CORO APRESENTA CANÇÕES DE “OS MISERÁVEIS”

fevereiro 16, 2017 by

 

coro-site

Dia 31 de março, 20 horas, o Coro Sinfônico do Conservatório de Tatuí  apresenta no Teatro “Procópio Ferreira”, com regência de Robson Gonçalves, canções do musical “Os Miseráveis”, baseado na obra de Victor Hugo, com  Elidamaris Cortez ao piano.

O grupo será formado por Antonio Pazianotto Junior (tenor), Sandro Pires (baixo barítono), Robson Gonçalves (barítono), Luciane Barros (soprano), Esli Torres (soprano), Cláudio Manoel Oliveira (baixo barítono) e Mirtes Lomba Paes (contralto).

Os Miseráveis é uma das principais obras do escritor francês Victor Hugo, publicada em 3 de abril de 1862. A história passa-se na França do século XIX entre a Batalha de Waterloo, ocorrida em 1815, e os motins de junho de 1832. O livro retrata a sociedade francesa do século XIX e mostra o panorama socioeconômico da população mais pobre. A obra já inspirou diferentes montagens de musicais e filmes. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do teatro, na Rua Maestro Antonio Carlos Neves Campos (antiga Rua São Bento,  415).

SECRETARIA DA CULTURA

 JUSTIFICA  DEMISSÕES DE MÚSICOS

Em resposta à matéria “Secretaria desafina com a cultura”, publicada na edição de 11/02/2017 deste jornal, a Secretaria da Cultura do Estado informa que os efeitos da crise econômica nacional, resultante da combinação do descuido orçamentário e de erros na condução da política macroeconômica do Governo Federal, deprimiram os investimentos, comprometeram nível da atividade econômica e, por conseguinte, as condições esperadas para o recolhimento das rendas próprias do Estado. Diante disso, a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo decidiu priorizar a manutenção de programas culturais com foco social, como o Projeto Guri, que atualmente atende mais de 53 mil alunos em todo o Estado. O Decreto 62.413 de 06/01/2017, que estabelece o contingenciamento de R$ 4,9 bilhões de um orçamento total de R$ 206,4 bilhões no exercício de 2017,   é válido para todos os órgãos estaduais, não somente para a Secretaria da Cultura do Estado, e trata-se de uma medida preventiva de gestão que visa a manutenção do equilíbrio entre receitas e despesas para que não sejam gerados déficits nas contas estaduais.  Por fim, possíveis ajustes na OSESP, Orquestra Jazz Sinfônica e Orquestra do Theatro São Pedro, se houver, serão pautados tecnicamente pelas respectivas direções artísticas, responsáveis por especificar o número de músicos necessários para cada corpo artístico. (Gabriela Carvalho – Assessora de imprensa da Secretaria de Estado da Cultura).

 

Anúncios

Destaques da edição de 18-2-2017

fevereiro 16, 2017 by

PREFEITURA PROMOVE CARNAVAL COM ECONOMIA

EXPOSIÇÃO DE CARNAVAL NO CENTRO CULTURAL

100 ANOS DE ROBERTO CAMPOS – MARCOS CINTRA

DESTAQUES

STF MANTÉM MOREIRA FRANCO NO CARGO DE MINISTRO

O JUDICIÁRIO E A POLÍTICA – GAUDÊNCIO TORQUATO

COLUNA GENTE (FOTOS E FATOS SOCIAIS)

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

CONTRIBUINTES PODEM PAGAR IMPOSTOS ATRASADOS

POPULAÇÃO EM CAMPANHA PARA MELHORAR VISUAL DE TATUÍ

PALESTRA DO MINISTÉRIO PÚBLICO ORIENTA GUARDAS MUNICIPAIS

SECRETARIA INSTALA BIODIGESTORAS EM BAIRROS RURAIS

FALECIMENTOS

CORO APRESENTA CANÇÕES DO MUSICAL “OS MISERÁVEIS”

NOTAS E NOTÍCIAS

PALAVRAS CRUZADAS

TATUÍ E SUA HISTÓRIA (JORNAL DE TATHUY – 8-11-1931)

FUNDO SOCIAL DO ESTADO APRESENTA PROJETOS PARA 2017

ESCOLA “JOÃO FLORÊNCIO” SE DESTACA NA ECONOMIA DE ENERGIA

CURSO DE PÁSCOA NO FUNDO SOCIAL

SEBRAE MÓVEL ATENDE EM TATUÍ NESTA SEXTA-FEIRA

COLUNA DE ESPORTES

COLUNA POLICIAL

MATÉRIAS OFICIAIS

(Editais da Prefeitura de Tatuí, Câmara Municipal de Tatuí, Fórum da Comarca e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí).

SECRETARIA DESAFINA COM A CULTURA

fevereiro 9, 2017 by

banda-sinfonica-do-estado-de-sao-paulo-1831

 

A Secretaria de Estado da Cultura se posiciona de forma estranha no gerenciamento de verbas públicas e esta atitude começa a repercutir diretamente no projeto político do governador Geraldo Alckmin em se tornar candidato à presidência da República. Músicos fizeram esta observação ao enviar e-mail para a redação do Jornal Integração. Segundo consta, a pasta deve demitir mais de cem músicos. Alguns pertencem aos grupos estáveis como a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), Jazz Sinfônica, Orthesp (Teatro São Pedro) e a extinção da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo, composta por 65 músicos profissionais.

No domingo (5), a Banda Sinfônica apresentou-se em frente ao Museu de Arte de São Paulo (MASP), sob a regência do maestro Marcos Sadao Shirakawa. O concerto foi um protesto contra a intenção de o governo paulista encerrar o contrato com 65 componentes e as demissões devem começar nesta quinta-feira (9), informou o maestro. O previsto ocorreu e 64 músicos foram demitidos.  Restou apenas o maestro Marcos Sadao para cumprir compromissos assumidos em concertos já agendados.

Segundo consta, as demissões afetam diretamente cerca de dez músicos de Tatuí, que se formaram no Conservatório e fazem parte destes conjuntos instrumentais do estado de São Paulo.

A Secretaria da Cultura se manifestou e “reconhece a importância da Banda Sinfônica, que continuará suas atividades mediante captação de patrocínio e outras formas de contratação dos músicos”. E acentua que “os gastos do governo com os salários dos componentes da banda chegam a R$ 7 milhões por ano, valor que garante a munutenção de 140 polos e 15 mil vagas do Projeto Guri”.

Os integrantes da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo que estão na lista de demissões da Secretaria da Cultura: Spallas Marcos Pedroso (saxofone) e Marisa Lui (clarineta). Flautas Renato Corrêa e Amanda Bomfim (solistas), Alexandre Daloia, Hélcio de Latorre, Otávio Blóes. Flautas PiccoloAdriana Coronato, Gabriela Machado. Oboés Martin Lazarov, Karina Ando (solistas), Rodrigo Muller. Corne-Inglês Rosana Moret. Clarinetas  Epitácio Rodrigues e Samuel Derewlany (solistas), Eduardo Freitas, Felipe Marcelino dos Reis, Fernando de Oliveira, Itamar Arão, Lindemberg Silva, Márcia Guirra, Rodinei Lourenço, Sérgio Wontroba. Requinta Joelson Menezes. Clarineta-Alto José Luiz Braz, Gleyton Pinto. ClaronesJoão Geraldo Alves, Isabel de Latorre. FagotesErick Ariga (solista), Luis Ramoska. ContrafagoteNara Martins. Saxofones Milton Vito (solista), Douglas Braga, Ederson Marques, César Roversi. Trompas Flávio Faria (solista), Eraldo Araújo, Ricardo Cruz, Vítor Neves. Trompetes Albert Santos, Edmilson Gomes e Rodrigo Burgo (solistas), Edílson Nery, Jean Pierre Ryckebusch, Roberto Gastaldi. TrombonesMarcelo da Silva (solista), Agnelson Gonçalves, Marco Antonio Lauro. Trombone-baixo Marcos Pacheco. EufôniosRafael Mendes (solista), Ricardo Camargo. Tubas Luciano Vieira (solista), Gustavo Campos, Rubens Mattos. Contrabaixos Fernando Freitas (solista), Frank Herzberg, Valgério Gianotto. Piano Miroslav Georgiev (solista). Tímpanos Marco Antonio Monteiro (solista). Percussão José Carlos da Silva (solista), Alexandre Biondi, Jonatas Silva, Priscila Balciunas, Marcel Balciunas, Saulo Camargo.

A Banda Sinfônica do Estado, com apoio de seus seguidores na página  SOS Banda Sinfônica (facebook), público,  amigos e os quase 15 mil apoiadores assinaram petição online para sua manutenção. Após um concerto realizado na Assembleia Legislativa, deputados da base aliada e oposição aprovaram emenda aglutinativa no valor de R$ 5 milhões, destinados à manutenção da BSESP. Apesar de aprovada em plenário, o governador Geraldo Alckmin  contingenciou a verba, ou seja, o dinheiro não pode ser utilizado até que o Governo autorize. A Secretaria de Estado da Cultura publicou novo edital para escolha da Organização Social (OS) que fará a gestão dos corpos estáveis da Secretaria (Banda Sinfônica, Jazz Sinfônica e Orthesp) e a Banda Sinfônica do Estado não consta do Edital. Para os músicos este gesto do governo  significa extinção de 27 anos de trabalho para a cultura brasileira. (Foto Divulgação site da BSESP).

 

Destaques da edição de 11-2-2017

fevereiro 9, 2017 by

PREFEITURA INICIA RECAPEAMENTO DAS VIAS PÚBLICAS

GONZAGA É O SECRETÁRIO DE GOVERNO

PAT COM EMPREGOS DISPONÍVEIS

MAIS DE 13 MIL ALUNOS DA REDE MUNICIPAL VOLTAM ÀS AULAS

PESQUISA TRAÇA PERFIL DE JOVENS QUE FREQUENTAM PRAÇAS

DESTAQUES

RUMO PARA A INOVAÇÃO NO BRASIL – MARCOS CINTRA

SONETO “GRATIDÃO” – DR. LINCOLN

COLUNA GENTE (FOTOS E FATOS SOCIAIS)

VEREADORES APROVAM PROGRAMA DE REGULARIZAÇÃO TRIBUTÁRIA

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

CÂMARA DEFINE COMISSÕES E LÍDERES DE BANCADAS

FALECIMENTOS

TATUÍ E SUA HISTÓRIA (JORNAL DE TATHUY – 25-10-1031)

NOTAS E NOTÍCIAS

PALAVRAS CRUZADAS

COLUNA DE ESPORTES

COLUNA POLICIAL

PERCUSSIONISTA APRESENTA-SE COM A ORQUESTRA SINFÔNICA

DÍVIDAS DA PREFEITURA SUPERAM R$ 62 MILHÕES

FUNDO SOCIAL ABRE INSCRIÇÕES PARA CURSOS DE CAPACITAÇÃO

MATÉRIAS OFICIAIS

(Atos oficiais da Prefeitura de Tatuí,edital da APM de EE “Prof. Altina Maynardes Araújo, edital da APM da EE Prof. Semiramis Turelli Azevedo, edital da Cooperativa dos Plantadores de Cana da Região de Capivari e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí).

Exclusivo – Gonzaga se pronuncia como secretário de Governo

fevereiro 3, 2017 by
16427555_1090761991051806_5266729753764500754_n

Prefeita Maria José assina nomeação de Gonzaga na Secretaria de Governo.

Na quinta-feira (2), a prefeita Maria José Vieira de Camargo nomeou o ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo para ocupar a Secretária Municipal de Governo. O cargo será sem remuneração e o novo secretário vai articular as questões políticas do município e representar a cidade em busca de verbas estaduais e federais. O novo secretário concedeu uma entrevista exclusiva ao Jornal Integração nesta sexta-feira (3). Abaixo as perguntas e a íntegra das respostas.

Integração – O secretário de Governo é responsável pela parte política da administração municipal. Como o  sr.  avalia o primeiro mês de administração sem a presença desta peça essencial? O início das sessões da Câmara, na próxima semana, o levaram a assumir este cargo vago desde 1º de janeiro?

Gonzaga – Como secretário interino de Governo, a partir de 2 de janeiro, ficou designado pela prefeita Maria José o advogado Renato Pereira de Camargo, que acumulou a pasta com a Secretaria de Negócios Jurídicos. Em janeiro, procurei conduzir como 1º suplente de deputado estadual e presidente do PSDB local a questão das pontes junto ao Governo do Estado. Conseguimos o reconhecimento do governo para o nosso decreto de Estado de Emergência e agora aguardamos a assinatura do convênio, para a liberação dos recursos. Como secretário de Governo, quero atuar com legitimidade nas demandas e no relacionamento com os vereadores e deputados e com o Governo do Estado e a União.

Integração – O sr. pode assumir o cargo de secretário e receber o salário. Caso semelhante ocorreu no Rio de Janeiro com o ex-governador Antony Garotinho, secretário municipal na gestão de sua mulher. O Supremo Tribunal Federal (STF) entendeu, ao discutir o caso Garotinho, que o cargo em comissão de secretários nas três esferas da administração pública não caracteriza nepotismo. O que o levou a abrir mão do subsídio?

Gonzaga – Tatuí vive uma situação de Emergência e com um rombo nas contas de R$ 62 milhões. A infraestrutura da cidade está arrasada. Pensei bem e acho que a melhor forma de colaborar com o município agora é deixar de lado a questão salarial e utilizar a experiência que tenho de 20 anos de vida pública para reverter esse quadro. O que eu quero é ajudar. Talvez seja esse um dos maiores desafios que a vida me apresenta. Não tenho medo, já passei por outras situações difíceis e sei que com trabalho e uma boa equipe podemos melhorar as condições atuais. 

Integração – Pelo que se observa, a prefeita Maria José Vieira de Camargo mostra uma resposta positiva em seu primeiro mês de mandato. Um exemplo é  a solução do grave problema que envolvia os funcionários em  greve na Santa Casa. Existe forte possibilidade de o sr. assumir uma vaga na Assembleia Legislativa. Neste caso, quem seria a pessoa ideal para ocupar o perfil de secretário de Governo em seu “staff” político?

Gonzaga – Acho muito positivo o primeiro mês de mandato da Maria José. Enfrentou a greve e a crise na Santa Casa e conseguiu resolver questões importantes, como o contrato do transporte universitário e a questão do lixo, entre outras coisas. Com relação a me tornar deputado estadual, isso depende ainda de alguns fatores. Temos que aguardar as eleições na Assembleia, para a formação da nova mesa e eleição do novo presidente, que ocorrerá dia 15 de março. Além disso, o governador Geraldo Alckmin precisa chamar para o secretariado dois deputados estaduais da coligação a que pertenço (PSDB, DEM, PPS e PRB). Eu torço pra que dê certo, porque é Tatuí quem vai ganhar se eu estiver no parlamento paulista. E representar. Tatuí será a prioridade do meu mandato como deputado. Agora, se eu sair da Secretaria de Governo, o PSDB e os partidos aliados têm bons nomes que podem me substituir.

Integração – O primeiro projeto de lei de autoria do Poder Executivo, para mudar o organograma dos cargos em comissão e efetivos da municipalidade, recebeu cinco votos contrários na Câmara Municipal. O que faltou aos vereadores que se opuseram para se alinharem com o novo modelo de gestão para administrar Tatuí?

Gonzaga – Na minha análise, dos cinco votos contrários ao projeto da Reforma Administrativa, quatro foram de vereadores que ocuparam no mandato passado um cargo comissionado na administração. Talvez agora não se sentissem a vontade para votar pela reforma, já que participaram desse modelo de gestão, que não deu certo. As urnas mostraram isso. A Maria José, com a reforma administrativa, apenas cumpriu o que estava no seu Plano de Governo. O quinto voto, do vereador do PT, ele analisou a situação e teve seu ponto de vista. O PT participou do governo passado e esteve na coligação do nosso adversário. Temos que respeitar as posições políticas contrárias. Não é porque votaram contra a Reforma Administrativa que serão adversários. Outros projetos virão e os posicionamentos mudam.

Integração – Como articulador político e administrativamente, ao ocupar cargos públicos de relevância, o sr. já demonstrou que uma cidade do porte de Tatuí pode ser bem e facilmente administrada. O que faltou para o ex-prefeito José Manoel Correa Coelho para que ele não deixasse o município nesta situação caótica?

Gonzaga – Faltou competência para administrar. Ele é muito ruím como administrador e o resultado do seu governo foi desastroso. E não adianta por a culpa nos assessores, pois foi o ex-prefeito que os escolheu. Deixou uma dívida de R$ 62 milhões e uma cidade arrasada. O povo deu fim a esse governo lastimável nas eleições.

Integração – Em uma reunião em Brasília, com a presença de Geraldo Alckmin, antes das eleições, o governador, ao ser  questionado  sobre a situação de sua candidatura e as ações que estavam sendo  julgadas por supostas Ações de Improbidade Administrativa,  respondeu a esta pessoa que todos os prefeitos quando saem do governo sempre ficam com pendências jurídicas. Como o sr. na condição de secretário de Governo e sua equipe de trabalho pretendem evitar que a prefeita Maria José passe por este sério problema apontado pelo governador Alckmin?

Gonzaga – Administrar é tomar decisões. A Maria José formou uma boa equipe. Está cercada de bons advogados e de gente capacitada, pessoas que querem trabalhar pelo bem da cidade. Ela mesmo disse isso em seu discurso de posse. Uma das bandeiras da gestão é a transparência e eu acho que esse deve ser o tom do governo. A vontade de acertar é enorme. E temos que ouvir bastante, dialogar. Explicar cada decisão que o governo for tomar e que repercuta diretamente no cidadão.

Integração – Favor fazer suas considerações finais para que os leitores do Jornal Integração saibam seus propósitos ao assumir este cargo de relevância na administração municipal de Tatuí.

Gonzaga – Os desafios administrativos nos faz buscar soluções. Acho que é isso que a população de Tatuí quer hoje. Solução para os problemas da saúde, das pontes e dos buracos, por exemplo. E a administração municipal  trabalha muito nessas prioridades. Aproveitando o espaço, quero agradecer a todas as manifestações positivas que recebo, pessoalmente ou pelas redes sociais. Isso nos motiva a trabalhar mais. Que o tatuiano tenha a esperança de dias melhores. Eles, com certeza, virão.

 

 

 

 

 

Velocidade unificada na Raposo Tavares

fevereiro 2, 2017 by
colinas_issqn

Motoristas devem ficar atentos na sinalização  entre Araçoiaba e Itapetininga

Desde a zero hora do dia 20 de janeiro, o limite de velocidade da Rodovia Raposo Tavares (SP 270) passou a ser de 100 km/h para veículos leves e 80 km/h no trecho entre os kms 115,5 (Araçoiaba da Serra) e 158,4 (Itapetininga). Parte do trecho é muito utilizado por motoristas tatuianos, que se dirigem até Sorocaba a trabalho ou passeio.

A alteração decorre de estudos que vêm sendo feitos desde a duplicação do trecho. A mudança foi autorizada pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-SP) e tem caráter experimental pelos próximos seis meses, quando então será avaliada implantação definitiva. A concessionária CCR SPVias é responsável pela adequação da sinalização indicativa do novo limite de velocidade e atende aos usuários pelo fone: 0800-703-5030. Após a duplicação, foi registrada redução de 34% no número de acidentes do trecho.

CÂMARA RETOMA SESSÕES

            Na terça-feira (7), às 19 horas, a Câmara Municipal de Tatuí, sob a presidência do vereador Luís Donizetti Vaz Júnior (PSDB), reinicia as sessões semanais abertas ao público, com a apreciação e votação de indicações, requerimentos, moções e projetos de lei de autoria do Poder Executivo ou Legislativo. As sessões podem ser acompanhadas ainda na “WEB TV”, acessada no site da Câmara (www.camaratatui.sp.gov.br) pelo link: “TV Câmara”.

Será a primeira sessão ordinária da 17ª Legislatura, que iniciou-se no dia 1º de janeiro deste ano. Os vereadores tatuianos já reuniram-se duas vezes de forma extraordinária no mês de janeiro, ainda durante o recesso legislativo, e votaram importantes projetos de lei enviados pela prefeita Maria José Vieira de Camargo. Estas proposituras trataram da reforma administrativa na Prefeitura, repasse de recursos à Santa Casa de Tatuí, extinção de cargos comissionados e parcelamento dos débitos do Instituto de Previdência Própria do Município (Tatuiprev).

A prefeita Maria José já protocolou novo projeto de lei na Câmara, que cria o “REFIS 2017”, um programa de regularização tributária para aqueles que têm impostos municipais atrasados com vencimento até 2016. Caso o projeto seja aprovado, devedores do IPTU ou inscritos na Dívida Ativa do Município até o ano passado poderão pagar seu débito em até dez vezes sem juros ou multa. Em até vinte parcelas, o desconto de juros e multa será de até 50%. Existe expectativa, por parte do Poder Executivo, de que esta propositura possa ser apreciada e votada pelos vereadores com brevidade, talvez já na sessão da próxima terça.

Destaques da edição de 4-2-2017

fevereiro 2, 2017 by

PREFEITURA DIVULGA RESULTADO DE CONCURSO DE PROFESSORES

PREFEITA SOLUCIONA GREVE NA SANTA CASA

DER AUTORIZA VELOCIDADE UNIFICADA NA RAPOSO TAVARES

INSPEÇÃO ENCONTRA FOCOS DA DENGUE PRÓXIMO AO CEMITÉRIO

VIOLONISTA LANÇA LIVRO DE ENSINO MUSICAL

DESTAQUES

INOVAÇÃO A PASSOS LENTOS – MARCOS CINTRA

SONETO DEUSA MINHA – DR. LINCOLN

PRODUTORES RURAIS DEVEM ENTREGAR DIPAM

ENTIDADES DISCUTEM SOLUÇÕES PARA O TERCEIRO SETOR

COLUNA GENTE (FOTOS E FATOS SOCIAIS)

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

CHUVAS DERRUBAM QUINTA PONTE NO RIBEIRÃO MANDUCA

SEBRAE LEVA EMPRESÁRIOS A FEIRA EM SÃO PAULO

PROJETO PERMITE PARCELAMENTO DE IMPOSTOS

FALECIMENTOS

TATUÍ E SUA HISTÓRIA (JORNAL DE TATHUY – 18-10-1931)

PALAVRAS CRUZADAS

NOTAS E NOTÍCIAS

FUNDO SOCIAL ORGANIZA BAZAR

CLASSIFICADOS

COLUNA DE ESPORTES

COLUNA POLICIAL

COMANDANTE DA PM ANUNCIA AÇÕES EM TATUÍ

NOSSA SENHORA INICIA PERIGRINAÇÃO EM PARÓQUIAS DA REGIÃO

PRODUTORES PODEM PARTICIPAR DE CURSO DE TURISMO RURAL

INTEGRAÇÃO NAS EMPRESAS

MATÉRIAS OFICIAIS

(Editais da Prefeitura de Tatuí, editais das APMs da EE Prof. Altina Maynardes Araújo e Prof. Semíramis Turelli Azevedo, editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí).

Ex-prefeito deixa R$ 8,5 milhões de dívida com o Tatuiprev

janeiro 19, 2017 by
sessao_camara-site

Dívida só com o Tatuiprev é de R$ 8,5 milhões

Na quinta-feira (12), a Câmara Municipal de Tatuí reuniu-se em sessão extraordinária, presidida pelo vereador Luís Donizetti Vaz Júnior (PSDB), e aprovou projeto de lei de autoria do Poder Executivo, que autoriza o parcelamento em até 60 meses dos débitos previdenciários do município junto ao Instituto de Previdência Própria do Município de Tatuí (Tatuiprev). Estes débitos são referentes “a contribuições previdenciárias ordinárias e suplementares não recolhidas nas competências de julho de 2016, agosto de 2016, setembro de 2016, outubro de 2016, novembro de 2016, dezembro de 2016 e décimo terceiro”, diz o texto da mensagem aditiva enviada pela prefeita Maria José Vieira de Camargo e incorporada ao texto original do projeto, após aprovação da edilidade.

Vários parlamentares discutiram o projeto na tribuna. O vereador Antonio Marcos de Abreu (PR) explicou que os débitos referentes às contribuições patronais, não repassadas ao Tatuiprev pela administração municipal anterior, atingem o montante de cerca de R$ 8,5 milhões. O parlamentar abordou ainda a questão do não repasse do 13º dos servidores ao Instituto de Previdência e destacou que este dinheiro não poderá ser parcelado e terá que ser pago à vista pela Prefeitura. Marcos de Abreu teceu críticas à gestão anterior e disse que foi uma “irresponsabilidade” do ex-prefeito municipal, que novamente não pagou as contas. O vereador questionou ainda quais providências foram tomadas pela direção do Tatuiprev diante do problema.

Os vereadores citaram ainda, durante a discussão, que o Tatuiprev está com o Certificado de Regularidade Previdenciária (CRP) vencido, e sem a regularização, a Prefeitura Municipal não pode obter novos recursos. A renovação do CRP é homologada através do Ministério da Previdência, mediante emissão de certidões negativas.

Nesta mesma sessão, a Câmara Municipal aprovou projeto de lei complementar, de autoria da prefeita Maria José Vieira de Camargo, que extingue nove cargos de assessor pedagógico em comissão, previstos na Lei Complementar nº 008, de 23 de novembro de 2010. Na justificativa, a chefe do Poder Executivo esclarece que “a referida medida faz parte da reestruturação administrativa adotada pelo atual governo, gerando uma economia aos cofres públicos na casa de R$ 396 mil por ano”.

Foi aprovado também um projeto de resolução, de autoria da Mesa Diretora da Câmara, que altera o Anexo I da Resolução nº 001/12 e reduz de três para dois anos o tempo de registro mínimo no órgão de classe, como requisito para o cargo de Diretor Jurídico do Legislativo. Na justificativa, os parlamentares informam que o projeto “tem por objetivo equiparar o requisito do cargo de Diretor Jurídico para o fim de, isonomicamente, exigir o mesmo tempo de registro mínimo de dois anos no órgão de classe, previsto para o cargo de Assessor Jurídico”.

 

 

Destaques da edição de 21-1-2017

janeiro 19, 2017 by

ENGENHARIA DO EXÉRCITO VISTORIA PONTES EM TATUÍ

GOVERNO ADMITE REVISÕES NO ORÇAMENTO DO CONSERVATÓRIO

FUNÇÃO DOS IMPOSTOS É ARRECADAR – MARCOS CINTRA

SONETO – DR. LINCOLN

CINZAS NA PAISAGEM – GAUDÊNCIO TORQUATO

FUNCIONÁRIOS DA SANTA CASA AINDA EM GREVE

DESTAQUES (MAIS PROTEÇÃO À MULHER)

ALCKMIN ANUNCIA JURO ZERO PARA MICROEMPREENDEDOR

COLUNA GENTE (FOTOS E FATOS SOCIAIS)

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

EX-PREFEITO DEIXA DÍVIDA DE R$ 8,6 MILHÕES NO TATUIPREV

TATUÍ RECEBERÁ R$ 672 MIL PARA ATENÇÃO DOMICILIAR

PREFEITURA CADASTRA ALUNOS PARA TRANSPORTE UNIVERSITÁRIO

JOGO ENSINA CRIANÇAS A SE PROTEGER DE RAIOS E ENCHENTES

FALECIMENTOS

TATUÍ E SUA HISTÓRIA (JORNAL DE TATHUY – 11-10-1931)

SINFÔNICA ABRE TEMPORADA NO CONSERVATÓRIO

CRECI ALERTA CORRETORES SOBRE TRANSAÇÕES SUSPEITAS

SALLES GOMES INSCREVE PROFESSORES

PALAVRAS CRUZADAS

PEÇA “FEIJÃO E MARIA” NO CONSERVATÓRIO

SPVIAS REPASSA R$ 360 MILHÕES PARA MUNICÍPIOS

CLASSIFICADOS

COLUNA POLICIAL

COLUNA DE ESPORTES

FESTIVAL DE PERCUSSÃO É ATRAÇÃO EM TATUÍ

CUBA PÓS FIDEL –Por  Michelle Chevrand e Renê Fernandes

INTEGRAÇÃO NAS EMPRESAS

MATÉRIAS OFICIAIS

(Editais de Prefeitura de Tatuí, edital da EE. Professora Semíramis Turelli Azevedo e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí).

 

 

ACE DE TATUÍ DISTRIBUI PRÊMIOS

janeiro 12, 2017 by
ace-7-nelson-ganhador-20-000-presidente-lucia-e-vendedora-sueli-zaith

Nelson recebe prêmio de R$ 20mil entregue por Lúcia Bonini Favorito. Vendedora Sueti também foi premiada.

Dia 7 de janeiro, a Associação Comercial e Empresarial (ACE) de Tatuí, presidida por Lúcia Bonini Favorito, sorteou e premiou ganhadores da campanha “Natal Premiado”, que teve como objetivo incentivar as vendas no comércio local durante as festas de fim de ano. Os consumidores que compraram nas lojas participantes da campanha preencheram cupons e aguardaram o sorteio de R$ 40 mil em vale-compras, sendo um vale-compra no valor de R$ 20 mil, um no valor de R$ 10 mil, um no valor de R$ 5 mil e dois no valor de R$ 2.500. As vendedoras que atenderam os consumidores premiados ganharam R$ 500 cada.

O ganhador do vale-compras de R$ 20 mil foi Nelson Cravo do Nascimento. Ele comprou na Loja Zaith Sportswear e a vendedora que o atendeu, Sueli, recebeu R$ 500. Danilo Zornoff Vieira foi o feliz ganhador do vale-compras de R$ 10 mil. Ele comprou na Loja Kafifa Fashion, onde foi atendido por Laíra Letícia Miranda, que ganhou R$ 500.

O vale-compras de R$ 5 mil foi entregue para Neiva Martins de Oliveira, que comprou na Loja Jeans & Cia. Ela foi atendida por Elaine Cristina Santana Ferreira, que ganhou R$ 500. Joelma Aparecida de Oliveira de Souza comprou na Loja Soma e ganhou um dos vale-compras de R$ 2.500. A vendedora premiada com R$ 500 foi Cláudia Cristina de Lima. O segundo vale-compras de R$ 2.500 saiu para Adalberto Nogueira Júnior, que comprou na Loja Estrela. Ele foi atendido por Thais Mainara Mendes, que recebeu R$ 500.

 


%d blogueiros gostam disto: