Anúncios

Posts Tagged ‘Santa Casa’

A Santa Casa vai bem, obrigado!

setembro 26, 2015
– EDITORIAL –

Santa-Casa

 

Em julho, a São Bento Saúde assumiu a administração da Santa Casa de Tatuí. Neste período de gestão, as contas do hospital público tatuiano melhoraram de acordo com as respostas dadas na entrevista que frei Bento concedeu ao Jornal Integração. Há algum tempo, o hospital tatuiano saiu da pauta da imprensa e deve voltar às páginas quando os novos administradores prestarem contas de seu trabalho no prazo de 90 dias, como ficou acordado entre a empresa e a Prefeitura.

As respostas apresentadas pelo frei Bento e seu assessor Carlos Eduardo de Camargo deixam claro que a dinâmica empregada para mudar o sistema de gestão da Santa Casa e cortes de gastos começam a dar resultados positivos.  Em julho, frei Bento afirmou que o pagamento de médicos provocava déficit na Santa Casa.  Neste período, reviu seu conceito e afirma que  “analisando o contexto real, com isso, hoje podemos informar que os pagamentos Médicos estão dentro da realidade adotada por hospitais no Brasil e em alguns casos os valores praticados por nós estão abaixo dos valores trabalhados em nossa própria região”,  Na reunião para mudança da gestão, a Santa Casa apresentava uma dívida de R$ 18 milhões,  Hoje chega-se à preocupante conclusão que são R$ 21 milhões. E não precisa de  nenhuma bola de cristal para descobrir como chegou a esta situação.

Outra questão de suma importância. Com a saída de Unimed Tatuí, a Santa Casa perdeu uma receita de R$ 300 mil mensais, segundo declarações do próprio frei. Este semanário, há algumas edições publicou entrevista com o administrador Carlos Eduardo Camargo. Ele informou que a Maternidade estabeleceu convênio para prestar serviços de obstetrícia ao hospital de Cerquilho. Já que o sistema ficaria ocioso com a saída da Unimed, porque não se pensou nisto antes? Precisou vir alguém de fora para enxergar as possibilidades de aumentar o fluxo de caixa para tentar cobrir um déficit provocado pela saída da Unimed. E a nova administração, sem nenhum passe de mágica, garante que dentro em breve vai haver um aporte de R$ 220 mil nas contas do hospital com uma pequena ação de seus advogados e de seu administrador profissional, aliás, com curso de extensão universitária na Fundação Getulio Vargas (FGV).

 Outra questão que deve ser esclarecida é a respeito da colaboração da Prefeitura de Tatuí com a Santa Casa. Quanto efetivamente o hospital recebe de verba pública municipal?  A resposta foi curta e grossa: 60%. Este percentual refere-se a que valor? Há algum tempo, o Diário Oficial do Município divulgou que a Prefeitura repassava R$ 18 milhões para a Santa Casa. Só esqueceu de informar que grande parte deste valor provém do SUS e convênios estaduais, dinheiro que obrigatoriamente deve passar pelos cofres públicos municipais. Segundo um membro da Provedoria, a divulgação irresponsável deste valor hipotético pelo Departamento de Comunicação da Prefeitura, só contribuiu para agravar a situação do hospital. Este diretor disse que a notícia só prestou desserviço à Santa Casa. Ninguém mais queria contribuir com a o único hospital público depois de divulgado este valor. E, finalmente, outra situação que precisa ser esclarecida e divulgada em balancete mensal é a despesa com  pronto socorro.  Este setor provoca déficit ou lucro nas contas hospitalares.  A São Bento Saúde veio com a fama de assumir Santas Casas na “UTI” e colocá-las sã e salvas.

Como se trata de um hospital público, destinado a pacientes do SUS, é necessário mostrar com números tudo o que se passa com as verbas da Santa Casa.  Durante a administração do advogado José Rubens do Amaral Lincoln, que ficou dez anos na Provedoria da Santa Casa, tudo era esclarecido. Dr. Lincoln, mensalmente, através da imprensa, publicava um balancete com todas as receitas, despesas e doações ao nosso hospital.

A título de sugestão, a São Bento Saúde, mensalmente, poderia publicar no Diário Oficial do Município, sem nenhum ônus para o hospital, o balancete das atividades financeiras. Desta forma a população pode acompanhar onde é gasto o dinheiro que o SUS, Governo do Estado e que a Prefeitura Municipal injetam na Santa Casa.

Anúncios

Alto custo de pagamento de médicos provoca déficit na Santa Casa, afirma Frei Bento

julho 17, 2015
– NOVA GESTÃO –
Crise na Santa Casa termina em entrevista coletiva.

Crise na Santa Casa termina em entrevista coletiva.

Nesta sexta-feira (17), em entrevista coletiva à imprensa, a Prefeitura Municipal de Tatuí anunciou uma gestão compartilhada entre a Santa Casa de Misericórdia de Tatuí e a São Bento Saúde, representada pelo frei Bento Aguiar. A municipalidade também participa desta  gestão compartilhada afirma o prefeito José Manoel Correa Coelho (Manu).

Durante a entrevista, frei Bento Aguiar apontou alguns desafios que deverá enfrentar nos próximos dias. “Além da dívida que se arrasta há mais de 10 anos, há também o aumento da demanda por serviços, também das cidades da região, a saída de um plano de saúde que representa R$ 300 mil a menos todo mês, além do alto custo empregado no pagamento de médicos que acaba gerando um enorme déficit”, disse o representante da ordem religiosa. Ele acrescenta que  “a partir de segunda-feira, iniciaremos um estudo aprofundado nas contas e iremos nos debruçar sobre a parte administrativa do hospital”. A Prefeitura de Tatuí está confiante que com esta providência possa minimizar o problema na Santa Casa. Demonstrando ter muita fé, o Departamento de Comunicação expediu um “press release” e informa que “a empresa de Frei Bento Aguiar é especialista na gestão de hospitais públicos e filantrópicos e  salvou muitos da falência. A São Bento está há 20 anos do mercado e atuou com êxito nos hospitais de Aparecida do Norte, Presidente Prudente, Bragança Paulista e Barretos”. Participaram da entrevista o prefeito José Manoel Correa Coelho (Manu),  vice-prefeito Vicente Menezes,  provedora Nanete Walti de Lima,  frei Bento Aguiar,  diretoras municipais de saúde Vera das Dores e Sandra Santos e os vereadores Antônio Marcos de Abreu, Dione Batista, José Eduardo Morais Perbelini e Rosana Nochele Pontes Pereira.

FALTA DE RECURSOS IMPEDE FUNCIONAMENTO DA SANTA CASA

Atraso de repasses, falta de recursos e atraso de pagamentos foram os motivos para que funcionários da Santa Casa de Misericórdia de Tatuí quase entrassem em greve na terça-feira passada e agravassem ainda mais a situação do único hospital que atende a população conveniada com o SUS. Na terça-feira à noite a situação não era satisfatória no hospital tatuiano. Segundo informações obtidas pela reportagem do Jornal Integração, por volta de 22 horas, quatro pacientes estavam sendo atendidos no pronto socorro municipal e aguardavam internação na Santa Casa. Um funcionário explica que estas pessoas estavam mais bem atendidas no pronto socorro, porque na Santa Casa não havia nem medicamentos. Esta informação foi confirmada em uma entrevista coletiva na quinta-feira (16), com o corpo clínico da Santa Casa. Nesta entrevista, foi explicado que os procedimentos não estavam sendo feitos por falta de material e até alimentação para os pacientes. O médico Giancarlo Grandino disse que “todos os médicos estavam atendendo normalmente, dentro das possibilidades do material existente na Santa Casa”. Neste encontro ficou visível que uma medida urgente deve ser tomada para sanar o problema. A reportagem do Jornal Integração indagou se procedia informação de que o prefeito Manu anunciaria na sexta-feira (17) uma possível solução para o problema que enfrenta a Santa Casa. Nem mesmo representantes da assessoria de imprensa da Prefeitura souberam responder sobre a gestão compartilhada entre a Santa Casa e a São Bento Saúde, anunciada nesta sexta-feira na Prefeitura Municipal.

Pagamento saiu com atraso

Segundo consta, o pagamento dos funcionários, que deveria sair no quinto dia útil do mês,  saiu na terça-feira (14), depois que a Prefeitura de Tatuí repassou a verba obrigatória do Governo Federal (SUS). O repasse chegou na quarta-feira (8), às 16h35, na Prefeitura. Quinta-feira foi feriado, sexta-feira não houve expediente e a verba chegou na contabilidade do hospital somente no dia 13 de julho, informa uma pessoa ligada ao Sindicato Único dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde de Sorocaba e Região (Sinsaúde).

A Santa Casa de Tatuí passa por sérios problemas financeiros desde que a Unimed Tatuí se instalou em seu hospital próprio. Um funcionário informa que existe um andar inteiro fechado na ala de internação, que era utilizado pela Unimed. E para a Santa Casa resta apenas a verba repassada pelo SUS e subvenções da Prefeitura. Na terça-feira (14), houve diversas reuniões com a participação da provedora Nanete Walti Lima. Uma delas foi com anestesistas e procedimentos médicos estavam sendo cancelados.  Nesta noite, em contato com a reportagem deste semanário, Nanete estava visivelmente abatida e nem quis responder se o prefeito estava colaborando na solução do hospital.

Dia 27 de junho, no ato de lançamento da pedra fundamental da Nefrotat, clínica de hemodiálise a ser construída em Tatuí, o prefeito José Manoel Correa Coelho (Manu), em seu discurso, informou que na semana anterior, acompanhado de prefeitos da região, foi reivindicar  verba para a Santa Casa na Secretaria Estadual da Saúde, em São Paulo. Manu afirma que os representantes políticos da região receberam “sonoro não do secretário David Uip às demandas pleiteadas”. É de se estranhar este posicionamento do secretário Davi Uip. Segundo consta, a Santa Casa também faz parte de oferta de vagas para atendimento, através de agendamento da Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (CROSS). Este sistema é uma regulação de acesso da população na área hospitalar e ambulatorial da Secretaria de Estado da Saúde. Ao participar deste programa, a Santa Casa deve  atender pacientes da região.

Em Tatuí, seguramente, 75% da população de 115 mil habitantes (dados recentes do IBGE) depende do serviço público de saúde. Caso não haja uma ação efetiva e imediata por parte do Poder Público, a situação tende a piorar ainda mais na Santa Casa. Há alguns dias, a direção do hospital estuda a possibilidade de uma administração compartilhada com uma instituição particular. Nesta sexta-feira (17) tudo ficou no nível da retórica e os pacientes chegam ao hospital. Enquanto a solução não se concretiza, o prefeito José Manoel Correa Coelho (Manu), como representante do Poder Público, deveria  repassar uma verba emergencial para continuidade dos serviços hospitalares. Caso haja inércia por parte do Poder Público Municipal para solucionar graves problemas de saúde pública que afligem a população, o ato omisso pode suscitar  efetiva ação por parte do Ministério Público. A autoridade competente em solucionar a questão de saúde no município, no caso o prefeito municipal, estará sujeito a uma Ação Civil Pública ou Ação por Improbidade Administrativa.

Vereadores alertam sobre a situação crítica da Santa Casa de Tatuí

junho 11, 2015

 

Vereador Fábio Menezes alerta sobre situação da Santa Casa. 1852

Na terça-feira (9), a situação financeira e administrativa da Santa Casa de Misericórdia de Tatuí voltou ao debate na Câmara Municipal. “A Santa Casa está para fechar, para falir. Se não houver uma ação rápida, não vai ter solução depois”, alerta na tribuna o vereador Fábio Menezes (Pros). “A dívida já soma milhões e cresce dia a dia”, disse o parlamentar. Menezes ainda informa que recebeu reclamações de munícipes. Segundo consta, falta  medicamentos no hospital e  muitos fornecedores, sem receber, não entregam seus produtos, como gêneros alimentícios e remédios.

O vereador Marcos Antonio de Abreu (PP) disse na tribuna que “o problema atual no hospital é de gerência”. O parlamentar recorda que na gestão do ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo (PSDB) atuou como interventor na entidade. Neste período – lembra o vereador – houve muita conquistas na Santa Casa. Ele relata que a partir de 2008, R$ 12 milhões em dívidas herdadas do ex-provedor Tuta Fanganiello e foram parceladas. Marcos acrescenta que foram realizadas reformas na ala do SUS, cozinha e lavanderia, construída a nova Maternidade e os salários pagos em dia. O vereador do PP  disse  que a entidade precisa de forma urgente admitir novos convênios médicos. “Há mais de um ano eu disse aqui na tribuna que a Santa Casa iria encontrar sérias dificuldades. É o que está acontecendo”, destaca o vereador.

Sempre que a Câmara Municipal levanta problemas sobre a situação financeira da Santa Casa, a administração municipal, aliada à Provedoria, inventa uma entrevista coletiva para dizer que tudo vai bem e que o hospital atende a população satisfatoriamente. Não é de se estranhar que nos próximos dias tal fato venha a ocorrer, porque estes dirigentes se julgam imunes à críticas. E, caso não haja uma ação efetiva do poder público para resolver o problema financeiro da Santa Casa, as reclamações de munícipes, evidenciadas nos pronunciamentos dos vereadores na última sessão da Câmara, corrobora com o alerta do vereador Fábio Menezes: “a Santa Casa corre o risco de fechar as portas em breve”.

Divulgação de documento público irrita provedoria e prefeitura

fevereiro 13, 2015

O documento da polêmica, foto site

Nesta sexta-feira (13), “dia do azar”, uma entrevista coletiva na Maternidade de Tatuí deixou patente que a divulgação de documentos públicos deixaram irritadíssimos o prefeito José Manoel Correa Coelho (Manu) e a provedoria da Santa Casa de Misericórdia de Tatuí. Estes documentos apontavam um fato gravíssimo que poderá ocorrer com as gestantes a partir de 1º de março, caso a Maternidade não disponha de um médico obstreta no período noturno. A entrevista coletiva foi frustrante do ponto de vista jornalístico. Um cidadão de uma rádio de Boituva fez algumas inferências totalmente infundadas e sem nada a ver com o problema principal que é a falta do médico obstetra. O jornalista Christian Pereira de Camargo indagou se no dia 1º de março o problema estaria solucionado na maternidade. As respostas foram evasivas e sem nenhuma certeza. O médico João de Oliveira Filho disse que a maternidade precisa contratar este profissional obstetra para o período noturno. Sua resposta foi também evasiva e deixou dúvidas se no dia 1º de março esta contratação, que mobilizou a imprensa e as redes sociais esta semana, será totalmente resolvida. No entanto, um fato chamou a atenção. Um “circo” armado pelo diretor de comunicação da Prefeitura, tentou sensibilizar os jornalistas presentes. Num ato de arroubo e excessiva bondade, o prefeito Manu saca uma caneta e na frente das câmeras assina um repasse de verba para a Santa Casa no valor de R$ 460 mil. Na verdade, depois de ser criticado na Câmara Municipal, na Rádio Notícias e nas redes sociais, o que o “marqueteiro” de plantão tentou passar para a imprensa é que este generoso gesto do prefeito é uma verdadeira “tábua de salvação” para nosso único hospital público.

A sensatez da coletiva foi registrada nas palavras da médica Maria Laura Lavorato Matias, diretora clínica da Santa Casa. Ela revelou à imprensa que o problema da maternidade iniciou-se em maio de 2014, agravou-se em novembro do ano passado e chegou ao seu ápice agora em fevereiro. Um problema que se arrasta há 10 meses, bem maior que o prazo normal de uma gestação (nove meses), que poderá ser solucionado com o “ensurdecedor barulho da imprensa”. Se o documento foi vazado para alguns jornalistas, certamente, é porque ainda existem em Tatuí pessoas responsáveis e com alto espírito público. Este documento contém uma frase de extrema gravidade: “existe risco iminente aos munícipes”. Só este trecho já justifica o alto interesse público de que o fato venha a conhecimento da população. Como foi dito nesta entrevista coletiva pelo jornalista José Reiner Fernandes, que detinha em suas mãos cópias dos documentos: “No Estado Democrático de Direito não se privilegia o mistério”. Esta frase consta de inúmeras decisões do ministro Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal (STF), em suas memoráveis decisões favoráveis à liberdade de imprensa e da livre expressão no Brasil”.

MATERNIDADE PODE FICAR SEM OBSTETRA 

Jornal Integração (14/2/2-15) – A crise no sistema da saúde pública de Tatuí ganhou um novo capítulo esta semana. Na segunda-feira (9), a médica Maria Laura Lavorato Matias, diretora clínica da Santa Casa de Misericórdia de Tatuí, protocolou na Secretaria Municipal de Saúde, ofício de “Notificação à Secretaria de Saúde”, no qual informa que a partir de 1º de março de 2015, “todas as gestantes de qualquer idade gestacional sejam encaminhadas ao Pronto Socorro Municipal para ser atendidas e encaminhadas via CROSS (Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde) para referência”.

Mesmo assim, relata o ofício, “apesar da situação estaremos com um plantonista à disposição para esclarecer dúvidas e orientar condução dos casos emergenciais, bem como a retaguarda das enfermeiras que não podem ficar descobertas”.

A notificação esclarece o motivo da decisão. Segundo o documento oficial, “a coordenação da Maternidade informou que a escala de auxílio obstétrico estará desfalcada a partir de 1º de março, devido à dissidência sobre o segundo profissional Obstetra; portanto devido ao risco iminente aos munícipes, no período noturno não poderá ser realizado a contento atendimento de Pronto Socorro na Maternidade”.

Se até o próximo dia 1º de março nenhuma atitude for tomada, a Santa Casa deixará de atender as gestantes no período noturno, em situação de emergência. As gestantes, a partir de então, deverão ser encaminhadas a outros hospitais da região.

Salários dos funcionários estão atrasados

Segundo apurou a reportagem do Jornal Integração, a provedoria da Santa Casa esteve reunida na terça-feira (10) para discutir a questão do atraso no pagamento dos funcionários e tentar revertê-la. Uma fonte da Secretaria Municipal da Saúde revelou que o “corre corre” foi grande, a partir do momento que a informação do ofício-notificação chegou à imprensa local. O jornal também obteve a informação que até a terça-feira (10), os salários dos funcionários da Santa Casa ainda não haviam sido pagos. A crise no hospital é iminente. A provedora Nanete Walti de Lima garante que os funcionários do hospital foram feitos e que o atraso é em razão de atrasos das verbas do SUS.

A nova diretoria da Santa Casa foi eleita no último dia 9 de janeiro e ficou assim constituída: Nanete Walti de Lima (provedora), Máximo Machado Lourenço (vice-provedor), João Prior (tesoureiro), Alexandre de Novais do Carmo (secretário), Vanessa Carvalho Hessel (mordomo 1), Tirza Luiza de Mello Meira (mordomo 2) e Silvonei Rosembach Rosa (mordomo 3).

Em dezembro de 2014, durante reunião de diretoria, a provedora Nanete Walti Lima informou aos então membros da direção do hospital que a Santa Casa de Misericórdia de Tatuí deveria fechar o ano de 2014 com um déficit em torno de R$ 2 milhões. Até o mês de outubro, entidade já registrava saldo negativo de R$ 1.513.533,71. Em 2013, o déficit ficou em R$ 2,38 milhões, com prejuízo mensal em torno de R$ 230 mil.

Veja a primeira página do Integração desta semana, com esta e outras reportagens.

1474_2

Santa Casa deve Fechar o Ano com Deficit de R$ 2 Milhões

dezembro 11, 2014
Nanete Walti de Lima é a atual provedora da Santa Casa.

Nanete Walti de Lima é a atual provedora da Santa Casa.

A Santa Casa de Misericórdia de Tatuí deve fechar o ano de 2014 com um deficit em torno de R$ 2 milhões. Na quarta-feira (10), em reunião da diretoria esta informação foi disponibilizada pela direção do hospital aos membros que integram a Provedoria.

Até o mês de outubro, o deficit na entidade já registrava R$ 1.513.533,71. No ano passado, o deficit ficou em R$ 2,38 milhões. Segundo a tesouraria do hospital, o prejuízo mensal da entidade é em torno de R$ 230 mil. A falta de recursos, segundo a tesouraria, é pela baixa remuneração paga pelos serviços prestados ao SUS (Sistema Único de Saúde). Os salários dos funcionários da Santa Casa do mês de novembro ainda não estavam pagos na quarta-feira (10). Segundo foi explicado, aguardava-se um repasse da Prefeitura de Tatuí para a regularização, o que poderia ocorrer ainda no dia 10.

Para 2015, a projeção é que sem mais recursos, o único hospital poderá atingir novo deficit. Na reunião, foi feita uma projeção para o próximo ano, Segundo as contas oficiais, a entidade necessita obter no mínimo R$ 28 milhões para que os serviços continuem dentro da normalidade.

Eleição da Provedoria está marcada

Na última reunião da diretoria em 2014, definiram-se detalhes da próxima eleição da Provedoria. Ela deverá ocorrer no próximo dia 9 de janeiro de 2015, com o prazo para o registro de chapas até o dia 30 de dezembro deste ano. Podem participar das eleições apenas os sócios da Santa Casa, devidamente regularizados e em acordo com o Estatuto da Entidade. A diretoria eleita no ano de 2015 irá comandar o hospital nos próximos quatro anos.

Página 3 de 19 de Outubro de 2013

outubro 18, 2013

PROJETO AUTORIZA CONVÊNIO COM COOPERATIVA DE RECICLAGEM

Na terça-feira (15), a Câmara Municipal aprovou projeto de lei que autoriza a municipalidade a celebrar convênio com a “Cooperativa de Reciclagem Tatuí – Cooreta”, antes denominada de “Renascer”, para o custeio das atividades desenvolvidas pela entidade. O texto diz que, em fevereiro deste ano, a Cooreta perdeu um caminhão em um incêndio, uma de suas principais ferramentas de trabalho, e necessita de pelo menos mais um veículo para realizar a coleta seletiva e ampliar o número de bairros contemplados com este serviço.

“O convênio irá alavancar o resultado da coleta seletiva do município, que está muito aquém das necessidades dos munícipes e cooperados, por falta de infraestrutura”, completa a justificativa. Neste sentido, a Câmara aprovou também um projeto de lei de autoria do vereador Luís Donizetti Vaz Júnior (PSDB), que declara de utilidade pública municipal a “Cooperativa de Reciclagem Tatuí”.

Outros projetos aprovados

Na mesma sessão, a Câmara aprovou projeto de lei complementar, de autoria do Executivo, que “fixa as alíquotas de contribuição patronal e dos servidores ativos, inativos e pensionistas, em conformidade com a nova reavaliação atuarial”. Segundo o projeto, o reajuste da alíquota de contribuição patronal foi de 15,85% para 16,16%. O valor entrará em vigor no dia 1º do mês subsequente à publicação da lei. Em relação à contribuição ordinária dos servidores e contribuição sobre a parcela das aposentadorias que excedam o teto de benefício do INSS, os índices são de 11%. (more…)

Política – Edição de 7 de Setembro de 2013

setembro 7, 2013

CÂMARA APROVA CONTRATAÇÕES AO “PRÓ-JOVEM” E REPASSE À SANTA CASA

Vereadores reuniram-se extraordinariamente e aprovaram dois projetos.

Vereadores reuniram-se extraordinariamente e aprovaram dois projetos.

Na sexta-feira (30), às 10 horas, a Câmara Municipal reuniu-se em sessão extraordinária, presidida pelo vereador Oswaldo Laranjeira Filho (PT), e aprovou, em dois turnos, dois projetos de lei de autoria do Poder Executivo, encaminhados à Casa de Leis em regime de urgência. As proposituras receberam uma emenda cada. O primeiro projeto autoriza a municipalidade a contratar, de forma temporária, recursos humanos suficientes para atender ao “Programa Nacional de Inclusão de Jovens” – Pró-Jovem Urbano, custeado pela União. Os valores a serem pagos aos contratados para atuar no programa serão repassados inteiramente pelo Governo Federal, através do Ministério da Educação. O “Pró-Jovem Urbano” garante aos jovens entre 18 e 29 anos de idade, que saibam ler e escrever, mas não tenham concluído o Ensino Fundamental, a chance de participar de ações para elevação da escolaridade e qualificação profissional.

Na justificativa do projeto, o Executivo lembra “a imediata necessidade de implantar o programa em Tatuí, para o ingresso de estudantes no ano de 2013, bem como promover ações de cidadania voltadas aos jovens que, por diferentes fatores, foram excluídos do processo educacional, de modo a reduzir sua exposição às situações de risco, desigualdade, discriminação e outras vulnerabilidades sociais”. Cita também que este projeto “reveste-se de relevante interesse público, pois irá proporcionar aos jovens a oportunidade da conclusão do Ensino Fundamental”. (more…)

Destaques de 01 de Março de 2013

fevereiro 28, 2013

Exclusivo Online

Em Brasília

PREFEITO BUSCA MELHORIAS PARA O SISTEMA DE SAÚDE DE TATUÍ

Manu reúne-se com a deputada federal Aline Corrêa.

Manu reúne-se com a deputada federal Aline Corrêa.

O prefeito José Manoel Corrêa Coelho (Manu) esteve em Brasília no último dia 20, para apresentar reivindicações e projetos relacionados a melhorias no setor de saúde de Tatuí. O chefe do Poder Executivo foi recebido pelo secretário especial de Gestão de Saúde, Mozart Júlio Tabosa Sales, e conversou sobre a implantação da UTI Neonatal e Infantil na maternidade da Santa Casa de Misericórdia. De acordo com a assessoria de Manu, o Ministério da Saúde já autorizou preliminarmente a abertura da nova modalidade de terapia intensiva no hospital de Tatuí.

Manu falou também sobre o credenciamento do serviço de hemodiálise no município, a possibilidade de um acréscimo no repasse de recursos para construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), para aquisição de equipamentos e mobiliário da nova estrutura de saúde, e a liberação de recursos para reforma e construção de unidades básicas de saúde (UBS). “São projetos e ações estruturais que demandam planejamento, investimento e readaptações dos convênios e contratos com o Sistema Único de Saúde (SUS)”, explicou o prefeito.

Infraestrutura

O prefeito de Tatuí também foi recebido no gabinete da deputada federal Aline Corrêa (PP/SP) e conversou a respeito de projetos de mobilidade urbana e da recuperação ambiental do Ribeirão do Manduca. Junto ao Ministério de Integração Nacional, Manu solicitou recursos complementares para a recuperação e reconstrução de duas pontes de acesso ao Bairro Colina Verde. Em razão da falta de manutenção, uma destas pontes desabou no último dia 17 de fevereiro. (Foto – Comunicação Tatuí/Evandro Ananias).

Principais notícias desta edição

PATRIMÔNIO HISTÓRICO GERA DEBATE NA CÂMARA

EMPRESÁRIOS SE UNEM PARA DIVULGAR CENTRO COMERCIAL

DESTAQUES ECONÔMICOS, POR ANTONIO JOSÉ MARTINS

GARANTIA GARANTIDA, CRÔNICA DE JOSÉ RIGOLÃO

CARNAVAL DE TATUÍ GERA LUCROS A COMERCIANTES

COLUNA DESABAFO (DOS LEITORES)

TATUÍ E SUA HISTÓRIA (JORNAL RIDENDO – 5-4-1925)

PARÓQUIA PROMOVE FESTA DO MILHO VERDE

FALECIMENTOS

GOVERNADOR ANUNCIA OBRAS NA SP-129 E SP-141

ITAPETININGA PROJETA NOVAS INDÚSTRIAS

FUNDO SOCIAL OFERECE VAGAS EM CURSOS

PREFEITO BUSCA MELHORIAS PARA O SISTEMA DE SAÚDE

PREFEITURA INSCREVE PARA OFICINA DE VÍDEO DOCUMENTAL

CANAL 1, NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

UNIVERSIDADE VIRTUAL CAPACITA SERVIDORES DE TATUÍ

AUDIÊNCIA DISCUTE SITUAÇÃO DA COMANCHE NA VARA DO TRABALHO

COLUNA POLICIAL

PRESIDENTE DO TATUIPREV DIZ QUE MP ABRIU INQUÉRITO CIVIL

PREFEITO DÁ POSSE A DIRETORAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

VEREADOR ABORDA VINDA DA AMIL A TATUÍ

EMPRESA PODERÁ ADMINISTRAR UTI NEONATAL EM TATUÍ

JOVENS QUEREM SER OUVIDOS NA POLÍTICA TATUIANA

GENTE (FOTOS E FATOS SOCIAIS)

NOVELAS

PALAVRAS CRUZADAS

PREFEITURA FECHA CERCO CONTRA IRREGULARIDADES EM BOITUVA

INTEGRAÇÃO NAS EMPRESAS

MATÉRIAS OFICIAIS (Editais da Prefeitura de Tatuí, Fórum da Comarca, edital da Cooperativa dos Plantadores de Cana da Região de Capivari e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí)

Destaques de 22 de Janeiro de 2012

janeiro 20, 2012

Exclusivo Online

PREFEITO GONZAGA: “NOVA MATERNIDADE DE TATUÍ DEVERÁ SER CONCLUÍDA NA PRÓXIMA SEMANA”

A construção da nova Maternidade da Santa Casa de Misericórdia está no fim. A previsão, segundo o prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo, é que na segunda-feira (23), as obras do novo prédio estejam concluídas. Após esta fase serão executadas ações para mobiliar o prédio e deixá-lo em condições de funcionamento.

Na inauguração, a Prefeitura espera contar com a presença do governador  Geraldo Alckmin. O prefeito Gonzaga pretende entregar o novo prédio juntamente com as obras de restauração da Rodovia SP-141, já duplicada no trecho urbano de Tatuí, faltando apenas arremates finais. A recuperação desta estrada vai de Tatuí à Rodovia Raposo Tavares (SP-270) e o Governo do Estado investiu cerca de R$ 74 milhões na obra. O trecho no perímetro urbano de Capela do Alto também foi duplicado até o Cemitério Municipal daquela cidade.

Nova Maternidade

A nova Maternidade da Santa Casa de Misericórdia de Tatuí terá 25% a mais de leitos que a antiga,  que ainda se encontra em funcionamento. Segundo o gerente administrativo do hospital, Antonio Marcos de Abreu, serão 44 leitos, sendo 22 deles para pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) e 22 leitos para pacientes de convênios e particulares. Todos os quartos terão TV de LCD e ar condicionado. Hoje, a maternidade conta com 33 leitos em funcionamento no prédio antigo, sendo 19 para pacientes do SUS e 14 para pacientes de convênios e particulares.

O investimento é de R$ 2 milhões e a obra teve início em 2009. O cronograma atrasou por  problema com a empreiteira que venceu a licitação pública e a Prefeitura de Tatuí rompeu o contrato no final de 2011, informa a assessoria da Prefeitura.

A provedoria do hospital tatuiano informa que outro indicativo importante é que a nova maternidade atenderá todas as exigências sanitárias, recomendadas através das novas portarias exigidas pelo Ministério da Saúde. E a nova unidade  requer a contratação de mais um médico gineco-obstetra. A direção informa também que haverá inovação no sistema de plantão do hospital. Ele passa a funcionar 24 horas na maternidade, com a presença de um médico gineco-obstetra, além de um outro, que fará o plantão à distância.

Principais notícias desta edição

MINISTRO VISITA LAR SÃO VICENTE DE PAULO DE TATUÍ

TRIO DE CESÁRIO LANGE SE APRESENTA NA PRAÇA DA MATRIZ

GRUPO CCR APÓIA CAMPANHA QUE PROÍBE ÁLCOOL PARA MENORES

COLUNA DESABAFO – PREFEITURA ATENDE APELO DE MORADORA

NOTINHAS – REGRINHAS PARA CANDIDATOS POLÍTICOS

DESTAQUES ECONÔMICOS – ANTÔNIO JOSÉ MARTINS

BRILHO DE SUPERNOVA – CRÔNICA DO JOSÉ RIGOLON

POBREZA E EDUCAÇÃO – ARTIGO DE MARCOS CINTRA

COLUNA GENTE – FOTOS E NOTAS SOCIAIS

RESUMO DAS NOVELAS

PALAVRAS CRUZADAS

ESTADO PRETENDE VACINAR 5,8 MILHÕES CONTRA HEPATITE “B”

CARDÍACOS DESCONHECEM GORDURAS QUE FAZEM BEM À SAÚDE

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

ESCOLA MUNICIPAL RECEBE MUTIRÃO DE CASTRAÇÃO

CLUBE DA TERCEIRA IDADE AGENDA BAILES CARNAVALESCOS

CLASSIFICADOS – NEGÓCIOS E OPORTUNIDADES

SENAC LANÇA CURSO GRATUITO DE TÉCNICO EM COMÉRCIO

CONSELHO DE BAIRROS VOLTA A PEDIR SERVIÇO DE HEMODIÁLISE

CONVÊNIOS DE R$ 3,2 MILHÕES PREVEEM VÁRIAS OBRAS EM TATUÍ

CAMPANHA CRIA BANCO DE CADEIRAS DE RODAS NO ROTARY

PAT OFERECE 40 VAGAS DE EMPREGO EM TATUÍ

COLUNA ESPORTIVA – SESI ORGANIZA TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY

TATUÍ E SUA HISTÓRIA – NOTAS DO JORNAL RIDENDO DE 1924

NOTAS DE FALECIMENTOS

DEFESA CIVIL DE TATUÍ ESTÁ PREPARADA PARA ENCHENTES

PREFEITURA INICIA CONSTRUÇÃO DE TRÊS NOVAS CRECHES

COLUNA POLICIAL – ASSALTO A AGÊNCIA DOS CORREIOS

ACIDENTE ENTRE CAMINHÕES PROVOCA MORTE DE MOTORISTA

MEDICAMENTOS SÃO APREENDIDOS NA CIDADE DE QUADRA

PREFEITO GONZAGA FALA SOBRE SUA ADMINISTRAÇÃO NA TV TEM

PASTORAL DA JUVENTUDE ORGANIZA RETIRO DE CARNAVAL

INTEGRAÇÃO NAS EMPRESAS

MATÉRIAS OFICIAIS – Editais da Prefeitura Municipal, Editais de Casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí, Convite de Audiência Pública da Secretaria de Saúde e Convocação para Alistamento Militar da Junta do Serviço Militar (JSM).

Destaques de 27 de Março de 2011

março 25, 2011

Exclusivo Online

SOLIDARIEDADE COM A SANTA CASA

Entrega dos produtos foi realizada pelo Pastor Lázaro Henrique da Silva.

 

A Santa Casa de Misericórdia de Tatuí recebeu da Comunidade da Graça quase meia tonelada de alimentos. A doação foi resultado do evento realizado no dia 13 de março em comemoração aos 15 anos da Comunidade da Graça em Tatuí, que contou, entre outras autoridades, com a presença do prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo, vereador Oséias Rosa e o deputado estadual Carlos Alberto Bezerra. O ingresso foi um quilo de alimento não perecível. O valor estimado da doação é de R$ 785. Os alimentos doados foram: 230 kg de arroz, 104 kg feijão, 13 kg de açúcar cristal, 15 kg de açúcar refinado, 15 kg farinha de trigo, 01 kg de farinha de mandioca, 02 pacotes de pó de café, 12 pacotes de macarrão espagueti, 01 pacote de macarrão parafuso, 01 kg de sal refinado, 03 latas de óleo de soja, 03 caixas de leite integral, 01 kg de fubá, 05 kg de farinha de milho, 04 unidades de tempero pronto estrato de tomate 140 grs., 01 unidade de goiabada, 02 caixas de gelatina sem sabor e 01 pacote de farofa pronta.

Principais notícias desta edição

TATUÍ INCLUÍDA EM PROJETO REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO

PMDB MUDA O COMANDO NA REGIÃO

HOSPITAL REGIONAL RECEBE R$ MILHÕES DO GOVERNO DO ESTADO

COLUNA DESABAFO (DOS LEITORES)

NOITES DE ARDENTIA, CRÔNICA DE J. RIGOLÃO

HISTÓRIA DA MPB, POR JOEL FERREIRA

COLUNA FILATÉLICA, POR CARLOS ROBERTO FAVARÃO

SEBRAE REALIZA OFICINA EM TATUÍ

O CAMINHO DA EXCELÊNCIA, POR DANIEL FRANCISCO GOULART

GENTE (FOTOS E FATOS SOCIAIS)

NOVELAS

PALAVRAS CRUZADAS

NOTAS E NOTÍCIAS

ESTUDANTE TATUIANO É O TERCEIRO DO PROUNI NACIONAL

SEMANA DA ÁGUA TERMINA NESTA SEXTA-FEIRA

CANAL 1, NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

CLASSIFICADOS (VEÍCULOS, IMÓVEIS E EMPREGOS)

PROFESSORES RECEBEM TREINO EM LOUSAS DIGITAIS

COLETA DE SANGUE CONSEGUE 246 DOADORES EM TATUÍ

MUSEU PROMOVE OFICINA OBRA ABERTA

BOLA NA REDES (ESPORTES)

COLUNA POLICIAL

TATUÍ E SUA HISTÓRIA (RIDENDO – 17-6-1923)

EMPRESA DISTRIBUI 112 LAPTOS PARA SEUS COLABORES

FALECIMENTOS

FARMÁCIA DE PLANTÃO (DROGARIA SANTA INÊS)

CÂMARA DEVERÁ VOTAR PROJETO REGULAMENTANDO MOTO-TÁXI

VEREADOR PEDE TREVOS DE ACESSO NA RODOVIA SP-127

VARA DO TRABALHO REALIZA CORREIÇÃO

PREFEITURA PROMOVE OPERAÇÃO CIDADE LIMPA

FUNDO SOCIAL COM MUITAS ATIVIDADES EM TATUÍ

BOMBEIROS RECEBEM VIATURA DE RESGATE

INTEGRAÇÃO NAS EMPRESAS

MATÉRIAS OFICIAIS (Editais da Prefeitura de Tatui, Câmara Municipal de Tatuí, Câmara Municipal de Capela do Alto, Fórum da Comarca e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí).


%d blogueiros gostam disto: