Archive for agosto \25\UTC 2016

ATLETA DE BOITUVA CORRE NA FINAL DO 4×400 NA RIO 2016

agosto 25, 2016
Alexander Russo - Reprodução do facebook

Alexander Russo estudou violino no Conservatório de Tatuí e iniciou seu treinamentos em Boituva – Foto Reprodução do Facebook.

No sábado (20), às 22h25, o atleta Alexander Russo, 22 anos, de Boituva, participou da prova decisiva da categoria Revezamento 4×400 das Olimpíadas Rio 2016, com a equipe formada por Pedro Luiz de Oliveira, Peterson dos Santos e Hugo de Souza. A seleção brasileira ficou com a oitava colocação entre as melhores do mundo com o tempo de 3m3s28. A medalha de ouro ficou para os Estados Unidos, com a marca de 2:57.30, a prata foi para a Jamaica, com 2:58.16, e o bronze foi para Bahamas, com 2:58.49. A demais seleções participantes do revezamento foram Bélgica (2:58.06), Botswana (2:59.53), Cuba (2:59.53) e Polônia (3:00.50).

O atleta Alexander Russo representou a região nas Olimpíadas Rio 2016. Russo iniciou seu treinamento na escola de atletismo da Secretaria de Esportes de Boituva e foi convocado para o revezamento 4×400 metros. No  Troféu Brasil de Atletismo, seu nome foi confirmado para a Olimpíada, unindo-se a um seleto grupo de corredores do País. O atleta iniciou seu treinamento com o professor Alan Antunes e, em sua carreira, conquistou excelentes resultados em competições promovidas pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAT) e foi medalha de bronze na prova de 100 metros rasos, onde o jamaicano Usain Bolt possui a melhor marca do mundo. Na Olimpíada do Rio, Bolt conquistou as terceiras medalhas de ouro consecutivas nas provas de 100 metros rasos, 200 metros rasos e revezamento 4×100 e empolgou o mundo com sua atuação.

Na qualificação do 4×400 m, o quarteto brasileiro formado por Pedro Luís de Oliveira, Alexander Russo, Peterson dos Santos e Hugo de Sousa, teve que esperar até o último momento para comemorar a vaga na final. A equipe terminou em quarto na série 2, com 3:00.43, melhor marca na temporada, e com a desqualificação da Grã-Bretanha e de Trinidad & Tobago, o Brasil herdou a oitava colocação.

O atleta Alexander Russo fez sua estreia na Olimpíada. Ele é sargento e violinista. “É emocionante estar participando do maior evento esportivo do mundo em meio a tantos grandes nomes do esporte”, comemora Alexander Russo. “Tanto um atleta quanto um músico precisam ter muita disciplina, dedicação, concentração e, claro, treinar bastante para ser bom”, destaca. Ele informa que foi influenciado pela mãe e começou a tocar violino com três anos de idade. Chegou a estudar no Conservatório para se profissionalizar. Foram cerca de quinze anos praticando a música, o que não o impediu de demonstrar talento e tomar gosto pelo esporte. Na escola, nas aulas de Educação Física, ele era sempre mais rápido que os colegas. Os professores observavam e comentavam que ele devia pensar em competir no atletismo. Mas só em 2010, quando viu uma foto do velocista e hoje tricampeão olímpico Usain Bolt em uma revista, depois de ter batido um recorde mundial, que ele decidiu investir na prática. “Quando o vi  batendo a mão no peito naquela foto, pensei: ele é o mais rápido do mundo. Eu também posso, se treinar, chegar a um bom nível”, conta Alexander, para o Portal Brasil.

 

Anúncios

Destaques da edição de 27-8-2016

agosto 25, 2016

JUÍZA RECOMENDA DISCUSSÃO DE PROPOSTAS NO RÁDIO

ATLETA DE BOITUVA CORRE NA FINAL DO 4X400 NA RIO 2016

TROVAS – DR. LINCOLN

FIM – MARCOS CINTRA

DESTAQUES

MAIS GANDHI, MENOS CHIPANZÉ E MAQUIAVEL – G. TORQUATO

COLUNA GENTE (FOTOS E FATOS SOCIAIS)

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

OSESP EM CONCERTOS NA EUROPA COM TATUIANOS

QUESTÕES DE SAÚDE PAUTAM DISCUSSÃO NA CÂMARA

CASSAÇÃO – COMISSÃO PROCESSANTE OUVE TESTEMUNHAS

MUTIRÃO DE CASTRAÇÃO EM TATUÍ

VEREADORES REJEITAM VETOS DO EXECUTIVO

FALECIMENTOS

TATUÍ E SUA HISTÓRIA (JORNAL DE TATHUY – 31/5/1931)

NOTAS E NOTÍCIAS

PARÓQUIA CELEBRA NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA

COLUNA DE ESPORTES

COLUNA POLICIAL

SAGA DE TATUÍ – 40 ANOS – DR. JOSÉ RUBENS A. LINCOLN

CLASSIFICADOS

MUSEU DE TATUÍ UM DOS MAIS VISITADOS DO INTERIOR

FLAUTISTA DE SETE ANOS SE APRESENTA EM TATUÍ

CONSERVATÓRIO INSCREVE PARA CANTO E CORAL

JUIZ PROIBE GM DE ABORDAR PESSOAS E INVESTIGAR CRIMES

BAIRRO DOS FRAGAS PROMOVE FESTA DA PADROEIRA

CONTA DE ENERGIA DEVE CAIR INFORMA ELEKTRO

MATÉRIAS OFICIAIS

(Editais do Fórum da Comarca de Tatuí e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí).

UNIMED RESTAURA MONUMENTO À FEB

agosto 18, 2016

Monumento à FEB. 1908 Foto Fran Campos.

Monumento à FEB restaurado na Praça Paulo Setúbal. Foto de Francisco Antonio Luciano de Campos (Fran)

Depois de anos de abandono, finalmente o Monumento à Força Expedicionária Brasileira (FEB) foi restaurado na Praça Paulo Setúbal, com apoio da Unimed Tatuí. Este monumento foi instalado por iniciativa do então prefeito Wanderlei Bocchi, após um editorial publicado pelo Jornal Integração, a pedido do expedicionário Sílvio Silvério de Lima. Em seu apelo ao editor deste semanário, Sílvio entendia que este marco histórico eternizaria os pracinhas de Tatuí que lutaram na Itália na Segunda Guerra Mundial contra o nazi-fascismo que Adolph Hitler pretendia implantar no mundo. A Segunda Guerra Mundial, entre 1939 a 1945, foi a mais sangrenta da história da humanidade e registrou 60 milhões de mortes nos países europeus. Os brasileiros se uniram às Forças Aliadas e lutaram contra as atrocidades provocadas pelo Holocausto, quando pereceram seis milhões de judeus em campos de concentração. O monumento foi concebido por Joaquim de Campos e em seu conceito significa duas mãos saindo do chão em sinal de oração para que o mundo não experimente mais as atrocidades de uma guerra. A participação da FEB, comandada pelo general João Batista Mascarenhas de Morais, e incorporado ao IV Corpo do Exército dos EUA, comandado pelo general Mark Clark, foi um episódio heróico, com participação nas batalhas de Massarosa, Camaiore, Monte Prano, Porreta e Fornovo. Em operação conjunta com o V Exército dos EUA, na Operação Encore, os brasileiros tomaram Monte Castelo e Castelnuevo e os americanos tomaram Belvedere e Della Torracia. A última batalha ocorreu dia 28 de abril de 1945, em Colecchio, comandada pelo militar Humberto de Alencar Castello Branco. Neste confronto direto com alemães, o tatuiano José Fernandes da Silva, o Juquita, que integrava o 6º Regimento de Infantaria, morreu em combate, depois de participar das operações de guerra desde setembro de 1944. Juquita foi sepultado com honras militares no Cemitério de Pistóia, na Itália. Na década de 1960, o general Mascarenhas de Moraes determinou o traslado dos restos mortais dos 465 pracinhas e oficiais mortos em combate e os sepultou no Mausoléu da Força Expedicionária Brasileira (FEB), no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro.

Neste período, o Brasil estava sob o domínio do estado ditatorial implantado pelo governo de Getúlio Vargas. A campanha na Itália fragmentou o governo nacionalista que imperava no País e colocou em xeque a Ditadura do Estado Novo. Getulio Vargas foi deposto e se restabeleceu a democracia no Brasil.

 

 

 

Destaques da edição de 20-8-2016

agosto 18, 2016

TSE DEFINE CANDIDATOS REGISTRADOS EM TATUÍ

DESFILE CÍVICO DESTACA JOGOS OLÍMPICOS

DESTAQUES

INVESTIMENTOS E PARCERIAS – MARCOS CINTRA

O PT E A CRISE DA ESQUERDA – GAUDÊNCIO TORQUATO

COLUNA GENTE ( FOTOS E NOTAS SOCIAIS)

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

VEREADOR DIZ QUE PREFEITURA PERDEU A CREDIBILIDADE

OBRAS NA AVENIDA POMPEO REALI RECEBEM CRÍTICAS NA CÂMARA

DESCUMPRIMENTO DE LEI FEDERAL  PODE EXTINGUIR MANDATOS

EMPRESÁRIO TRAZ MODELO AMERICANO DE NEGÓCIO EM TATUÍ

PALESTRA DESTACA PREVENÇÃO A PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

FALECIMENTOS

TATUÍ E SUA HISTÓRIA (JORNAL DE TATHUY – 24-5-1931)

NOTAS E NOTÍCIAS

PALAVRAS CRUZADAS

COLUNA DE ESPORTES

ASILO INICIA PROJETO “BEM ESTAR”

COLUNA POLICIAL

EVENTO DO CRECI AUXILIA ENTIDADE

EMPRESA E ENERGIA OFERECE VAGAS DE ESTÁGIO

OFICINA NO CEU DAS ARTES

CLASSIFICADOS

ESPETÁCULO ENSINA ECONOMIA DE ENERGIA

FOTOS DO DESFILE CÍVICO DE TATUÍ

MATÉRIAS OFICIAIS

(Edital do Fórum da Comarca, edital da Associação Coral da Cidade de Tatuí Prof. José dos Santos, edital de convocação da Associação de Cavaleiros e Muladeiros de Tatuí e editais de casamento do Cartório de Registro Civil de Tatuí)

 

PREFEITO RESOLVE DENUNCIAR PROBLEMAS NO CONSERVATÓRIO

agosto 4, 2016
Secretário recebe comitiva na Secretaria da Cultura. 1907

Secretário interino José Roberto Sedek ouve as denúncias. (Foto: facebook do Manu).

Na terça-feira (2), o prefeito José Manoel Corrêa Coelho (Manu), acompanhado do maestro Adriano Machado e da música Ana Valéria Poles, esteve reunido com José Roberto Sedek, secretário interino da Secretaria de Estado da Cultura. Segundo consta, Manu foi denunciar os problemas administrativos, demissões, redução de alunos e de cursos no Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos” de Tatuí.

Em junho, antes das férias na escola de música, a administração do Conservatório demitiu o professor Paulo Flores, responsável pela área de MPB. Alunos, inconformados com a demissão, realizaram protestos pelas ruas da cidade e ocuparam as dependências da escola. Destes protestos resultaram duas denúncias na Delegacia de Polícia de Tatuí. A primeira sobre uma suposta invasão do Conservatório e a segunda referente a postagens nas redes sociais, que o diretor Henrique Autran Dourado entendeu ser ofensivas. Nestas queixas, a direção do Conservatório cita nominalmente quase vinte alunos envolvidos nos episódios.

O prefeito José Manoel Corrêa Coelho, após a reunião na Secretaria da Cultura, declara que através desta visita, a pedido do governador Geraldo Alckmin, e por intermédio do deputado Edson Giriboni (PV), “levou ao secretário projetos e soluções para salvar nosso Conservatório e colocá-lo nos trilhos”. Para o prefeito, “a escola que é considerada como uma das maiores, senão a maior da América Latina e referência do ensino de música, infelizmente, segundo o próprio secretário, tornou-se recordista em reclamações e denúncias”.  E o prefeito de Tatuí conclama: “É hora de todos unirmos forças para salvar nossa escola e preservar o patrimônio maior da Capital da Música. Em breve, estaremos novamente tratando desse assunto que é de interesse de todos nós”.

O maestro Adriano Machado diz que acompanhou a reunião e fez a sua leitura dos acontecimentos. Pelo que deu a entender o secretário interino José Roberto Sedek é que atualmente há uma grande distância entre a Secretaria da Cultura e a organização que administra o Conservatório. Ele conta à reportagem do Jornal Integração que defendeu alguns projetos que poderiam resgatar a vocação da escola para formação de grandes músicos e mudanças estruturais para que Tatuí volte a ser um polo irradiador da música erudita. O maestro disse que ao ouvir estas considerações,  o secretário adjunto afirmou que hoje o Governo do Estado não está em condição financeira para manter uma escola com três mil alunos.

Finalmente alguns políticos acordam

Esta iniciativa do prefeito José Manoel Corrêa Coelho, embora louvável, chega com alguns anos de atraso. Desde que a atual direção da “Associação dos Amigos do Conservatório” administra a escola de música, o Conservatório perdeu dezenas de músicos de grande talento, inclusive o maestro Adriano Machado. A pianista Karin Fernandes é um dos exemplos e atualmente está sendo executada em uma ação por danos morais, por ousar afrontar a direção da escola. Durante estes anos também não pode se esquecer que músicos de primeira grandeza perderam seus cargos e até hoje discutem seus passivos trabalhistas na Justiça do Trabalho. Alguns  já faleceram, entre eles, o saxofonista Thiers Camargo, o trompetista Valter “Carioca” Leite e o maestro Antonio Carlos Neves Campos. O maestro Neves, durante 24 anos dirigiu o Conservatório e deu um grande impulso ao trabalho iniciado pelo professor José Coelho de Almeida. Este trabalho projetou Tatuí no “Festival de Inverno de Campos do Jordão” e levou músicos a atuarem nas principais orquestras do País, inclusive na OSESP. O Conservatório, que estava esquecido pela classe política, nasceu sob a inspiração do tatuiano João Del Fiol e foi concretizado através de lei estadual de iniciativa do deputado Narciso Pieroni. Desde sua primeira direção e seguida por tantas outras, levaram a escola a ser reconhecida como referência no ensino de música no Brasil.

 

Destaques da edição de 6-8-2016

agosto 4, 2016

DESFILE COMEMORA 190 ANOS DE TATUÍ

NOVOS RADARES NA RODOVIA TATUI/CESÁRIO LANGE

DECLARAÇÃO DE JORNAL ALBERTO BOLZAN – GRUPO RONTAN

DESTAQUES

PIS/COFINS ÚNICO – MARCOS CINTRA

MUSEU DIVULGA PROGRAMAÇÃO DE FILMES

PREFEITURA NÃO PAGOU OVOS DE PÁSCOA PARA ALUNOS

CONVENÇÃO DEFINE CANDIDATO DO PRTB

CERTIDÕES DE REGISTRO CIVIL PODEM SER OBTIDAS PELA INTERNET

TROVAS – DR. LINCOLN

COLUNA GENTE –  FOTOS E NOTAS SOCIAIS

GUIGA É CANDIDATO A PREFEITO

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

PREFEITO RESOLVE DENUNCIAR DIREÇÃO DO CONSERVATÓRIO

CONSERVATÓRIO ABRE VAGAS PARA NOVOS ALUNOS

TATUÍ QUER SER “MUNICÍPIO DE INTERESSE TURÍSTICO”

FALECIMENTOS

TATUÍ E SUA HISTÓRIA (JORNAL DE TATHUY – 17-5-1931)

ENTIDADE ENFRENTA DIFICULDADE POR FALTA DE DOAÇÕES

FAESB PROMOVE SEMANA JURÍDICA

NOTAS E NOTÍCIAS

MUSEU APRESENTA OFICINA DE “ESCRITA CRIATIVA”

MUTIRÃO RECOLHE EMBALAGENS DE DEFENSIVOS AGRÍCOLAS

PALAVRAS CRUZADAS

COLUNA DE ESPORTES

COLUNA POLICIAL

CLASSIFICADOS

TATUÍ FECHA SEMESTRE COM SALDO NEGATIVO DE EMPREGOS

MATÉRIAS OFICIAIS

(Editais do Fórum da Comarca, ata da Valley Empreendimentos e Participações S/A e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí).

JORNAL INTEGRAÇÃO NÃO CIRCULA NA PRÓXIMA SEMANA


%d blogueiros gostam disto: