada Márcia Lia, no documento enviado ä Secretaria da Cultura,  pede também a suspensão do processo de escolha pelo governo de São Paulo.

Consta também na Moção apresentada na Assembleia que “a cidade de Tatuí precisa ser ouvida sobre esse desmonte ao qual o Conservatório está sendo submetido. O Conservatório é um orgulho para a população da cidade, da região e Interior Paulista e do Estado de São Paulo. Todo o processo deve ser democrático e transparente. Inadmissível, o governo lançar mão de um edital de tamanha envergadura para analisar a menos de um mês da pretendida mudança.”

            Desmonte do Conservatório – Márcia Lia afirma que “nosso mandato está ao lado das autoridades e da população de Tatuí para buscar, não apenas a reversão desse processo, mas o devido reconhecimento e valor ao Conservatório, aos seus professores, funcionários e alunos. O governador João Dória  promove uma série de desmontes se utilizando da pandemia. De fato, vivemos um momento delicado, mas o governador está aproveitando o momento para “passar sua boiada” e desmontar muito do que foi construído pelo povo de São Paulo. Nós estamos nos opondo e vamos continuar lutando”, finaliza a deputada Márcia Lia. 

CLASSE POLÍTICA SE MANIFESTA

A deputada Márcia Lia se manifesta na Assembleia Legislativa a pedido o vereador Eduardo Sallum (PT), o mais votado dia 15 de novembro para a Câmara Municipal de Tatuí. No início da semana, o deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL) também se manifestou na tribuna da Assembleia Legislativa de São Paulo. Ao citar o Conservatório de Tatuí, o parlamentar tece severas críticas ao governador João Dória e ao secretário Sérgio Sá Leite, titular da Secretaria da Cultura. No entanto, não são só os partidos de esquerda que se preocupam com o Conservatório, pelo que ele significa para a cultura, não só para Tatuí, também para o Brasil.

A troca da Abaçai pela Sustenidos para gerenciar o Conservatório de Tatuí foi motivo de reunião. Na segunda-feira (14), a prefeita Maria José Vieira de Camargo (PSDB), munida de documento elaborado pelo chefe de gabinete Christian Pereira de Camargo, encontrou-se com secretário Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional) e se posicionou contra mudança na administração do Conservatório. A titular do Poder Executivo tatuiano foi contundente em uma manifestação na sua página na rede social. Maria José foi taxativa que não admite interferências na administração do CDMCC, que prejudique o bom andamento pedagógico e do ensino musical de alto nível ministrado pela escola. Ao tomar esse posicionamento, praticamente ela se coloca contra a intenção do secretário da Cultura e da Sustenidos, que apresenta um projeto para sucatear o Conservatório. Outro a se manifestar, desta vez no Jornal Integração, foi o vereador Antonio Marcos de Abreu (PSDB), presidente da Câmara Municipal de Tatuí. Marcos diz que “as informações apuradas pelo Jornal Integração, através das perguntas enviadas à Secretaria de Estado da Cultura são preocupantes, considerando que as medidas previstas, tais como, demissões, extinções dos cargos de monitores, fechamento de cursos de artes cênicas e dos cursos da área de choro e até o fechamento do Polo de São José do Rio Pardo, afetam não apenas a comunidade local. Da forma em que está colocado, representam um risco iminente à cultura do País, pois desconsideram a importância e a posição de excelência do Conservatório de Tatuí no cenário mundial, diz o presidente da Câmara”.

Destaques da edição de 18-12-2022

dezembro 17, 2020

TATUÍ COMEMORA O NATAL COM PANDEMIA

PREFEITA NÃO ADMITE INTERFERÊNCIAS NO CONSERVATÓRIO

 TATUÍ REGISTRA QUASE 500 CASOS DE COVID-19 EM 15 DIAS

A ERA DA DISCÓRDIA – GAUDÊNIO TORQUATO

NOVA INTERVENTORA NA SANTA CASA

GOVERNO NÃO PODE CONFISCAR VACINA

JUSTIÇA PEDE EXONERAÇÃO DE NOVE FUNCIONÁRIOS NA CÂMARA

DEFESA DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO TOMBA MERCADO

ESCOLA DE TATUÍ VAI TER PROGRAMA DE ENSINO INTEGRAL

AMIGO – POESIA DO PROFESSOR JOSÉ LANNES (A PEDIDO)

RIR EM TEMPO DE PANDEMIA – JARBAS SOBRAL NETO

FALECIMENTOS

NATAL MUSICAL SEGUE NA PRAÇA DA MATRIZ

TATUÍ E SUA HISTÓRIA – ABRIL DE 1935

TATUÍ PREMIADA EM PROGRAMA DO GOVERNO

CÂMARA DEVOLVE R$ 1,1 MILHÃO PARA A PREFEITURA

VEREADORES DEBATEM E APROVAM TREZES PROJETOS

COLUNA GENTE (TATUÍ ASSUME COMANDO DO BAE DA PM)

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

COLUNA DE ESPORTES

CLASSIFICADOS

HOMENAGEM POR UM ANO SEM LEONARDO

COLUNA POLICIAL

PALAVRAS CRUZADAS

SECRETARIA INICIA CAMPANHA FIQUE SABENDO

FATEC LANÇA DISCO A NOEL ROSA

DECRETO ESTABELECE CRITÉRIOS PARA O FUNDEB EM TATUÍ

MATÉRIAS OFICIAIS

(Editais da Prefeitura de Tatuí, Fórum da Comarca e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí). C

PRESIDENTE DA CÂMARA PREOCUPADO COM DESTINO DO CONSERVATÓRIO

dezembro 14, 2020

Presidente Antonio Marcos de Abreu: pretendo integrar uma força-tarefa visando salvaguardar nosso patrimônio, manter os empregos, os cursos e as demais atividades da instituição.

Nesta segunda-feira (17), o presidente da Câmara Municipal de Tatuí, vereador Antonio Marcos de Abreu, em entrevista ao Jornal Integração, afirma que “acompanho com apreensão as notícias recentes a respeito do Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos” de Tatuí. Mais especificamente, a as perguntas encaminhadas pelo Jornal Integração à Secretaria de Estado da Cultura sobre o processo de escolha de uma nova organização para administrar a instituição.

Marcos diz que “as informações apuradas pelo jornal são preocupantes, considerando que as medidas previstas tais como demissões, extinções dos cargos de monitor, fechamento de cursos das artes cênicas e dos cursos da área de choro e até o fechamento do Polo de São José do Rio Pardo afetam não apenas a comunidade local. Da forma em que está, elas representam um risco iminente à cultura do País, pois desconsideram a importância e a posição de excelência do Conservatório de Tatuí no cenário mundial, diz o presidente da Câmara.

Ele salienta que “no momento em que toda a sociedade toma conhecimento desta situação, é chegada a hora de agir. Mas o cenário exige mais. Pede a união de todas as forças, que todos deixemos de lado nossas divergências e lutemos por um bem maior, para preservar o que nossos talentosos e saudosos profissionais, como os maestros Antonio Carlos Neves Campos, maestro José Coelho de Almeida e o diretor de teatro Moisés Miastkwosky, já falecido, e outros inúmeros tatuiano que construíram a escola de música”. É por isso que, na função de Presidente da Câmara Municipal, que exerço até 31 de dezembro, pretendo integrar uma força-tarefa visando salvaguardar nosso patrimônio, manter os empregos, os cursos e as demais atividades da instituição, destaca.

 O presidente da Câmara reitera que “planejo a formação de uma comissão no âmbito da Câmara Municipal, com participação aberta a todos os vereadores, para vir a somar forças com a prefeita Maria José Vieira de Camargo e pleitear, com ela, uma visita ao Governo do Estado de São Paulo. Precisamos “tomar pé” da situação e discutir soluções para evitar um desmonte do Conservatório ou sua possível transformação em mais uma unidade do Projeto Guri. Em função do recesso e da proximidade com da posse da 18ª Legislatura, conversas assertivas devem ser iniciadas em janeiro (NR: Pode ser tarde demais. Dia 1º de janeiro, enquanto os novos vereadores tomam posse, é intenção da Secretaria da Cultura colocar a Organização Social Sustenidos para assumir o Conservatório). A intenção é que todos os grupos da sociedade se juntem para formar um grande comitê em prol ao Conservatório de Tatuí, garantindo representatividade a todos os setores da nossa sociedade, diz Marcos.

Outra medida viável é a criação de um abaixo-assinado com coleta em canais públicos, como o site da Câmara Municipal, para ser entregue às autoridades estaduais. Estamos analisando as possibilidades junto ao Departamento Jurídico da Casa de Leis. Mas, a ideia é anexarmos às assinaturas farta documentação a ser preparada pela Secretaria Municipal de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude demonstrando a importância da instituição e os impactos culturais e econômicos. Devemos articular as medidas nas próximas semanas com a prefeita e equipe.

Reforço que, no que diz respeito a mim, como cidadão e vereador, não pouparei esforços para que o Conservatório permaneça em Tatuí, continue oferecendo ensino gratuito e de qualidade acentua o presidente.

Entenda o caso

TATUÍ, 11 DE DEZEMBRO DE 2020

Ao Ilmo. Sr, Secretário Sérgio Sá Leite

Digno. Secretário de Estado da Cultura de São Paulo

Prezado Senhor

Tem esta a finalidade de formular alguns questionamentos para a Secretaria de Estado da Cultura, responsável pelo Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos, de Tatuí.

Por ser de grande interesse da população de Tatuí, estamos acompanhando de perto as mudanças propostas para a principal escola de música da América Latina. Não se importe com o ufanismo, é próprio de cidadãos que amam a sua cidade.

 Dia 7 de dezembro, houve uma nova etapa. Compulsamos a proposta da Sustenidos, organização social que administra o Projeto Guri, e entendemos ser necessário esclarecer os nossos leitores sobre tais mudanças. Para tanto, enviamos algumas perguntas, de interesse público.

Esperamos ser atendidos, visto que V.Sa. se irmana e comunga com o  posicionamento democrático e transparente do governador João Dória.

 Abaixo seguem as perguntas e aguardamos até terça-feira (15), para serem publicadas na próxima edição. Como o assunto é de grande interesse da população de Tatuí, disponibilizamos este questionário na página no Jornal Integração na internet: 

(www.jornalintegracao.com.br)

Atenciosamente

José Reiner Fernandes (Editor)

A/cuidados de

Assessoria de Imprensa

Ilma. Sra. Claudia Pedroso (Secretária Executiva)

Dennis de Oliveira (Diretor do Departamento de DFC)

As respostas podem ser enviadas para

redação@jornalintegracao.com.br

PERGUNTAS

Jornal Integração – A proposta da Sustenidos  aponta em 69 demissões (8 diretoria, 16 Polo, 45 outras áreas) no Conservatório de Tatuí.  Extinção do cargos de monitores – atualmente 70 profissionais contratados. E sugere ainda, possível fechamento da área de artes cênicas. V.Sa. tem ideia de quantas pessoas ficarão sem emprego em 2021 no Conservatório?

Jornal Integração – O Conservatório de Tatuí possui uma  complexidade operacional,  oferece mais de 100 cursos, atende quase 2.500 alunos e engloba várias unidades em edificações diferentes. A proposta da Sustenidos  propõe uma direção administrativa compartilhada e prevê que os administradores dedicarão apenas 25% do seu tempo à escola de Tatuí e prioriza o Projeto Guri (75%), que tem 343 polos.  A Secretaria da Cultura garante que o ensino musical no Conservatório não perderá qualidade?

Jornal Integração – A proposta da Sustenidos prevê o fechamento do Pólo do Conservatório em São José do Rio Pardo. Segundo publicações de jornais desta cidade, a classe política e a população se mostram revoltados com esta decisão, desde que se aventou  esta hipótese em novembro.  Consta que 187 alunos estão matriculados em São José do Rio Pardo e somente 55 estão na faixa etária para ingressar no Projeto Guri, solução apresentada pela  Sustenidos. Esta secretaria entende que vale a pena extinguir este importante pólo cultural respaldado pelo Conservatório de Tatuí?.

Jornal Integração – A proposta da Sustenidos fala que os funcionários estão com estabilidade trabalhista até 30/04/2021. Foi apurado que esta estabilidade vai até 31/08/2021.  Esta situação, de total desconhecimento da Sustenidos, não pode comprometer a  proposta orçamentária  oferecida por esta organização social?

Jornal Integração –  Dentro da proposta da Sustenidos consta  fechar cursos da área de choro. Este gênero musical  é um dos grandes diferenciais do Conservatório de Tatuí – um dos poucos no Brasil a dedicar  espaço a este gênero. Alunos estrangeiros freqüentam os cursos de Choro e MPB, responsável por  interação do Conservatório com a comunidade.  Antes da pandemia, alunos e professores faziam várias rodas de choro pela cidade,.Fechar esses cursos não seria um grande retrocesso musical para a cidade de Tatuí e para a  cultura brasileira?

Jornal Integração – A nova OS propões reformular os cursos de Artes Cênicas, mas deixa claro que, se não houver dinheiro para isso, estes cursos também serão fechados. A área de Artes Cênicas do Conservatório de Tatuí é uma referência em teatro para  a região, forma atores e atrizes que estão espalhados por todo o Brasil. A maioria dos grupos teatrais da região são criados por iniciativa de atores formados no Conservatório.  A Abaçai, que administra o Conservatório tem proposta semelhate?

Jornal Integração –   No projeto pedagógico do Conservatório de Tatuí existem grupos formados por professores-monitores.  Os alunos anseiam chegar ao nível técnico necessário por terem a oportunidade de tocar e até encenar com os profissionais. Sem os monitores, os grupos artísticos perdem sua principal função e acabam se igualando aos grupos pedagógicos, onde tocam nas séries iniciais e intermediárias do curso. Esta proposta da Sustenidos não vai descaracterizar o Conservatório e transformar o Conservatório de Tatuí em um “Projeto Guri melhorado”?

Jornal Integração – A  Sustenidos pretende reduzir a ação de monitores, para não falar em demissão. Tudo isso não seria prejudicial para a formação dos  grupos musicais do Conservatório e a  escola não perde a eficiência e qualidade no ensino musical proposto? 

Jornal Integração – A OS fala em unificar os cursos preparatórios de música erudita e música popular. Segundo consta  os cursos de MPB não têm alunos iniciantes. Os candidatos no processo seletivo já são músicos atuantes. Alguns já são formados em universidade quando entram nos cursos de MPB do Conservatório. Como a OS pretende colocar no mesmo nível um músico já formado com um iniciante? Isso não mostra completo desconhecimento da OS em relação ao trabalho desenvolvido pela instituição que pretende administrar?

Jornal Integração – A OS diz que vai ampliar o número de bolsas de estudo e também o tempo de concessão. Mas também determina que as bolsas valerão para 6 horas semanais de atuação.  Informações revelam que a maioria das bolsas oferecidas hoje é para 12 horas semanais.  Como a Secretaria se posiciona a esse respeito?

Jornal Integração – A Abaçaí  extinguiu a cobrança de ingressos no Teatro Procópio Ferreira. A Sustenidos propõe em retomar a cobrança  “para equilibrar os custos com a estrutura”. Esta medida, sem sucesso em outra administração, inviabilizou  a presença de público nas apresentações.  Esta medida não confronta com a política de democratização da cultura do governador João Dória?

Jornal Integração – Existem cursos  quase exclusivos do Conservatório de Tatuí? Musicografia Braille, Musicalização para Educadores, Luteria, Performance Histórica, entre outros. O programa da nova OS não contempla este tipo de aprendizado. Eles podem ser extintos?

Jornal Integração – A nova  OS, em sua proposta, sugere  equiparar o Conservatório de Tatuí ao Projeto Guri, que ela já administra. O secretário já visitou o Conservatório, um dos programas culturais mais promissores de sua pasta? E, de acordo como é   proposto, o Conservatório pode se transformar em um grande pólo do Projeto Guri no estado de São Paulo. Esta projeção procede?

Jornal Integração – Consta que o atual secretário estadual da Cultura pretende construir um novo conservatório na cidade de Campos do Jordão. Não seria mais interessante investir em um projeto experimentado e que já existe, como o Conservatório de Tatuí? sa��sɄ4�

ORGANIZAÇÃO DO “PROJETO GURI”PRETENDE ADMINISTRAR O CONSERVATÓRIO DE TATUÍ

dezembro 11, 2020

Dia 7 de dezembro, a Secretaria de Estado da Cultura realizou  análise de propostas para escolher uma nova organização administrar o Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos”, de Tatuí, a partir de 2021.  De acordo com o site da secretaria, tudo leva a crer que a preferência do secretário Sérgio Sá Leite deverá converter para Organização Social “Sustenidos”, a única habilitada, com experiência em administrar o “Projeto Guri”’. Este projeto visa iniciar crianças para a iniciação musical e ainda não demonstrou em administrar estrutura de ensino musical de alta qualidade, como os cursos ministrados em Tatuí desde 1951.

Da proposta da Sustenidos consta redução de corte de 70 funcionários, redução de 40% no número de alunos atendidos pela instituição e extinção de conjuntos mantidos pelo Conservatório  há muitos anos.

O Jornal Integração recebeu informações que uma mudança na administração do Conservatório pode trazer sérias consequências para esta instituição, orgulho da população de Tatuí. Para esclarecer esta situação, o semanário enviou perguntas (abaixo transcritas) ao secretário Sérgio Sá Leite, através de seus assessores Claudia Pedroso (secretária executiva), Dennis Oliveira  (diretor do departamento de formação DFC, e assessoria de imprensa.

Abaixo as perguntas enviadas:

Jornal Integração – A proposta da Sustenidos  aponta em 69 demissões (8 diretoria, 16 Polo, 45 outras áreas) no Conservatório de Tatuí.  Extinção do cargos de monitores – atualmente 70 profissionais contratados. E sugere ainda, possível fechamento da área de artes cênicas. V.Sa. tem ideia de quantas pessoas ficarão sem emprego em 2021 no Conservatório?

Jornal Integração – O Conservatório de Tatuí possui uma  complexidade operacional,  oferece mais de 100 cursos, atende quase 2.500 alunos e engloba várias unidades em edificações diferentes. A proposta da Sustenidos  propõe uma direção administrativa compartilhada e prevê que os administradores dedicarão apenas 25% do seu tempo à escola de Tatuí e prioriza o Projeto Guri (75%), que tem 343 polos.  A Secretaria da Cultura garante que o ensino musical no Conservatório não perderá qualidade?

Jornal Integração – A proposta da Sustenidos prevê o fechamento do Pólo do Conservatório em São José do Rio Pardo. Segundo publicações de jornais desta cidade, a classe política e a população se mostram revoltados com esta decisão, desde que se aventou  esta hipótese em novembro.  Consta que 187 alunos estão matriculados em São José do Rio Pardo e somente 55 estão na faixa etária para ingressar no Projeto Guri, solução apresentada pela  Sustenidos. Esta secretaria entende que vale a pena extinguir este importante pólo cultural respaldado pelo Conservatório de Tatuí?.

Jornal Integração – A proposta da Sustenidos fala que os funcionários estão com estabilidade trabalhista até 30/04/2021. Foi apurado que esta estabilidade vai até 31/08/2021.  Esta situação, de total desconhecimento da Sustenidos, não pode comprometer a  proposta orçamentária  oferecida por esta organização social?

Jornal Integração –  Dentro da proposta da Sustenidos consta  fechar cursos da área de choro. Este gênero musical  é um dos grandes diferenciais do Conservatório de Tatuí – um dos poucos no Brasil a dedicar  espaço a este gênero. Alunos estrangeiros freqüentam os cursos de Choro e MPB, responsável por  interação do Conservatório com a comunidade.  Antes da pandemia, alunos e professores faziam várias rodas de choro pela cidade,.Fechar esses cursos não seria um grande retrocesso musical para a cidade de Tatuí e para a  cultura brasileira?

Jornal Integração – A nova OS propões reformular os cursos de Artes Cênicas, mas deixa claro que, se não houver dinheiro para isso, estes cursos também serão fechados. A área de Artes Cênicas do Conservatório de Tatuí é uma referência em teatro para  a região, forma atores e atrizes que estão espalhados por todo o Brasil. A maioria dos grupos teatrais da região são criados por iniciativa de atores formados no Conservatório.  A Abaçai, que administra o Conservatório tem proposta semelhate?

Jornal Integração –   No projeto pedagógico do Conservatório de Tatuí existem grupos formados por professores-monitores.  Os alunos anseiam chegar ao nível técnico necessário por terem a oportunidade de tocar e até encenar com os profissionais. Sem os monitores, os grupos artísticos perdem sua principal função e acabam se igualando aos grupos pedagógicos, onde tocam nas séries iniciais e intermediárias do curso. Esta proposta da Sustenidos não vai descaracterizar o Conservatório e transformar o Conservatório de Tatuí em um “Projeto Guri melhorado”?

Jornal Integração – A  Sustenidos pretende reduzir a ação de monitores, para não falar em demissão. Tudo isso não seria prejudicial para a formação dos  grupos musicais do Conservatório e a  escola não perde a eficiência e qualidade no ensino musical proposto?  

Jornal Integração – A OS fala em unificar os cursos preparatórios de música erudita e música popular. Segundo consta  os cursos de MPB não têm alunos iniciantes. Os candidatos no processo seletivo já são músicos atuantes. Alguns já são formados em universidade quando entram nos cursos de MPB do Conservatório. Como a OS pretende colocar no mesmo nível um músico já formado com um iniciante? Isso não mostra completo desconhecimento da OS em relação ao trabalho desenvolvido pela instituição que pretende administrar?

Jornal Integração – A OS diz que vai ampliar o número de bolsas de estudo e também o tempo de concessão. Mas também determina que as bolsas valerão para 6 horas semanais de atuação.  Informações revelam que a maioria das bolsas oferecidas hoje é para 12 horas semanais.  Como a Secretaria se posiciona a esse respeito?

Jornal Integração – A Abaçaí  extinguiu a cobrança de ingressos no Teatro Procópio Ferreira. A Sustenidos propõe em retomar a cobrança  “para equilibrar os custos com a estrutura”. Esta medida, sem sucesso em outra administração, inviabilizou  a presença de público nas apresentações.  Esta medida não confronta com a política de democratização da cultura do governador João Dória?

Jornal Integração – Existem cursos  quase exclusivos do Conservatório de Tatuí? Musicografia Braille, Musicalização para Educadores, Luteria, Performance Histórica, entre outros. O programa da nova OS não contempla este tipo de aprendizado. Eles podem ser extintos?

Jornal Integração – A nova  OS, em sua proposta, sugere  equiparar o Conservatório de Tatuí ao Projeto Guri, que ela já administra. O secretário já visitou o Conservatório, um dos programas culturais mais promissores de sua pasta? E, de acordo como é   proposto, o Conservatório pode se transformar em um grande pólo do Projeto Guri no estado de São Paulo. Esta projeção procede?

Jornal Integração – Consta que o atual secretário estadual da Cultura pretende construir um novo conservatório na cidade de Campos do Jordão. Não seria mais interessante investir em um projeto experimentado e que já existe, como o Conservatório de Tatuí? b6OKRsNj����

PROCESSOS APURAM SUPOSTAS FRAUDES EM AUXÍLIO EMERGENCIAL EM TATUÍ

dezembro 10, 2020

Na edição deste fim de semana (12/12/2020), o Jornal Integração publica quarenta portarias municipais, expedidas pela prefeita Maria José Vieira de Camargo, para apurar supostas fraudes cometidas por funcionários municipais ao receber indevidamente o Auxílio Emergencial, do programa do Governo Federal. Este auxilio é doado durante a pandemia para pessoas que estão em grupos de risco econômico e não possuem empregos fixos.

                       De acordo com as portarias publicadas, o Poder Público municipal afirma que os funcionários envolvidos “supostamente, deixaram de ser leal à instituição a que serve, observar as normas legais e regulamentares, manter conduta compatível com a moralidade administrativa, praticado conduta que pode caracterizar os crimes de falsidade ideológica (art. 299, do Código Penal) e estelionato (art. 171, doCódigo Penal), quando solicitou, por meio da inserção de dados ou declaração de informações falsas para percepção de benefício, que ocasionou o recebimento indevido do Auxílio Emergencial instituído pelo Governo Federal, através da Lei nº 13.982, de 02/04/2020. O Poder Executivo nomeou uma comissão interna para apurar as supostas irregularidades e deu um prazo de sessenta dias para conclusão.

                       O secretário Renato Pereira de Camargo (Jurídico) disse que as denúncias foram enviadas pela Polícia Federal para apurar os fatos. O secretário informa que todos os funcionários que constam dos editais, publicados apenas com as iniciais, foram notificados para devolver as importâncias recebidas irregularmente. Segundo Renato, muitos devolveram, alguns nem chegaram a sacar o dinheiro depositado na conta bancária e outros insistem em ficar com o dinheiro. Os editais  na edição impressa do Jornal Integração, do dia 12 de dezembro, nas bancas da cidade.

Destaques da edição de 12-12-2020

dezembro 10, 2020

TATUÍ REGISTRA 275 CASOS DE COVID-19 EM OITOS DIAS

TATUÍ RECUPERA 1% DOS EMPREGOS PERDIDOS NA PANDEMIA

CONCERTO DE NATAL NA IGREJA MATRIZ

O PROGRAMA DE 100 DIAS – GAUDÊNCIO TORQUATO

TATUÍ E SUA HISTÓRIA – ABRIL DE 1935

FALECIMENTOS

GRUPO TEATRAL REINICIA ATIVIDADES

RIR EM TEMPO DE PANDEMIA – JARBAS SOBRAL NETO

GOVERNO PAULISTA ANUNCIA VACINA DA COVID PARA JANEIRO

CONSERVATÓRIO REALIZA DUAS “LIVES”

REUNIÃO DISCUTE CAMPANHA DA FRATERNIDADE

ORÇAMENTO DE TATUÍ É DE R$ 386,2 MILHÕES EM 2021

TRE-SP DEFINE DATAS PARA DIPLOMAÇÃO DOS ELEITOS

COLUNA GENTE

COLUNA DE ES´PORTES

CLASSIFICADOS

COLUNA POLICIAL

PALAVRAS CRUZADAS

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

MATÉRIAS OFICIAIS

(Portarias e decretos da Prefeitura de Tatuí, editais da Associação Alerta, Associação Parque Residencial São Marcos e Residencencial Portal das Nogueiras e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí). c

ESPECIAL “EMOÇÕES DE NATAL”

dezembro 4, 2020

Na  quinta-feira (10),  20 horas, na Praça da Matriz,  com transmissão no Facebook, acontecerá a apresentação do Projeto Especial “Emoções de Natal”, produzido por Gabriel Vanin., através da Lei Aldir Blanc  Nesta noite, a Banda Marcatto apresenta diversas canções natalinas, entre elas: “Papai Noel”, “Jingle Bells”, “Hallelujah”, “Então é Natal” e “Noite Feliz”. A intenção dos produtores é provocar emoção, tranquilidade e sentimentos positivos em quem for assistir e o objetivo é gerar uma interação com sorteio de prêmios. fi”:{S�]=��


<span>%d</span> blogueiros gostam disto: