Archive for dezembro \25\UTC 2015

SANTA CASA DE TATUÍ – SINDICALISTA AFIRMA QUE FUNCIONÁRIOS ESTÃO EM GREVE

dezembro 25, 2015

foto (8)

25-12-2015 – 16 horas – Sindicalistas e funcionários passam 

o Natal em frente a Santa Casa

Nesta quinta-feira (25), Herbert Albert de Oliveira Franco, diretor do SindSaúde de Sorocaba, disse à reportagem do Jornal Integração que os funcionários da Santa Casa de Misericórdia de Tatuí estão em greve desde o meio-dia do dia 24 de dezembro, após a realização de uma assembléia que rejeitou acordo com a diretoria do hospital  junto à Justiça do Trabalho. Neste acordo o pagamento do 13º salário deveria ser pago 60% em janeiro e 40% em fevereiro. O sindicalista garante que a assembleia não aprovou o acordo e exibe uma foto com os funcionários com as mãos levantadas. Ele disse ainda que achou estranho ao ver, na quarta-feira (24),  noticiário em uma emissora de tv. O departamento de jornalismo divulgou que o acordo havia sido firmado e o sindicalista afirma que esta notícia não corresponde à realidade. Nesta quinta-feira (25), em frente à Santa Casa, funcionários e representantes do sindicato permaneciam em vigília à espera de que o assunto se resolva. Herbert garante que somente o serviço de emergência está funcionando e os funcionários estão em greve.  Caso não se resolva o impasse, na segunda-feira está planejada uma passeata com a participação dos trabalhadores da Santa Casa. Na quarta-feira (24), a diretoria da Santa Casa expediu um comunicado em seu site oficial. Veja a íntegra abaixo:

COMUNICADO OFICIAL

NO SITE DA SANTA CASA

Começa circular nas redes sociais mentiras que visam criar instabilidade e terror entre a população tatuiana. O acordo para o pagamento do 13º salário dos funcionários da Santa Casa de Tatuí deverá ser feito da seguinte forma: 60% no próximo dia 5 de janeiro e os outros 40% em 5 de fevereiro. Ambos serão depositados com o pagamento do mês (salário).

A Santa Casa não será paralisada. Dos aproximadamente 370 funcionários, 350 concordaram com a solução encontrada pela direção do hospital. A grande maioria que mantém o hospital funcionando regularmente entende que é um erro discutir a greve neste momento.

O problema agora é legal e financeiro. O presidente da Câmara Municipal e médico Dr. Saporito (PSDB), resistiu até o dia de ontem, quando enfim encaminhou para a prefeitura R$ 200.000,00 (duzentos mil reais). A prefeitura não tem dotação orçamentária (caminho legal para transferir o dinheiro para a conta da Santa Casa) para que o valor possa ser pago neste ano. É preciso virar o ano para que isso possa ser feito como manda a lei. Será executado nos primeiros dias do próximo ano.

O prefeito Manu, que viabilizou o pagamento dos salários regulares dos funcionários da Santa Casa ainda este mês, tem compromisso de continuar ao lado deles, como sempre esteve, reconhecendo seu valor, principalmente neste momento em que demonstram grande senso de responsabilidade, amor a sua profissão e ao próximo.

Com certeza a situação continuará seguindo seu curso regular à despeito da ação dos oportunistas que estarão sempre de plantão à espera de uma nova oportunidade para tirar a paz e o sossego da população. Mesmo que seja no Natal.

Boas Festas a todos.

 

 

Anúncios

Prefeitura de Tatuí é responsabilizada por danos causados em enchente

dezembro 25, 2015

25-12-2015

Dia 18 de dezembro, a 7ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve sentença que condenou a Prefeitura de Tatuí a indenizar casal que teve casa atingida por enchente. Eles receberão R$ 14,3 mil pelos danos materiais e mais R$ 5 mil cada por danos morais. No site oficial do TJ-SP a apelante é a Prefeitura de Tatuí e apelados José Norberto de Almeida e Adriana Alves dos Santos.

Consta dos autos que a enchente que atingiu a residência provocou danos no imóvel e causou a perda de grande parte de seus objetos pessoais, razão pela qual ajuizaram ação, que foi julgada procedente. Em seu voto, o desembargador Magalhães Coelho afirmou que a sentença não merece reparo, pois é dever da Municipalidade realizar obras de manutenção e prevenção. “No caso concreto, a enchente produziu danos aos apelados em razão da ausência das referidas obras de manutenção e prevenção, de modo a ameaçar a integridade material e física daqueles que se encontravam e/ou residiam no local. Posto isso, cabe considerar que a conduta omissiva por parte da Municipalidade implica a sua responsabilidade civil.” Do julgamento, participaram os desembargadores Eduardo Gouvêa e Luiz Sergio Fernandes de Souza, que acompanharam o voto do relator. Apelação nº 1005271-56.2014.8.26.0624. Informações do Tribunal de Justiça de São Paulo.

FUNCIONÁRIOS DA SANTA CASA NÃO RECEBEM O 13º SALÁRIO

dezembro 24, 2015
Nesta quinta-feira (24), funcionários da Santa Casa de Misericórdia de Tatuí se postaram com cartazes na frente do hospital para protestar pacificamente contra o descaso que a direção da entidade trata seus problemas salariais. Na segunda-feira (21), um grupo (foto) protestou na entrada do hospital, em razão de não haver recebido o 13º salário até aquela data. Os manifestantes reclamavam ainda que não ocorre o recolhimento do INSS há dois anos e os empréstimos consignados não foram pagos aos bancos, deixando seus nomes “sujos”. Indignados, os funcionários empunhavam cartazes e vestiam narizes de palhaço. Na quarta-feira (23), o presidente Wladmir Saporito comunicou oficialmente que a Câmara de Tatuí antecipou e devolveu à Prefeitura R$ 200 mil, parte da sobra de seu duodécimo (recurso para manutenção da Câmara no ano de 2015). Saporito informa ainda que “até o fim do ano, poderemos devolver mais, pois é necessário fechar o ano fiscal. Espero que este recurso seja aplicado na Santa Casa de Misericórdia de Tatuí, que tanto precisa. Nosso Legislativo dá sua parcela de contribuição”. Prefeito diz que repassou verba Na semana passada, para tentar evitar uma greve no único hospital público de Tatuí, o prefeito José Manoel Corrêa Coelho (Manu) informou nas redes sociais que, “após estudarmos e nos debruçarmos sobre o nosso orçamento e nossas possibilidades financeiras, conseguimos, com talento e esforço administrativo, mais uma vez estender as mãos à nossa Santa Casa. Acabamos de fazer o adiantamento do repasse dos recursos do SUS do mês de janeiro, no valor de R$ 593 mil, para garantir o pagamento dos salários e cestas básicas atrasadas aos funcionários do nosso único hospital”. E disse ainda que “até o final de 2015, a Santa Casa terá recebido R$ 20 milhões, o maior repasse”. Esta informação do prefeito parece não se coadunar com a realidade da situação da Santa Casa de Tatuí. O que ficou demonstrado no início da semana, é que o difícil problema da falta de pagamento dos funcionários ainda não havia sido solucionado. Na quarta-feira (23), a reportagem deste jornal esteve no hospital e foi informado que nenhuma parcela do 13º salário ainda havia sido depositada. Uma pessoa ligada ao hospital mostra a parede da entrada e diz: “é só ver os cartazes para entender nossa situação”.

Funcionários da Santa Casa, que se dedicam a cuidar de enfermos com carinho e abnegação, passam pelo dissabor de não receber o que lhes é de direito.

Nesta quinta-feira (24), funcionários da Santa Casa de Misericórdia de Tatuí se postaram com cartazes na frente do hospital para protestar pacificamente contra o descaso que a direção da entidade trata seus problemas salariais. Na segunda-feira (21), um grupo (foto) protestou na entrada do hospital, em razão de não haver recebido o 13º salário até aquela data. Os manifestantes reclamavam ainda que não ocorre o recolhimento do INSS há dois anos e os empréstimos consignados não foram pagos aos bancos, deixando seus nomes “sujos”. Indignados, os funcionários empunhavam cartazes e vestiam narizes de palhaço.

Na quarta-feira (23), o presidente Wladmir Saporito comunicou oficialmente que  a Câmara de Tatuí antecipou e devolveu  à Prefeitura R$ 200 mil, parte da sobra de seu duodécimo (recurso para manutenção da Câmara no ano de 2015). Saporito informa ainda que  “até o fim do ano, poderemos devolver mais, pois é necessário fechar o ano fiscal. Espero que este recurso seja aplicado na Santa Casa de Misericórdia de Tatuí, que tanto precisa. Nosso Legislativo dá sua parcela de contribuição”.

Prefeito diz que repassou verba

Na semana passada, para tentar evitar uma greve no único hospital público de Tatuí, o prefeito José Manoel Corrêa Coelho (Manu) informou nas redes sociais que, “após estudarmos e nos debruçarmos sobre o nosso orçamento e nossas possibilidades financeiras, conseguimos, com talento e esforço administrativo, mais uma vez estender as mãos à nossa Santa Casa. Acabamos de fazer o adiantamento do repasse dos recursos do SUS do mês de janeiro, no valor de R$ 593 mil, para garantir o pagamento dos salários e cestas básicas atrasadas aos funcionários do nosso único hospital”. E disse ainda que “até o final de 2015, a Santa Casa terá recebido R$ 20 milhões, o maior repasse”. Esta informação do prefeito parece não se coadunar com a realidade da situação da Santa Casa de Tatuí. O que ficou demonstrado no início da semana, é  que o difícil problema da falta de pagamento dos funcionários ainda não havia sido solucionado. Na quarta-feira (23), a reportagem deste jornal esteve no hospital e foi informado que nenhuma parcela do 13º salário ainda havia sido depositada. Uma pessoa ligada ao hospital mostra a parede da entrada e diz: “é só ver os cartazes para entender nossa situação”.

DESTAQUES EDIÇÃO DE 26-12-2015

dezembro 24, 2015

JORNAL INTEGRAÇÃO COMPLETA QUARENTA ANOS

TATUIANOS GANHAM TROFÉUS EM SARAPUÍ

DESTAQUES ECONÔMICOS E POLÍTICOS

STF DEFINE RITO DO IMPEACHMENT

RISCO NA LEGALIZAÇÃO DE RECURSOS – MARCOS CINTRA

A GAZELA, O LEÃO E A GUERRA – GAUDÊNCIO TORQUATO

TROVAS – DR. LINCOLN

COLUNA GENTE – FOTOS E NOTAS SOCIAIS

NOVELAS

NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

TSE DEFINE REGRAS DAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS

FALECIMENTOS

PREFEITURA REALIZA PLANTÃO PARA RENEGOCIAR DÉBITOS

MINISTÉRIO DA SAÚDE DESTINA VERBA PARA TATUÍ

TATUÍ E SUA HISTÓRIA (JORNAL DE TATHUY – 5-10-1930)

NOTAS E NOTÍCIAS

PALAVRAS CRUZADAS

COLUNA DE ESPORTES

PROJETO DETERMINA FIM DAS CANCELAS NOS PEDÁGIOS

POLÍCIA RODOVIÁRIA APREEDENDO CONTRABANDO DE CIGARROS

CONSERVATÓRIO ABRE MAIS DE 400 VAGAS PARA NOVOS ALUNOS

DER ALERTA SOBRE RADAR NA SP-141

CONCESSIONÁIA ESTIMA 620 MIL VEÍCULOS NA REGIÃO NO FERIADO

COLUNA POLICIAL

INTEGRAÇÃO NAS EMPRESAS

FUNCIONÁRIOS DA SANTA CASA NÃO RECEBEM 13º  SALÁRIO

PROJETO TRAZ EDUCAÇÃO E CULTURA PARA JOVENS CARENTES

CORO SINFÔNICO APRESENTA-SE EM SUPERMERCADOS

FAMÍLIAS DE BOITUVA RECEBEM CESTAS DE  NATAL

EDITAIS DE CASAMENTO DO CARTÓRIO DE REGISTRO CIVIL DE TATUÍ

JORNAL INTEGRAÇÃO COMPLETA QUARENTA ANOS

dezembro 24, 2015

 

Na quinta-feira (24), o Jornal Integração completa quarenta anos de circulação ininterrupta em Tatuí, sempre com o objetivo de bem informar, servir e defender a comunidade. Durante essas quatro décadas, o semanário norteou-se pelas regras do bom jornalismo, informativo, isento, imparcial e de prestação de serviços, para defender interesses do município. Esta linha de conduta fez com que o “Integração” conquistasse, ao longo dos anos, admiração, respeito e fidelidade de seus assinantes e leitores.

Lançado na véspera do Natal de 1975, o primeiro número do Jornal Integração trazia reportagens alusivas à festividade. Uma delas, intitulada: “Papai Noel Mora em Tatuí”, manchete de capa do semanário, versava sobre o trabalho filantrópico de Antonio José Siqueira Vieira, conhecido na época como “Papai Noel da Cesp”. Vestido como Papai Noel, Antonio, já falecido há muitos anos, arrecadava e distribuía balas às crianças em cima de um caminhão da antiga distribuidora de energia da cidade. Era uma festa nas ruas, com muitas crianças seguindo o caminhão, para receber um aperto de mão e saborear aquele simples, mas saboroso e inesquecível presente de Natal do “Bom Velhinho”.

Outra reportagem destacava os esforços da Prefeitura Municipal para tentar recuperar o “Pinheirão” da Praça da Santa, símbolo maior do Natal em Tatuí, que havia sido atingido por um raio alguns anos antes. As novas gerações talvez não saibam, mas aquela árvore ainda hoje enfeitada para as festas natalinas, já teve mais que o dobro do tamanho atual. Tatuí, além de cidade da música, era conhecida por ostentar “a maior árvore natural de Natal do mundo”. O brilho e o colorido de suas luzes se transformaram, inclusive, em cartão postal. Porém, depois que o raio atingiu o “Pinheirão”, ceifando-lhe boa parte do topo, a árvore parou de crescer e teve que ser reduzida em seu tamanho para não morrer. E se isto acontecesse, mais uma tradição natalina tatuiana morreria com ela.

Na época em que o Jornal Integração começou a circular em Tatuí, por iniciativa dos então jovens jornalistas José Reiner Fernandes (este na direção do semanário até hoje), Roberto Antonio Carlessi e Francisco José Fernandes de Oliveira (Chico Lang), com o apoio do professor Acassil José de Oliveira Camargo e do artista plástico Ivan Gonçalves, entusiastas da imprensa, o município tinha 42 mil habitantes e era governado pelo prefeito Paulo Ribeiro, falecido em 2011. Ele concedeu entrevista ao semanário, recém-fundado, para falar sobre os projetos da municipalidade para 1976. O orçamento municipal naquele tempo, para se ter uma ideia, era de 20,5 milhões de cruzeiros. Com este montante, o prefeito deveria administrar a cidade e oferecer saúde, educação, transporte, segurança, infraestrutura e moradia, atendendo as necessidades da população. Para efeito comparativo, lembrando que a moeda é outra e a população hoje é de 115 mil habitantes, atualmente o orçamento de Tatuí está projetado em R$ 345 milhões.

Fazer bom jornalismo ou mesmo ser jornalista naquela época não era fácil. O Brasil vivia sob a ditadura militar e a censura patrulhava os órgãos de imprensa em todo o País. Críticas ao governo militar, por exemplo, não eram toleradas e poderiam trazer conseqüências sérias ao jornalista que as escrevesse. Felizmente a situação mudou e a atual Constituição garante a liberdade de imprensa, da livre opinião e expressão, dentro dos princípios da democracia, que voltou a imperar no País a partir de 1985, com o fim do regime de exceção. Por isso, é importante ressaltar a iniciativa de fundar e conduzir um jornal em plena ditadura militar, com o compromisso de fazer jornalismo sério, cumprido fielmente pelo “Integração”, que acabou por conquistar cada vez mais leitores.

Este semanário também foi o pioneiro no sistema de impressão em “off-set”, desconhecido até então em Tatuí. A arrojada linha gráfica e a diagramação objetiva logo na primeira edição fizeram com que o jornal ganhasse rapidamente espaço no mercado publicitário e arrebatasse muitos anunciantes. Ao longo do tempo, o jornal nunca deixou de acompanhar a evolução tecnológica e foi o primeiro na cidade a inserir uma página na Internet, a rede mundial de computadores, que revolucionou a comunicação mundial a partir da segunda metade da década de 90.

Nestes quarenta anos, o Jornal Integração notabilizou-se ainda por manter sempre seleto quadro de articulistas e colaboradores. Não citaremos nomes, para não cometer a injustiça ou lapso de esquecer alguém. Muitos desses articulistas já nos deixaram, mas perpetuaram nas páginas deste semanário suas ideias e posicionamentos sobre variados assuntos, sempre instigando a opinião pública e a curiosidade dos leitores.

Ao longo de quatro décadas, o jornal testemunhou e noticiou fatos de grande relevância na história de Tatuí. E também se engajou ativamente em campanhas em prol da comunidade. Participou da vida dos tatuianos, lutou por causas nobres. E ao completar quarenta anos, assim como o fez há dez anos atrás, no aniversário dos trinta, “reafirma seu compromisso, assumido em 24 de dezembro de 1975, de estampar sempre as verdades do homem e seu tempo, com imparcialidade, qualidade e respeito aos leitores, assinantes e anunciantes”. Que venham os próximos quarenta anos. Com os votos de uma Tatuí cada vez melhor. Para todos nós.

 

STF DEFINE RITO DO IMPEACHMENT DA PRESIDENTE DILMA

dezembro 18, 2015
Ministro Celso de Mello - Foto Carlos Humberto - STF 1871

Ministro Celso de Mello – Foto Carlos Humberto.

Por maioria, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou parcialmente procedente a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 378, que discute a validade de dispositivos da Lei 1.079/1950 que regulamentam o processo de impeachment de presidente da República. Com o julgamento, firmou-se o entendimento de que a Câmara dos Deputados apenas dá a autorização para a abertura do processo de impeachment, cabendo ao Senado fazer juízo inicial de instalação ou não do procedimento, quando a votação se dará por maioria simples; a votação para escolha da comissão especial na Câmara deve ser aberta, sendo ilegítimas as candidaturas avulsas de deputados para sua composição; e o afastamento de presidente da República ocorre apenas se o Senado abrir o processo.

A corrente majoritária seguiu o voto do ministro Luís Roberto Barroso, divergente do relator da ação, ministro Edson Fachin, que rejeitava alguns dos principais pedidos feitos pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB), autor da ADPF, como a necessidade de defesa prévia do presidente da República, a vedação ao voto secreto para a formação da comissão especial e a possibilidade de o Senado rejeitar a instauração do processo.

Seguiram a divergência as ministras Rosa Weber e Cármen Lúcia e os ministros Luiz Fux, Marco Aurélio, em menor extensão, e o presidente, ministro Ricardo Lewandowski. O ministro Teori Zavascki divergiu do voto do ministro Barroso apenas quanto à comissão especial, por entender cabível o voto secreto. Com o relator, votaram os ministros Dias Toffoli e Gilmar Mendes. O ministro Celso de Mello divergiu do relator em relação ao papel do Senado. Para ele, não há qualquer relação de subordinação do Senado em relação à Câmara.

Considerações
O decano do STF seguiu majoritariamente o voto do relator, à exceção da parte relativa ao papel do Senado Federal. Segundo o ministro Celso de Mello, a Constituição de 1988 reduziu os poderes da Câmara dos Deputados, que, no caso do impeachment, “se limita, a partir de uma avaliação eminentemente discricionária, a conceder ou não a autorização” para a abertura do processo. “Sem ela, o Senado não pode instaurar um processo de impeachment, mas, dada a autorização, o Senado, que dispõe de tanta autonomia quanto a Câmara, não ficará subordinado a uma deliberação que tem conteúdo meramente deliberativo”, afirmou.

O ministro Celso de Mello acompanhou o ministro Fachin, relator originário, na quase totalidade de seu voto nessa ADPF. O PC do B formulou onze pedidos. O ministro tatuiano rejeitou, acompanhando o ministro Fachin, 10 desses 11 pedidos. Celso apenas dissentiu do relator em relação aos poderes constitucionais  do Senado da República em matéria de impeachment. Ele manteve o mesmo rito procedimental que o próprio STF aprovara, em 1992, para o caso Collor. Neste ano, foi ele próprio que elaborou este rito. Diferentemente do que jornais e blogs contrários ao Governo publicam, os atuais ministros não modificaram, no que concerne ao Senado da República, o mesmo rito adotado em 1992 pelo próprio STF. Em seu voto, o único ponto que discordou do ministro Fachin é que uma vez dada a autorização pela Câmara dos Deputados, ficaria o Senado obrigado a instaurar automaticamente o processo de impeachment contra o Presidente da República. Ao votar nesta específica questão, o ministro Celso de Mello foi fiel ao precedente que o próprio Supremo Tribunal Federal firmou no caso Collor, em 1992. A Suprema Corte reconheceu que o Senado não está obrigado a instaurar o processo de impeachment, não obstante autorizado pela Câmara dos Deputados.

 

 

 

 

 

 

 

 

Destaques de 22-12-2015

dezembro 16, 2015

PRAÇA DA MATRIZ EM CLIMA DE NATAL

BISPO ANUNCIA 11ª PARÓQUIA EM TATUÍ

TATUIANO ASSINA CONTRATO COM O FLAMENGO

GRUPO TEATRAL VENCE FESTIVAL EM AVARÉ

RECITAIS DE FLAUTA E PIANO NO CONSERVATÓRIO

O MAIS TATUADO DO BRASIL MORA EM TATUÍ

INTEGRAÇÃO NAS EMPRESAS

TATUÍ E SUA HISTÓRIA – JORNAL DE TATHUY – 1930

COLUNA GENTE (FOTOS E NOTAS SOCIAIS)

DESTAQUES ECONÔMICOS E POLÍTICOS

TROVAS – DR. LINCOLN

IMF É A SAÍDA – MARCOS CINTRA

MOSQUITOS, TRAGÉDIA E DESLEIXO – GAUDÊNCIO TORQUATO

TATUÍ DEVE INTENSIFICAR COMBATE À DENGUE

SANTA CASA INSTALA NOVO RAIO-X

NOTAS E NOTÍCIAS

FALECIMENTOS

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

COLUNA DE ESPORTES

BRASILEIROS VÃO ÀS COMPRAS “DE ÚLTIMA HORA”

COLUNA POLICIAL

ANTONIO MAURO, UM BATALHADOR PELAS CAUSAS DE TATUÍ

CLASSIFICADOS

TATUÍ RECEBE VERBA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

PALAVRAS CRUZADAS

POUPATEMPO COMPLETA CINCO ANOS EM TATUÍ

MATÉRIAS OFICIAIS

(Editais do Fórum da Comarca, editais da Câmara Municipal de Tatuí e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí).

TATUÍ E REGIÃO

dezembro 12, 2015

 

SANTA CASA NÃO ENTRA EM GREVE

Segundo consta, os funcionários da Santa Casa de Tatuí que estavam em “estado de greve” desde quarta-feira (9), suspenderam a paralisação após repasse de verba por parte da Prefeitura de Tatuí. Milton Sanches, presidente do Sindicato Único dos Trabalhadores em Estabelecimentos e Serviços de Saúde de Sorocaba e Região (Sindsaude), informou no site oficial da entidade que os empregados “estavam sem o pagamento do 13º salário, cestas básicas atrasadas e enfrentavam problemas com empréstimos consignados”. A assembleia decidiu que se até segunda-feira (14), não houvesse uma solução, seria feita uma paralisação e seria mantido apenas o serviço de emergência.

 

UM ATO DE “HEROISMO”

O prefeito José Manoel Correa Coelho (Manu), após a repercussão negativa que a greve poderia provocar em sua administração, postou o seguinte relato nas redes sociais. “Depois de reuniões e mais reuniões, de estudarmos e nos debruçarmos sobre o nosso orçamento e as nossas possibilidades financeiras, conseguimos com talento e esforço administrativo, mais uma vez estender as mãos à nossa Santa Casa. Acabamos de fazer o adiantamento do repasse dos recursos do SUS do mês de janeiro, no valor de R$ 593 mil, para garantir o pagamento de salários e cestas-básicas atrasadas aos funcionários do nosso único hospital. O dinheiro estará na conta dos trabalhadores já a meia noite (sic). Diante disso, em votação, foi resolvido por unanimidade, pelos funcionários, cancelar a greve que estava prevista para segunda-feira. A Santa Casa continua de pé e de portas abertas.  Estamos cumprindo nosso compromisso com a entidade, com os funcionários e com a população, mesmo diante da omissão do presidente da Câmara que virou às costas para o problema e insiste em não repassar a sobra do recurso do Legislativo para auxiliar nosso único hospital. Cabe ressaltar que todos os repasses municipais, que cabem à Prefeitura, estão rigorosamente em dia e que, durante este ano, vários adiantamentos com esse foram realizados. Até o final de 2015, a Santa Casa terá recebido R$ 20 milhões, o maior repasse”.

FIM DO BARULHO NAS RUAS DO ESTADO

Nesta quinta-feira (10), o governador Geraldo Alckmin sancionou o Projeto de Lei (PL) nº 455/2015, que restringe ruídos causados por aparelhos de som instalados em veículos estacionados em vias públicas ou calçadas particulares de guias rebaixadas. A nova lei não proíbe manifestações culturais, nem se enquadra para carros em movimento, cuja fiscalização obedece a legislação federal. Veículos profissionais previamente adequados à legislação vigente e devidamente autorizados, bem como veículos publicitários e utilizados em manifestações sindicais e populares também não são alvos desta lei. O governo do Estado de São Paulo se adequa a Constituição Federal que determina ser também competência dos Estados (artigos 23 e 24) legislar sobre qualquer tipo de poluição e garantir a proteção e a defesa da saúde. A Lei prevê punição sobre aqueles que promovem desordem, infringindo outras legislações, causando poluição sonora que agride diretamente os seres humanos.

MATRÍCULAS POSTERGADAS NO ESTADO

A Secretaria da Educação do Estado esclarece que todos os alunos da rede estadual têm suas matrículas garantidas para o ano letivo de 2016. O primeiro dia de aula, que ocorreria em 1º de fevereiro, será postergado para o dia 15 do mesmo mês a fim de possibilitar que as mudanças necessárias para o começo das aulas possam ser efetuadas sem prejuízo aos estudantes. – Novo período de transferência dos estudantes (de 5 a 11 de janeiro). Todos os alunos que já pediram transferência para outras unidades de ensino deverão refazer a solicitação em decorrência da não reorganização das escolas. A consulta para saber se a transferência foi efetivada na escola requerida poderá ser feita a partir do dia 22 de janeiro, no portal da Secretaria da Educação. Para os professores, o período de atribuição de aulas ocorrerá do dia 1 ao dia 5 de fevereiro. Todas as coordenadorias da Secretaria estão articuladas para operacionalizar as mudanças em consonância com as Diretorias de Ensino, garantindo, assim, o menor prejuízo possível aos estudantes. 

ITAPENINGA NA REGIÃO DE SOROCABA

Na quinta-feira (10), o prefeito Iran Ayres Monteiro Júnior anunciou a inclusão de Itapetininga na Região Metropolitana de Sorocaba (SP). Segundo declarações oficiais, a inclusão de Itapetininga na RMS vai ajudar a melhorar o desenvolvimento da cidade em diversos aspectos, além de consolidar a integração entre os 27 municípios que agora compõem a região metropolitana. No projeto aprovado pela Assembleia, o município de Itapetininga não estava incluso na Região Metropolitana de Sorocaba. Esta intervenção política foi realizada pelo deputado Edson Giriboni (PV), representante de Itapetininga na Assembleia Legislativa de São Paulo.

 

CHOCANTE E DESUMANO

dezembro 10, 2015

CHOCANTE – Foi chocante a reportagem do site G1, na semana passada, informando que o aposentado Orquísio Ramos, 63 anos, é obrigado a percorrer quase 1 mil quilômetros por semana para tratamento de hemodiálise. Ele tem que se dirigir três vezes por semana de Tatuí para Itapeva, cidade a 163 quilômetros. O atendimento dura quatro horas, entre 16 às 20 horas, e mais duas horas para chegar.

 

RETRATO DO ABANDONO – O relato do G1 sobre o aposentado é o retrato do estado de abandono que está relegado o atendimento médico-hospitalar em Tatuí. Não se pode permitir que a omissão escandalosa das autoridades municipais prevaleça sobre os direitos de cidadãos desamparados. A comunidade carente e necessitada tem direito a  um tratamento digno e responsável. E cínicas desculpas, tentando explicar o injustificável, não mais se justificam. O povo de Tatuí merece respeito.

http://g1.globo.com/sao-paulo/itapetininga-regiao/noticia/2015/12/idoso-percorre-1000-km-em-busca-de-atendimento-por-falta-de-hemodialise.html

TATUIANO NO GRAMMY LATINO

dezembro 10, 2015

Um dos prêmios  do Grammy Latino 2015, apresentado em Lãs Vegas (EUA) é o DVD “Amizade Sincera 2”, de Renato Teixeira e Sérgio Reis. O maestro tatuiano Adriano Machado foi o arranjador das músicas e regeu a Orquestra Sinfônica Villa Lobos, com músicos formados no Conservatório de Tatuí. O cantor Roberto Carlos foi homenageado como a Personalidade do Ano de 2015 da Academia Latina de Gravação.


%d blogueiros gostam disto: