Anúncios

NOTAS POLÍTICAS

abril 19, 2018 by

JÚNIOR VAZ - POLÍTICAS

MUDOU DE PARTIDO POLÍTICO

O vereador Júnior Vaz (foto), presidente da Câmara Municipal de Tatuí, saiu do PSDB na “janela partidária para deputados” e ingressou no partido “Podemos”. Segundo sua assessoria, seu nome já consta no site da agremiação política e sua pretensão é se candidatar a deputado estadual.

ATAQUES A PRÉ-CANDIDATO

Foi só o ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo se afastar do cargo de secretário de Governo e anunciar sua possível pré-candidatura  a deputado estadual que “fake news” começaram os ataques. Para quem pensou que a política de Tatuí foi expurgada na eleição de prefeito está muito enganado. Aqueles que lutam pelo atraso da cidade já estão de arma em punho.

 VAI SOBRAR PARA ALGUÉM

A promotora Luciana Andrade Maia, da Terceira Promotoria de Justiça de Tatuí, pediu a instauração de um processo com serias denúncias contra políticos da cidade. O assunto versa sobre fraude em licitação e as penas mínimas, de acordo com o possível enquadramento no Código Penal e Lei das Licitações, podem chegar a mais de 20 anos de reclusão. Vamos aguardar o desfecho do Poder Judiciário nesta ação penal.

 EM RECUPERAÇÃO DA SÁUDE

Aroldo Rosa da Silva, assessor parlamentar do vereador Joaquim Amado Veio Quevedo, se recupera de uma cirurgia bem sucedida em um hospital de São Paulo. Ele está afastado do Poder Legislativo, mas ligado aos acontecimentos através do celular. Inclusive, na orientação do vereador Quevedo na última sessão da Câmara.

 NOVO TRECHO DA MARGINAL

O vice-prefeito Luís Paulo Ribeiro da Silva informou aos vereadores da base de apoio á prefeita Maria José que um novo trecho da Marginal do Ribeirão do Manduca entra em obras nos próximos dias. Segundo Luís Paulo, a duplicação será entre a Avenida São Carlos e a ponte do Jardim Colina Verde. A obra é uma parceira entre a Prefeitura e empresa BRZ.

 PT É CARO PARA TATUÍ

A representação do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara Municipal de Tatuí é uma agremiação muito cara para o município. Seu representante e assessoria ficam em R$ 12.575,07 por mês. E a produtividade é muito baixa. Nas quatro últimas sessões legislativas foram apresentadas 72 proposituras, entre indicações, requerimentos e moções. A maioria sem nenhuma repercussão na comunidade. Ao fazer as contas, esta coluna chegou à conclusão que cada propositura custou R$ 174,65 ao contribuinte tatuiano.

 

 

Anúncios

Destaques da edição de 21-4-2018

abril 19, 2018 by

CONSELHO ECONÔMICO APROVA INCENTIVOS PARA INDÚSTRIAS

TATUÍ PARTICIPA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

FUNDO SOCIAL PROMOVE CAMPANHA DO AGASALHO

ELEKTRO RECUPERA ENERGIA FURTADA EM TATUÍ

RENOVAÇÃO NO BRASIL – MARCOS CINTRA

O USO DOS NOMES EM VÃO – GAUDÊNCIO TORQUATO

DIREITOS DOS IDOSOS SEGUNDO O STJ

ROSÁRIO DE TROVAS – Dr. LINCOLN

PROPAGANDA ELEITORAL NAS REDES SOCIAIS – RENATO CAMARGO

COLUNA GENTE

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

DEMANDA AINDA É GRANDE POR CIRURGIAS NA SANTA CASA

NOTAS POLÍTICAS

REUNIÃO DISCUTE PROJETO DE CALÇADÃO DA PRUDENTE

AGENDA CULTURAL DO CONSERVATÓRIO

TATUÍ E SUA HISTÓRIA (JORNAL DE TATHUY – 27-11-1932)

COMPOSITOR DE TATUÍ COM SHOW EM SOROCABA

EXPOSIÇÕES EM CARTAZ

CORAL AMICI CANTORI NA IGREJA MATRIZ

FILMES NO CINECLUBE DO SESI

COLUNA DE ESPORTES

COLUNA POLICIAL

FALECIMENTOS

CORREIÇÃO NA VARA DO TRABALHO DE TATUÍ

CONSERVATÓRIO PROSSEGUE COM NOVAS ATRAÇÕES

CANTO CORAL NAS ESCOLAS COM INSCRIÇÕES ABERTAS

INTEGRAÇÃO NAS EMPRESAS

MATÉRIAS OFICIAIS

(Leis, decretos e portarias da Prefeitura de Tatuí, edital do Condominio São Marcos, edital do Clube de Campo de Tatuí e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí).

MINISTRO PERSISTE EM DEFENDER A PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA A TODOS OS BRASILEIROS

abril 12, 2018 by

 

Lula da Silva

LULA ESTÁ PRESO EM CURITIBA.

Dia 4 de abril, em sessão plenária do Supremo Tribunal Federal (STF), o hábeas corpus (HC) impetrado pelos advogados do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva contra sua prisão em segunda instância foi rejeitado por  6 votos a 5 pela Suprema Corte do Brasil. O ministro Celso de Mello votou pela concessão do HC, de acordo com suas convicções jurídicas, em um momento político que os brasileiros (e tatuianos) clamam pelo fim da impunidade no País. Lula virou um ícone do combate à imoralidade e o povo quer Lula na prisão. E lá ele está na carceragem da Polícia Federal de Curitiba, junto com muitos que o juiz Sérgio Moro prendeu preventivamente, como lhe era permitido pela legislação, mesmo sem a condenação nem mesmo em primeiro grau. Lula, em cela separada, agora faz parte de seus supostos colegas de gatunagem: Paloci, José Dirceu, Cabral e tantos outros que passaram um bom tempo presos como Marcelo Odebrecht, agora em prisão domiciliar (com tornozeleira eletrônica).

Esta não foi a primeira vez que o ministro Celso de Mello, por defender seus princípios jurídicos, enfrenta a pressão da opinião pública e da opressão massiva da mídia. No famigerado caso dos “Embargos Infringentes”, do Mensalão (AP 470), Celso, durante uma semana, experimentou uma pressão midiática muito forte para que ele mudasse seu voto em um empate de 5×5. Na ocasião, não jogou para a platéia, nem mesmo com a revista “Veja”  colocando  sua foto na capa com  o título “Eis o homem”. Estas palavras, utilizadas pela revista, foram ditas por Pôncio Pilatos quando condenou Jesus e libertou Barrabás.

Hoje, o ministro, ao compor a Suprema Corte do Brasil, mais uma vez se coloca aos olhos do clamor público e de frases de indignação não próprias para quem respeita o direito ao contraditório. Ao prolatar seu extenso voto de 51 laudas, fundamentando sua posição intransigente pela “presunção de inocência”, o ministro Celso de Mello enviou uma  nota pessoal ao jornalista José Reiner Fernandes, editor do Jornal Integração. Abaixo transcrito na íntegra, o texto é claro, conciso e de fácil entendimento:

UMA PEQUENA NOTA INFORMATIVA MINHA

“Você  sabia que a minha posição, no STF, em torno da questão referente ao alcance e ao conteúdo da presunção de inocência, é bastante antiga? Para não recuar muito no tempo, localizei acórdãos meus, no STF, que datam de 1996, 2000 e 2004, entre MUITOS outros, quando Lula sequer era Presidente (1996 e 2000) ou, então, quando sequer existiam as operações do “Mensalão” e da “Lava-Jato” (2004)!!! Acórdãos meus sempre no MESMO sentido, vale dizer, entendendo inconstitucional a execução antecipada (ou provisória) da sentença penal condenatória recorrível (ainda NÃO transitada em julgado)!!! NUNCA me desviei desse entendimento! JAMAIS tergiversei nessa matéria! Posição claramente retilínea e, sobretudo, impessoal!!! Hoje, continuo a pensar  exatamente como, p.ex., em 1996 (há 22 anos, portanto …). De outro lado, você  sabe que eu NUNCA votei no Lula para Presidente? Nem mesmo quando foi ele eleito e reeleito? A decisão que o STF vai proferir no HC do Lula, qualquer que seja ela (concedendo ou denegando a ordem), NÃO terá eficácia vinculante! Valerá, unicamente, para o caso concreto! Quanto ao tratamento normativo dado por NOSSA Constituição à presunção de inocência (que só cessa com o trânsito em julgado da condenação penal), vale observar que NÃO  se cuida, ao contrário do que vem sendo ERRONEAMENTE propalado, de uma singularidade do constitucionalismo brasileiro (de uma “jabuticaba”, como vulgarmente se diz por aí!), pois essa mesma cláusula de garantia vem proclamada (em texto virtualmente idêntico) pelas Constituições (democráticas) da ITÁLIA (1947, art. 27) e de PORTUGAL (1976, até a 7a. Revisão Constitucional em 2005, art. 32, n. 2)!!! Quando vigorou o regime ditatorial (e fascista) do Estado Novo entre nós (1937-1945), VARGAS editou o decreto-lei n. 88, de 20/12/1937, cujo art. 20, n. 5, proclamava, bem ao sabor do perfil autocrático daquele regime político, que se presumia provada a acusação (!?!?), cabendo ao réu provar a sua própria inocência!!!!! Importante também observar que, hoje, mesmo no plano da legislação comum brasileira, SÓ se executa uma simples pena de MULTA criminal APÓS o trânsito em julgado da sentença condenatória (Código Penal, art. 50)!!! Quanto às penas de prisão e às penas restritivas de direitos, SOMENTE podem ser executadas DEPOIS que transitar em julgado a sentença condenatória que as impôs! É o que DETERMINA a Lei de Execução Penal no art. 105 (pena de prisão) e no art. 147 (penas restritivas de direitos)!!!! Essa mesma exigência (trânsito em julgado) TAMBÉM se aplica às condenações criminais proferidas pela Justiça Militar (tanto da União quanto dos Estados-membros). É o que impõem os arts. 592 e 594 do Código de Processo Penal Militar! Em suma: não se pode reescrever a Constituição e as leis da República sob o pretexto de “interpretá-las”! O intérprete encontra limitações em sua atividade exegética, especialmente a limitação de ordem semântica! Onde se exige trânsito em julgado (que constitui conceito unívoco) , não se pode ler, arbitrariamente, “condenação em 2o. grau ainda sujeita a recurso”!!!! Proceder assim, introduzindo tamanha distorção na locução constitucional inscrita no art. 5o., inciso  LVII, de nossa Carta Magna (“Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”),  significa fraudar a Constituição e transgredir um direito fundamental que ela assegura indistintamente a todos! Cumpre insistir em outro aspecto: estamos interpretando e aplicando a Constituição e as leis DO BRASIL, motivo pelo qual NÃO tem sentido argumentar-se com o ordenamento jurídico de outros países que adotaram, em tema de presunção de inocência, o critério do “duplo grau de jurisdição”, diversamente do Brasil cuja Assembleia Nacional Constituinte, embora podendo optar pelo “duplo grau de jurisdição”, FEZ legítima (e soberana) opção política pelo critério do “trânsito em julgado”, tal como já haviam feito a ITÁLIA e PORTUGAL !!! Finalmente, torna-se relevante esclarecer que esse entendimento em torno do alcance e abrangência da presunção constitucional de inocência NÃO impede que o Poder Judiciário se valha (como TEM ocorrido com frequência) do instituto da tutela cautelar penal e decrete, antes mesmo do trânsito em julgado de eventual condenação criminal, a prisão temporária e a prisão preventiva do investigado, indiciado ou réu! Não há qualquer incompatibilidade de ordem jurídica em tal hipótese, pois essas (e outras) modalidades de prisão cautelar NÃO têm fundamento em juízo (prematuro) de culpabilidade!”.

 

Destaques da edição de 14-4-2018

abril 12, 2018 by

GRIPE H3NE PREOCUPA ÁREA DA SAÚDE

ÁUDIO SOBRE VÍRUS DA GRIPE COLOCA POPULAÇÃO EM ALERTA

SECRETÁRIO DEIXA PREFEITURA PARA CONCORRER ÀS ELEIÇÕES

SEMANA DE PRÁTICA DE CONJUNT COM ATRAÇÕES GRATUITAS

MINISTRO PERSISTE EM DEFENDER PRESUNÇAO DE INOCÊNCIA

PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA VIOLADA – MARCOS CINTRA

ROSÁRIOS DE TROVAS (HC DE LULA) – DR. LINCOLN

COLUNA GENTE

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

TATUÍ E SUA HISTÓRIA (JORNAL DE TATHUY – NOVEMBRO DE 1932)

AGENDA CULTURAL DO CONSERVATÓRIO

CÂMARA APROVA r$ 1,1 MILHÃO PARA ÁREA DA SAÚDE

CÂMARA APROVA MOÇÃO DE APLAUSOS PARA VOTO DE MINISTRO TATUIANO

CANTORA DE TATUÍ GRAVA HINO DA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE

EXPOSIÇÃO PRESTA HOMENAGENS A ARTISTAS DE TATUÍ

REUNIÕES DEFINEM A FESTA DE SÃO JORGE

PREFEITURA ABRE LICITAÇÃO PARA CÂMERAS DE MONITORAMENTO

VACINAÇÃO CONTRA AFTOSA COMEÇA EM MAIO

SEMINÁRIO ABORDA MODERNIZAÇÃO TRABALHISTA

ETEC DE TATUÍ SELECIONA PROFESSORES

PALESTRA ABORDA INFLUÊNCIAS DO MUNDO ASTRAL

COLUNA DE ESPORTE

PALAVRAS CRUZADAS

FALECIMENTOS

COLUNA POLICIAL

CLASSIFICADOS

MAESTRO TATUIANO ASSUME ORQUESTRA SINFÔNICA

REUNIÃO DEFINE PARCERIA DE TATUÍ E INSTITUTO AYRTON SENNA

PRAÇA RECEBE PROVAS ABERTAS DE MPB E JAZZ DO CONSERVATÓRIO

ESCRITORA TATUIANA LANÇA LIVRO NO MUSEU

PREFEITURA ABRE INSCRIÇÕES PARA FESTA DO DOCE

MATÉRIAS OFICIAIS

(Leis e decretos da Prefeitura de Tatuí, edital do Sindicato de Empregados Rurais, editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí e balancete da Santa Casa de Misericórdia de Tatuí (publicação gratuita – colaboração do Jornal Integração).

TATUIANO ASSUME ORQUESTRA SINFÔNICA DO CONSERVATÓRIO

abril 5, 2018 by
_CDT5496

Edson Beltrami vem com disposição de resgatar o prestígio da Orquestra Sinfônica.

Na quarta-feira (4), o maestro tatuiano Edson Beltrami assumiu a regência da Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí. Este projeto musical foi criado em 1985 para dar suporte aos estudantes da área de cordas sinfônicas da instituição. O grupo sempre foi formado por professores e alunos, com o objetivo de oferecer experiência do repertório sinfônico e também uma antevisão de um possível ambiente de trabalho. Em 1996, a orquestra excursionou em turnê por diferentes estados brasileiros através do projeto Banco do Brasil Musical. O grupo acompanhou músicos como Wagner Tiso, Egberto Gismonti e Arthur Moreira Lima no programa “Cenas Brasileiras”.

O músico Edson Beltrami estava afastado do Conservatório desde 2009. Em entrevista concedida à imprensa, ele diz que se sente super animado para assumir a orquestra e confessa estar com muita saudade da escola.

Durante doze anos, Beltrami foi flautista da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP) e atualmente é  assistente do maestro João Carlos Martins na Filarmônica Bachiana do Sesi, em São Paulo. Ele explica que chegou esta semana à Tatuí e toma conhecimento da atual estrutura da orquestra. Ao todo é composta por 21 músicos fixos e atinge quase cinquenta somados aos alunos da escola que participam do projeto musical.

O novo maestro afirma que pediu demissão em 2009 e acompanha o desenvolvimento do Conservatório neste período e faz uma observação: “eu sinto o que o Conservatório perdeu de mais precioso foi a sua integração com a comunidade”. E completa que “o que me atraiu a voltar é a nova administração do Conservatório (Abaçai)  e o desafio de resgatar o prestígio da orquestra no cenário nacional e internacional”. O maestro desabafa que “antes a gente trazia pessoas de fora e estas levavam uma boa impressão do Conservatório”.

Excentricidade – Beltrami confessa que maestros são excêntricos e como atuam outros maestros vai imprimir sua personalidade musical na orquestra. Para ele a música tem regras e também tem versões. E o que muda é a personalidade do maestro, mas pondera que “vai melhorar a estrutura de acordo com as condições financeiras da escola”. Edson afirma que os músicos atuais já conhecem seu trabalho e muitos já tocaram com ele quando era maestro da Orquestra Sinfônica Jovem. Em um tom de melancolia, o maestro afirma que “fiquei muito triste com os últimos anos do Conservatório e que seu objetivo é deixar a orquestra em um nível que possa representar a escola”.

Maestro concursado – Após a entrevista, o assessor executivo Pedro Persone informou ao Jornal Integração que o maestro Edson Beltrami assume a Orquestra Sinfônica após enfrentar um processo seletivo com a participação de concorrentes de alto nível. Persone, que acompanhou o processo de seleção, diz que Beltrami se revela como o melhor e mais bem preparado para assumir a orquestra tatuiana.

O flautista, compositor e regente Edson Beltrami é de Tatuí,  formou-se no Conservatório  e por mais de 20 anos foi professor, maestro e coordenador na escola de música. É maestro assistente e flautista solo da Orquestra Filarmônica Bachiana de São Paulo. O tatuiano atuou como professor, regente e compositor em algumas das mais importantes instituições ensino musical do mundo e como solista em  orquestras sinfônicas de diversos países.

 

 

Destaques da edição de 7-4-2018

abril 5, 2018 by

NOVO HOSPITAL PÚBLICO ATENDE PACIENTES DA REGIÃO

EQUIPE AMBIENTAL FISCALIZA RIO SARAPUÍ

TATUIANO RECEBE PROPOSTAS DE TIMES EUROPEUS

INOVAÇÃO E TAXA DE JURO – MARCOS CINTRA

DESTAQUES

A NOVA POLIGROMIA SOCIAL – GAUDÊNCIO TORQUATO

INTEGRAÇÃO NAS EMPRESAS

ROSÁRIO DE TROVAS – DR. LINCOLN

COLUNA GENTE

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

PROJETOS CRIAM VAGAS NA PREFEITURA

PARCERIA DISPONIBILIZA CURSOS PARA MICROS EMPRESAS

COOP INSCREVE PARA CURSOS GRATUITOS

CURSO ENSINA A TRANSFORMAR IDEIAS DE NEGÓCIOS

CDHU DEVERÁ CONSTRUIR 160 UNIDADES HABITACIONAIS

PALESTRA MOSTRA PASSOS PARA UMA VIDA MELHOR

PAT DE TATUÍ COM VAGAS DE EMPREGOS DISPONÍVEIS

AGENDA CULTURAL DO CONSERVATÓRIO DE TATUÍ

TATUÍ E SUA HISTÓRIA (JORNAL DE TATHUY –  6-11-1932)

CORO SINFÔNICO APRESENTA-SE NO CONSERVATÓRIO

BANDA SINFÔNICA NO TEATRO PROCÓPIO FERREIRA

ALUNOS DO ESTADO PODEM SOLICITAR ISENÇÃO NO ENEM

ELEKTRO OFERECE BÔNUS PARA TROCA DE MOTORES

FEIRA DA SAÚDE NO CDHU

PALAVRAS CRUZADAS

COLUNA DE ESPORTES

FALECIMENTOS

COLUNA POLICIAL

CLASSIFICADOS

MATÉRIAS OFICIAIS

(Leis e decretos da Prefeitura de Tatuí, edital do Sindicato de Empregados Rurais, Audiência Pública do Plano de Mobilidade Urbana de Tatuí e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí).

NOTAS E INFORMAÇÕES

março 28, 2018 by

JORNAL INTEGRAÇÃO NÃO

 CIRCULA NA SEMANA SANTA

Neste sábado (31), o Jornal Integração não circula com sua edição normal. O semanário volta às  atividades normais no dia 7/4/2018.

 

PREFEITURA PRORROGA

 PAGAMENTO DO IPTU

Dia 22 de março, a prefeita Maria José Vieira de Camargo editou o Decreto Municipal N. 18.541 que  “Dispõe sobre a prorrogação do prazo de pagamento do IPTU, da parcela única com desconto de 10% e primeira parcela com vencimento em 15 de março, nos moldes do artigo 52 do Código Tributário Municipal”.

O decreto estabelece em seu artigo 1º  que o  “prazo para pagamento das parcelas de IPTU com vencimento em 15 de março, passa para 30 de março de 2018”. Na justificativa a prefeita pondera que a prorrogação é em razão “do atraso dos Correios na entrega dos carnês do IPTU 2018, que culminaram no recebimento do mesmo após o dia 15 de março” e, também “casos de erro gráfico que impossibilitaram o adimplemento da obrigação tributária dentro do prazo inicialmente estabelecido”. Dia 30 de março é feriado e a Prefeitura fecha desde esta quinta-feira (29) até o dia 2 de abril.

 

STF REJEITA DENÚNCIA DO MPF CONTRA

ROMERO JUCA E JORGE GERDAU

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), por unanimidade, rejeitou denúncia contra o senador  Romero Jucá (MDB) e empresário Jorge Gerdau por falta de elementos probatórios mínimos e ausência de justa causa para incriminá-los. O relator foi o ministro Edson Fachin e o ministro Celso de Mello acompanhou integralmente seu voto.

 

Em sua decisão, Celso de Mello,  decanto do STF,  sentencia que “Com efeito, o eminente Relator deste Inquérito observou que os elementos probatórios deduzidos neste procedimento investigatório não se mostram suficientes para justificar o recebimento da denúncia, pois claramente ausentes, nesta fase processual, elementos indiciários mínimos, que, em face de sua insuficiência, não autorizam a formulação, pelo Supremo Tribunal Federal, de um juízo positivo de admissibilidade da acusação penal.

Essa é a razão básica, Senhores Ministros, que me permite insistir na afirmação de que a persecução penal – cuja instauração é justificada pela prática de ato supostamente criminoso – não se projeta nem se exterioriza como manifestação de absolutismo estatal. De exercício indeclinável, a “persecutio criminis” sofre os condicionamentos que lhe impõe o ordenamento jurídico. A tutela da liberdade, nesse contexto, representa insuperável limitação constitucional ao poder persecutório do Estado, mesmo porque – ninguém o ignora – o processo penal qualifica-se como instrumento de salvaguarda dos direitos e garantias fundamentais daquele que é submetido, por iniciativa do Estado, a atos de persecução penal cuja prática somente se legitima dentro de um círculo intransponível e predeterminado pelas restrições fixadas pela própria Constituição da República, tal como tem entendido a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal”.

STJ E TJ LIBERTAM INDICIADOS PEGOS COM 660 PINOS DE COCAÍNA EM TATUÍ

março 23, 2018 by

STJ

A 10ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, acompanhando decisão prolatada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), concedeu ordem de Habeas Corpus (HC) e mandou libertar dois rapazes presos com 660 pinos de cocaína na cidade de Tatuí, “ressalvada a possibilidade de nova decretação da prisão preventiva por fatos supervenientes que revelem sua necessidade”.

Em seu voto, o relator desembargador Fábio Gouveia decide que “a presente ordem é impetrada em favor do paciente, que estaria sofrendo constrangimento ilegal imposto pelo Juízo da 1ª Vara Criminal da Comarca de Tatuí, Processo nº 0001082-12.2017, em razão da conversão de sua prisão em flagrante em preventiva, em decisão carente de fundamentação e apesar de ausentes os pressupostos autorizadores da custódia cautelar”.

Gouveia relata que  “o paciente foi beneficiado com a liberdade provisória em liminar concedida no HC n° 429.860/SP pelo Colendo STJ, mencionando-se, ainda, que este writ não restaria prejudicado”. Ainda, de acordo com a decisão, o magistrado registra que “o paciente teve sua prisão decretada e está sendo investigado, com o corréu, pela suposta prática de tráfico de entorpecentes e associação para o tráfico. Sendo assim, melhor que permaneça solto, evitando-se decisões conflitantes e até mesmo o descrédito do Poder Judiciário. Ademais, não há notícia de que o paciente tenha se envolvido em outro delito, o que, de certo modo, indica ser desnecessária sua prisão imediata. O desembargador do TJ-SP pondera que “entendo, porém, que a gravidade dos fatos narrados na inicial associação para o tráfico e tráfico de entorpecentes, sendo este equiparado a hediondo, em que foram localizados 660 pinos de cocaína – indica ser imperiosa a imposição das cautelares previstas no art. 319, inc. I (comparecimento bimestral em Juízo para informar e justificar atividades) e IV (proibição de ausentar-se da Comarca por mais de 8 dias, sem autorização judicial), do Código de Processo Penal”. Os advogados Cícero Sallum do Amaral Lincoln e José Maurício Camargo atuaram nesta ação no STJ e no TJ-SP.

Destaques da edição de 24-3-2018

março 23, 2018 by

TATUI COMEMORA DIA MUNDIAL DA ÁGUA

UNIDADES DE SAÚDE VACINAM CONTRA MENINGITE E HPV

ADVENTISTAS COMEMORAM “JESUS,  ÁGUA VIVA”

GELSON BUENO NO FUTEBOL EUROPEU

STF NEGA LIBERDADE POR INCITAÇÃO AO ÓDIO

STJ E TJ LIBERTAM INDICIADOS COM 660 PINOS DE COCAÍNA EM TATUÍ

ROSÁRIO DE TROVAS – DR. LINCOLN

O POVO NÃO É UMA ABSTRAÇÃO – GAUDÊNCIO TORQUATO

DESABAFO – A RESPEITO DO IPTU DE TATUÍ

TRIBUTOS CONVENCIONAIS MORREM – MARCOS CINTRA

COLUNA GENTE

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

CONSERVAYÓTIO APRESENTA  COMPANHIA MAMBEMBE

PREFEITURA REVITALIZA A PRAÇA DA MATRIZ

MÚSICA NA PRAÇA HOMENAGEIA BIMBO AZEVEDO

FEIRA DO PRODUTOR ABRE INSCRIÇÕES DE NOVA TURMA

FUNDO SOCIAL ENTREGA QUARTOS NA SANTA CASA

AGENDA CULTURAL DO CONSERVATÓRIO

TATUÍ E SUA HISTÓRIA (JORNAL DE TATHUY – 23-10-1932)

NOTAS POLÍTICAS

PALAVRAS CRUZADAS

COLUNA DE ESPORTES

FALECIMENTOS

COLUNA POLICIAL

FEIRA DE SAÚDE NA PRAÇA DA MATRIZ

CLASSIFICADOS

PREFEITURA DESTINA ESPAÇO PARA AGÊNCIA DO SEBRAE

BISPO ANUNCIA ALTERAÇÃO NO PRESBITÉRIO

INTEGRAÇÃO NAS EMPRESAS (SUPER OFERTAS DA COOP)

MATÉRIAS OFICIAIS

(Editais da Prefeitura de Tatuí, Sindicato dos Empregados Rurais de Tatuí, Associação dos Moradores do Jardim Santa Rita, Fórum da Comarca e editais de casamentos do cartório de Registro Civil de Tatuí)

ORQUESTRA SINFÔNICA APRESENTA CONCERTO GRATUITO NESTE SÁBADO

março 15, 2018 by

ORQUESTRA SINFONICA (1)

 

Neste sábado (17), às 20 horas, no Teatro “Procópio Ferreira”, na Rua Maestro Antonio Carlos Neves Campos, nº 415, ocorre um concerto gratuito da Orquestra Sinfônica do Conservatório “Dr. Carlos de Campos” de Tatuí, sob a regência do maestro João Maurício Galindo. O chamado “concerto de boas vindas” marca o início das atividades da orquestra na temporada 2018.

No decorrer da próxima semana, segundo a agenda de eventos do Conservatório, haverá diversas apresentações e concertos de boas vindas de grupos da escola de música, todos com entrada franca ao público. Na terça-feira (20), às 12 horas, a Big Band do Conservatório, coordenada por Celso Veagnoli, apresenta-se no pátio da cantina, na Rua Maestro Antonio Carlos Neves Campos, nº 415. Na mesma data, às 18 horas, ocorre apresentação do Coro Sinfônico, regido por Robson Gonçalves, no auditório da Unidade II, na Rua São Bento, nº 808. Ainda na terça-feira, às 20 horas, no Teatro “Procópio Ferreira”, haverá apresentação da Jazz Combo, coordenada por Rodrigo Ursaia.

Na quarta-feira (21), às 15 horas, no auditório da Unidade II, ocorre apresentação da Camerata de Violões do Conservatório, coordenada por Edson Lopes. Na mesma data, às 20 horas, no Teatro “Procópio Ferreira”, sobe ao palco o Grupo de Choro do Conservatório, sob a coordenação de Alexandre Bauab Júnior.

Na quinta-feira (22), às 20 horas, no Teatro “Procópio Ferreira”, será a vez do Grupo de Percussão do Conservatório realizar sua apresentação de boas vindas, sob a coordenação de Luís Marcos Caldana.


%d blogueiros gostam disto: