Anúncios

Archive for novembro \08\UTC 2018

Rod. Castello Branco comemora 50 anos

novembro 8, 2018
2 - Viadutos da Serra de Botucatu_SP 280 Rodovia Castello Branco - km 205_Foto CCR SPVias_Crédito Digna Imagem Clóvis Ferreira - COR

Trecho da Serra de Botucatu, em foto de Clóvis Ferreira – Digna Imagem

Neste sábado, 10 de novembro, a Rodovia Castello Branco (SP 280) comemora 50 anos de inauguração. Principal ligação entre a Região Metropolitana de São Paulo e o Centro-Oeste paulista, a Castello, com seus 302 quilômetros, se configura hoje como um dos mais importantes corredores de transporte de grãos, produção industrial e passageiros do País.

Para celebrar essa data, a CCR SPVias, empresa fiscalizada pela ARTESP (Agência de Transportes do Estado de São Paulo), realizará, durante todo o mês de novembro, ações de comunicação sobre o tema. Serão distribuídos folhetos em suas 10 praças de pedágio, faixas serão instaladas na SP 280, entre o km 136,8 (Cesário Lange) e 282,5 km (Iaras), e mensagens serão postadas nos painéis localizados nas rodovias, no site da Concessionária (www.spvias.com.br) e nas redes sociais do Grupo CCR.

Já a CCR ViaOeste, concessionária que administra a SP 280 entre o km 13,4 e km 79,3, realizará uma exposição itinerante sobre os 50 anos da construção da Castello. A mostra ficará exposta no Iguatemi Esplanada, localizado em Sorocaba, entre os dias 8 e 22 de novembro. A exposição, composta por 11 painéis, traz um conjunto inédito de fotos e informações históricas sobre a construção da rodovia e sua inauguração em 1968. A iniciativa é gratuita e indicada para todos os públicos.

História

A “Auto-Estrada do Oeste”, como foi inicialmente projetada pelos técnicos Departamento de Estradas de Rodagem (DER-SP) na década de 1960, após oito anos de estudos, nasceu com a missão de amparar o desenvolvimento econômico do Estado e do Brasil. O nome de batismo “Rod. Castello Branco” veio em 1967. Hoje, a Castello liga as cidades de São Paulo até Santa Cruz do Rio Pardo (SP). A região beneficiada pelo traçado da rodovia incluía zonas altamente produtivas no Noroeste Paulista, além do Norte do Paraná e Sul do Mato Grosso, por meio da ligação com outras estradas. Esse eixo, extremamente importante para o abastecimento do País, era servido na época por rodovias que não se encontravam em condições de sustentar o crescimento projetado para a região.

Marco da engenharia brasileira, a Castello nasceu com um conceito de autoestrada nunca visto até então no Brasil. A rodovia já foi concebida duplicada, com curvas e rampas suaves que permitiam ampla visibilidade, além de um largo canteiro central já prevendo as futuras ampliações de faixas de rolamento sem impactar o entorno da rodovia. Além disso, seu pavimento, de alta qualidade, era comparado às melhores “free ways” da Europa e Estados Unidos. O resultado foi muito mais conforto e segurança nos trajetos. No trecho entre São Paulo e Sorocaba, por exemplo, a redução de tempo de viagem foi de 50%, na comparação com o trajeto antigo pela Raposo Tavares.

A inauguração

No dia 10 de novembro de 1968, o primeiro trecho foi inaugurado pelo governador de São Paulo Abreu Sodré, em solenidade realizada na altura de Osasco (SP). O segmento ligava, com 171 quilômetros, a Capital Paulista ao município de Torre de Pedra, passando por Barueri, Sorocaba e Tatuí, cujo crescimento foi acelerado com a rodovia. Durante esta primeira fase da obra, foram aproximadamente 4 mil pessoas, além da movimentação de 61 milhões de metros cúbicos de solo. Foram construídas 78 obras de arte, o equivalente a praticamente cinco quilômetros de pontes e viadutos. Os outros trechos foram inaugurados em janeiro de 1971, no segmento entre Torre de Pedra e Avaré, e em abril de 1992, no trecho até Santa Cruz do Rio Pardo.

O renascimento da Castello

Na década de 1990, o governo do Estado iniciou o Programa de Concessão de Rodovias de São Paulo com o objetivo de revitalizar e trazer novos investimentos para os principais eixos rodoviários.

Em 1998, a CCR ViaOeste assumiu os 65 quilômetros da Castello, entre São Paulo e Itu, com o desafio de recuperar o conjunto de rodovias do Sistema Castello-Raposo, desgastadas e sem qualquer tipo de auxílio médico ou mecânico aos usuários.

Em 2000, a CCR SPVias assumiu a administração do segmento da Castello entre Tatuí e o entroncamento de Espírito Santo do Turvo com Santa Cruz do Rio Pardo, com um total de 185 quilômetros. Uma das principais realizações da concessionária foi a conclusão da duplicação, em 2010, da Serra de Botucatu, o único trecho ainda não duplicado da Rodovia Castello Branco, que estava inacabado desde a década de 1970.

A CCR ViaOeste e CCR SPVias fazem parte da CCR Infra SP, empresa do Grupo CCR que administra alguns dos principais eixos rodoviários do Estado de São Paulo. (Foto: Digna Imagem – Clóvis Ferreira).

 

 

Anúncios

Destaques da edição de 10-11-2018

novembro 8, 2018

BANDA SINFÔNICA ABRE SEMANA DA MÚSICA

GRUPO DE PERCUSSÃO NA PRAÇA DA MATRIZ

CASTELLO BRANCO COMEMORA 50 ANOS

TATUIANO RESPONDE MENSAGEM DE MORO

CRÍTICAS QUE NÃO SE SUSTENTAM – MARCOS CINTRA

A VELHA GUERRA VERBAL DO PT – GAUDÊNCIO TORQUATO

FATEC CONTRATA DOCENTE

AMOR E VINHO – SONETE – DR. LINCOLN

COLUNA GENTE

INTEGRAÇÃO NAS EMPRESAS

CÂMARA APROVA PROJETO “FICHA LIMPA”

CONSERVATÓRIO ESTREIA ÓPERA “O SÉTIMO SELO”

RECITAIS NO CONSERVATÓRIO

FAESB DESENVOLVE PROJETO COM PLANTAS

VAGAS DE ESTÁGIO NA ELEKTRO

INSCRIÇÕES PARA ESCOLAS TÉCNICAS

AGENDA CULTURAL DO CONSERVATÓRIO

TATUÍ E SUA HISTÓRIA – 1933

FESTA PARA O RECANTO BOM VELHINHO

PALAVRAS CRUZADAS

CIA TEATRAL COM PEÇA NO CEU DAS ARTES

COLUNA DE ESPORTES

FALECIMENTOS

COLUNA POLICIAL

CLASSIFICADOS

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

MATÉRIAS OFICIAIS

(Editais da Prefeitura de Tatuí, edital da Fundação Educacional Manoel Guedes e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí).

 

DESMENTIDO DO STF LEVA MORO A ENVIAR MENSAGEM A MINISTRO

novembro 2, 2018
Moro

Juiz Sérgio Moro envia mensagem ao ministro Celso de Mello.

Na manhã desta sexta-feira (2), uma nota atribuída à jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, pelo site “brasil247” provocou um desmentido oficial da Secretaria de Comunicação do Supremo Tribunal Federal (STF). Na tarde desta sexta-feira, o site “brasil257” publicou o desmentido com o título “STF desmente que Celso de Mello sentiu ultrajado com virtual indicação de Moro ao STF”. O  desmentido oficial do Supremo Tribunal Federal (STF) levou o juiz Sérgio Moro a enviar uma mensagem ao ministro tatuiano e Celso respondeu ao juiz federal de Curitiba. A Folha de São Paulo publicou o desmentido em sua edição digital. Abaixo a íntegra da troca de mensagem dos dois magistrados, recebidas com exclusividade pelo Jornal Integração:

“Prezado Ministro Celso de Mello. É Sergio Moro. Acabaram me passando seu número de telefone. Tomei a liberdade de lhe enviar essa mensagem. Espero não estar sendo inconveniente. Agradeço a nota de desmentido enviada por V.Exa. Tenho grande admiração por sua produção jurisprudencial, sua firmeza moral aliada ao compromisso com o Estado de Direito. Tomei uma decisão ontem muito difícil. Aceitei pela oportunidade de aprimorar a agenda anticorrupção e anticrime  organizado. Tenho porém muito claro que só se pode agir com respeito à democracia e a “rule of law”. Pode ficar tranquilo quanto a isso. Não se tem a intenção de aprovar nada extravagante. Espero que isso também contribua para afastar alguns receios quanto ao futuro. Por outro lado, trabalharei sempre com respeito a essa Corte Suprema e às instituições. O STF é peca central na sustentação da democracia e do Estado de Direito. Desculpe a extensão da msg e fico à disposição. Att, Sergio Fernando Moro.”

 

A resposta de Celso de Mello:

“Eminente Dr. Sergio Moro. Antes de mais nada, quero cumprimentá-lo  pelo honroso convite que lhe foi dirigido pelo Presidente-eleito ! Não tenho dúvida alguma de que o Senhor está à altura dos graves e elevados encargos que desempenhará com absoluta competência, inabalável firmeza, inegável talento e inderrogável respeito pela autoridade e supremacia da Constituição e das leis da República na implementação de uma agenda – essencial à preservação da ordem democrática – de necessário  e efetivo combate à macrodelinquência, inclusive governamental, à delinquência transnacional e à criminalidade organizada, conferindo, assim, real concreção aos compromissos que o Brasil assumiu no plano internacional e no contexto, entre outras, das Convenções das Nações Unidas de Palermo e de Mérida ! Fico feliz em sabê-lo à frente do que sempre considerei um dos mais importantes Ministérios da República, cuja longa tradição histórica iniciou-se já no Império ! De outro lado, quero reiterar-lhe que JAMAIS falei ou disse a quem quer que seja o que me foi atribuído pela mídia nas edições impressas e eletrônicas! Fiquei extremamente preocupado quando li essa notícia, por ser totalmente improcedente e destituída de qualquer fundamento e veracidade !!! Jamais teria tido a reação absurda que me foi atribuída! Tenha certeza de que é grande o meu respeito pelo Senhor! Desejo-lhe muita felicidade e sucesso total nas próximas etapas de sua vida profissional, como digno sucessor de Honório Hermeto Carneiro Leão (Marquês do Paraná),  Bernardo Pereira de Vasconcelos , José Antonio Pimenta Bueno (Marquês de São Vicente), Campos Salles, Carlos Maximiliano, Epitácio Pessoa, João Luis Alves, Paulo Brossard e Oscar Dias Correa, entre muitos outros que, no Império e na República (alguns dos quais foram ou tornaram-se Ministros do Supremo Tribunal Federal) , mostraram-se grandes estadistas e vultos merecedores do respeito de nossa Pátria!

Atenciosamente,CELSO DE MELLO “.

GONZAGA PERDE RECURSO NO STF

novembro 2, 2018

Ricardo

Em decisão prolatada dia 25 de outubro e publicada dia 1 de novembro, o ministro Ricardo Lewandowiski (foto) negou recurso ao ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo. Com esta medida impetrada na Suprema Corte, os advogados do candidato pretendiam anular decisão do TRE-SP que havia indeferido sua candidatura a deputado estadual. Na decisão Lewandoviski reconhece que Gonzaga não causou dano ao erário e nem teve enriquecimento ilícito. Mas, como prefeito, contribuiu para que o então secretário municipal Paulo Sérgio Medeiros Borges fosse condenado solidariamente por estes motivos no processo de improbidade administrativa, impetrado pelo Ministério Público de Tatuí. Paulo Borges foi condenado em Primeira Instância e em segunda instância, no TJ-SP, por exercer o cargo de Secretário de Meio Ambiente e exercer a função de médico na Santa Casa de Tatuí. Pelo o fato de o processo estar sobrestado (paralisado em Segunda Instância) existia uma esperança para os advogados de que Gonzaga pudesse concorrer nas eleições de outubro. Esta decisão do STF, praticamente coloca um ponto final no recurso que o candidato impetrou no Superior Tribunal Eleitoral (TSE) contra decisão do TRE-SP, ainda não julgado, conforme noticiou o Jornal Integração em sua edição de 27 de outubro. Como em questão de justiça tudo pode ocorrer, tem que aguardar decisão do TSE para que os mais de 30 mil votos recebidos pelo candidato sejam anulados pela Justiça Eleitoral.

NOTA OFICIAL DO STF

stf bRASAO

Não procede informação divulgada na mídia, nesta sexta-feira (2), de que o decano do Supremo Tribunal Federal, Ministro Celso de Mello, ter-se-ia sentido “ultrajado” com a perspectiva de posterior indicação de Sérgio Moro ao STF, em vaga decorrente da futura aposentadoria do decano. O Ministro Celso de Mello jamais deu qualquer declaração a respeito do assunto e repudia, veementemente, a notícia divulgada.

Secretaria de Comunicação Social do STF

PROJETO INSTITUI FÓRUM MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO

novembro 1, 2018

 

Educação

Na terça-feira (30), a Câmara Municipal aprovou em 1º turno, projeto de lei de autoria do Poder Executivo, que institui o “Fórum Municipal da Educação de Tatuí” (FMET). Trata-se de um órgão de caráter permanente, cuja finalidade é coordenar a execução do Plano Municipal de Educação e o cumprimento de suas metas.

Na justificativa, a prefeita Maria José Vieira de Camargo esclarece que “o trabalho desenvolvido pelo FMET tem importante significado social e político, pois abre espaço para diálogo, debate e encaminhamento de medidas para a garantia do direito à Educação”. E que “a instituição do Fórum permitirá a ampliação da participação da comunidade local e de toda a sociedade nas discussões sobre educação e acompanhamento das ações e proposições de políticas educacionais”.

O texto da justificativa explica ainda que “a fim de possibilitar o encontro entre a sociedade civil e o Poder Público, bem como organizar a Conferência da Educação, o Fórum deve representar os mais diferentes segmentos da sociedade, tendo a participação de grupos organizados do município, como os conselhos, além de representantes dos segmentos da educação municipal, estadual e privada”. O projeto deverá ser discutido e votado em 2º turno em uma próxima sessão.

Na mesma sessão, os vereadores aprovaram, em 2º turno, projeto de lei de autoria do parlamentar Rodnei Rocha, que dispõe sobre a prestação de serviço de transporte individual, em táxis, de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida no município de Tatuí. Na justificativa, o vereador explica que seu projeto estabelece normas para este serviço, “garantindo a acessibilidade a um segmento que hoje está fora da regulamentação do setor”.

A edilidade aprovou ainda projetos de denominação de vias públicas. O primeiro, de autoria do vereador Antonio Marcos de Abreu, denomina de “Luiz Rodrigues Machado” a Rua 5 do Loteamento Residencial “Terras de Tatuí”. O segundo projeto, do vereador José Carlos Ventura, denomina de “Vereador Roque Mota” a Rua 4 do Loteamento Residencial “Vida Nova Tatuí”. O terceiro,  do vereador Alexandre Grandino Teles, altera o artigo 1º da Lei Municipal nº 3.097/1998 e denomina de “Avenida Lázaro José Soares” (Lazinho Soares) a via que se inicia no cruzamento das Avenidas Domingos Bassi e João Batista Correia Campos e termina no cruzamento com a Rua Rotary Club.

Por fim, foi aprovado um projeto de decreto legislativo, de Alexandre Grandino Teles, que outorga o título de “Cidadão Tatuiano” para Markus Henrique Tavares Gonsalves Silva, por relevantes serviços prestados à comunidade. A sessão da última terça-feira foi prestigiada com a presença do deputado federal eleito por Tatuí, Guiga Peixoto, convidado para compor a mesa diretora dos trabalhos.

 

Destaques da edição de 3-11-2018

novembro 1, 2018

BOLSONARO E DÓRIA ELEITOS VENCEM EM TATUÍ

CEMITÉRIOS DEVEM RECEBER MILHARES DE VISITANTES

LUTA PELA DIGNIDADE

CORTAR E RACIONALIZAR GASTOS – MARCOS CINTRA

O GOVERNO BOLSONARO – GAUDÊNCIO TORQUATO

COLUNA GENTE

SONETO – JUREI TE AMAR – DR. LINCOLN

QUATROCENTÃO COM NOVO GANHADOR DE PRÊMIO

CONSERVATÓRIO NA SEMANA DE CRAVO NO RIO

ETECS COM LISTA DE REDUÇÃO DE TAXA DE VESTIBULINHO

PROJETO ENCERRA COM APRESENTAÇÃO DE PEÇAS

MÚSICA DE RAIZ NA PRAÇA DA MATRIZ

VACINAÇÃO CONTRA FEBRE AFTOSA

AGENDA CULTURAL DO CONSERVATÓRIO

TATUÍ E SUA HISTÓRIA – 1933

PALAVRAS CRUZADAS

MUSEU EXIBE FILME MATO SEM CACHORRO

JANTAR ARRECADA PARA FESTA DA PADROEIRA

GRUPO KTRIONS NO CEU DAS ARTES

HORÁRIO DE VERÃO COMEÇA NESTE FIM DE SEMANA

COLUNA DE ESPORTES

SANTA CASA PROMOVE BAZAR

COLUNA POLICIAL

ABERTAS MATRÍCULAS NAS PRÉ-ESCOLAS DE TATUÍ

FALECIMENTOS

CLASSIFICADOS

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

MATÉRIAS OFICIAIS

(Editais da Prefeitura de Tatuí e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí).


%d blogueiros gostam disto: