Posts Tagged ‘saúde’

Vereadores alertam sobre a situação crítica da Santa Casa de Tatuí

junho 11, 2015

 

Vereador Fábio Menezes alerta sobre situação da Santa Casa. 1852

Na terça-feira (9), a situação financeira e administrativa da Santa Casa de Misericórdia de Tatuí voltou ao debate na Câmara Municipal. “A Santa Casa está para fechar, para falir. Se não houver uma ação rápida, não vai ter solução depois”, alerta na tribuna o vereador Fábio Menezes (Pros). “A dívida já soma milhões e cresce dia a dia”, disse o parlamentar. Menezes ainda informa que recebeu reclamações de munícipes. Segundo consta, falta  medicamentos no hospital e  muitos fornecedores, sem receber, não entregam seus produtos, como gêneros alimentícios e remédios.

O vereador Marcos Antonio de Abreu (PP) disse na tribuna que “o problema atual no hospital é de gerência”. O parlamentar recorda que na gestão do ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo (PSDB) atuou como interventor na entidade. Neste período – lembra o vereador – houve muita conquistas na Santa Casa. Ele relata que a partir de 2008, R$ 12 milhões em dívidas herdadas do ex-provedor Tuta Fanganiello e foram parceladas. Marcos acrescenta que foram realizadas reformas na ala do SUS, cozinha e lavanderia, construída a nova Maternidade e os salários pagos em dia. O vereador do PP  disse  que a entidade precisa de forma urgente admitir novos convênios médicos. “Há mais de um ano eu disse aqui na tribuna que a Santa Casa iria encontrar sérias dificuldades. É o que está acontecendo”, destaca o vereador.

Sempre que a Câmara Municipal levanta problemas sobre a situação financeira da Santa Casa, a administração municipal, aliada à Provedoria, inventa uma entrevista coletiva para dizer que tudo vai bem e que o hospital atende a população satisfatoriamente. Não é de se estranhar que nos próximos dias tal fato venha a ocorrer, porque estes dirigentes se julgam imunes à críticas. E, caso não haja uma ação efetiva do poder público para resolver o problema financeiro da Santa Casa, as reclamações de munícipes, evidenciadas nos pronunciamentos dos vereadores na última sessão da Câmara, corrobora com o alerta do vereador Fábio Menezes: “a Santa Casa corre o risco de fechar as portas em breve”.

Anúncios

“Desorientação’, diz médico sobre denúncia de erro em morte de idoso

abril 16, 2015

– EDITORIAL –

No site G1, o médico responsável pelo pronto-socorro municipal de Tatuí (SP), Luiz Gameiro, alegou desorientação como motivo da denúncia da família de Pedro Lima, de 81 anos, que morreu na terça-feira (7) após quatro dias internado. A família afirmou à TV TEM que o idoso havia morrido por falta de sessão de hemodiálise.  No mesmo dia, a unidade médica confirmou que não dispunha do equipamento médico no momento.

Mas, segundo Gameiro, a falta da sessão de hemodiálise não foi crucial para a morte do paciente. “Acho importante a família entender, eu sei que é difícil, que não é porque ele perdeu uma sessão de hemodiálise é que justifica a morte dele. O rim naquele momento não era o mais importante, ele não estava em uma emergência dialítica, ou seja, o que salvaria a vida seria uma hemodiálise. Não era esse o caso.” No entanto, estas palavras do médico não servem de justificativa e sim de um grande alerta.

É triste e desolador constatar, de novo, que as coisas vão mal, muito mal, em Tatuí!  A nossa cidade e o nosso povo não merecem ser (des) tratados assim! Esses (preocupantes) eventos sugerem algumas perguntas que precisam ser feitas! Foi instaurado inquérito policial para apurar se houve, ou não, nesse terrível episódio, “erro médico” que, atuando como causa eficiente, teria induzido ao êxito letal do paciente, provocando-lhe a morte? Em um caso como esse, revela-se essencial verificar (e comprovar) se resultou eventualmente configurado o nexo etiológico a que alude o Art. 13 do Código Penal o inquérito policial também seria importante para investigar se teria havido  “omissão de socorro”! Espera-se que tudo não fique “por isso mesmo”, o que seria altamente desrespeitoso para com os cidadãos de nossa comunidade! E a alta administração municipal, vai adotar medidas efetivas e enérgicas para que esse lamentabilíssimo evento não mais ocorra? Ou vai aquietar-se (espera-se, sinceramente, que não)  na comodidade (irresponsável) da pura e simples omissão , no confortável  “non facere vel non praestare”,  abstendo-se de tomar as providências mínimas que a situação urgentemente requer? De outro lado, o MP da Comarca não vai instaurar inquérito civil para investigar esse estado de coisas em Tatuí (CF, art. 129, n. III)? A saúde pública e a saúde individual dos cidadãos (que pagam tributos ao Poder Público) estão ameaçadas! Isso não é suficientemente sério e grave para estimular e provocar a atuação imediata do ministério público de nossa Comarca, considerando-se, até mesmo, o que dispõem os arts. 197 e 129, ns. II e III da própria Constituição? A confiança da população no MP é imensa e não pode ser frustrada pelo silêncio dessa grande instituição! Se essas medidas não forem tomadas – e tomadas já -, a vida e a saúde de quem mora em Tatuí continuarão expostas a gravíssima situação de risco, o que, além de intolerável, representa direta e frontal transgressão Constitucional, notadamente em face do que estabelecem os arts. 196 e 197 da Constituição da República!

Avanço da dengue na região deixa autoridades em alerta

março 5, 2015

Cartilha-Dengue

Veja a cartilha completa sobre a dengue

O número de casos da dengue está crescendo em toda a região e deixa as autoridades da área de saúde em alerta. Na vizinha cidade de Sorocaba, já foram registrados mais de quatro mil casos desta doença, transmitida pelo mosquito “Aedes Aegypti”. Uma morte foi registrada naquela cidade na semana passada, em razão de complicações causadas pela dengue.

A situação é alarmante e o secretário municipal de Saúde de Sorocaba, Francisco Antonio Fernandes, revelou em entrevista à imprensa, que ainda no primeiro semestre, a prefeitura estima que até 10% da população sorocabana possa contrair a dengue, o que representa cerca de 60 mil pessoas.

A dengue avança também nos municípios de Votorantim e Iperó. Em cada cidade, já foram registrados mais de 200 casos da doença. Boituva já notificou 128 casos no ano de 2015 e Cerquilho registrou 23 casos. Em Tatuí e Itapetininga, até o mês de fevereiro, haviam sido registrados 17 casos em cada município.

Sintomas da doença

O mosquito “Aedes Aegypti”, transmissor da dengue, caracteriza-se pelas manchas brancas no corpo, deposita seus ovos em água limpa e parada, e costuma picar as pessoas durante o dia. Os principais sintomas da dengue são febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos e no corpo, indisposição e surgimento de manchas vermelhas na pele. Em caso de suspeita da doença, a pessoa deverá procurar imediatamente o serviço de saúde, a fim de receber atendimento médico adequado. Se não tratada, a dengue pode levar o paciente à morte.

Prevenção

As principais recomendações e cuidados para evitar a proliferação do mosquito da dengue são: eliminar água acumulada em ralos, calhas, pratos, vasos de plantas, pneus e garrafas, trocar a água dos animais de estimação diariamente, manter as caixa d’água, tonéis e reservatórios bem fechados, não descartar lixo em terrenos baldios e manter a lata de lixo sempre bem fechada, tratar a água das piscinas com cloro e retirar a água das piscinas desativadas. Recomenda-se ainda o uso de repelente para afastar o mosquito. A população pode ajudar muito na prevenção, realizando, pelo menos uma vez por semana, uma vistoria em seu imóvel, para extinguir possíveis criadouros.

SUS passa a ofertar vacina contra HPV a partir de 10 de março

janeiro 23, 2014

A meta é vacinar 80% do público-alvo, formado por 5,2 milhões de meninas. O vírus HPV é uma das principais causas do câncer do colo de útero, terceiro tipo mais frequente entre as mulheres.

A vacina contra o Papiloma Vírus Humano (HPV), usada na prevenção do câncer de colo do útero, passa a ser ofertada no Sistema Único de Saúde (SUS) a partir de 10 de março, para meninas de 11 a 13 anos. A estratégia de vacinação nas unidades da rede pública do país e nas escolas, além da campanha de mobilização ao público-alvo, foram apresentadas, nesta quarta-feira (22), pelo Ministério da Saúde.

A vacina estará disponível nos 36 mil postos da rede pública durante todo o ano, como parte da rotina de imunização. O Ministério da Saúde, no entanto, está incentivando às secretarias estaduais e municipais de saúde que promovam, em parceria com as secretarias de educação, a vacinação em escolas públicas e privadas. Para orientar esta mobilização, já foi distribuído informe técnico aos estados e municípios e, em fevereiro, inicia a capacitação a distância aos profissionais de saúde e professores. Também está previsto reforço nas escolas sobre a importância da vacina para adolescentes, pais e professores, com distribuição do Guia Prático sobre HPV.

Ao anunciar a estratégia de vacinação, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, ressaltou a importância desta ação nas escolas. “A experiência mundial mostra que, quando combinamos vacinação com ambiente escolar, são alcançadas maiores coberturas”, ressaltou Padilha. O ministro aproveitou para fazer um apelo a entidades da sociedade civil e as igrejas para que ajudem no processo de conscientização, não apenas das meninas como também de seus pais sobre a importância desta imunização.

O ministro também explicou por que foi escolhida a faixa-etária de 9 a 13 anos para ser imunizada. “Esta é a faixa-etária em que a vacina contra HPV tem a melhor resposta. Nesta fase, a menina pré-adoelescente que tomar a vacina vai gerar mais anticorpos para se proteger contra o câncer de colo do útero”, observou Padilha.

DOSES – Para receber a dose, basta apresentar o cartão de vacinação ou documento de identificação. Cada adolescente deverá tomar três doses para completar a proteção, sendo que a segunda, seis meses depois, e a terceira, cinco anos após a primeira dose. Neste ano, será vacinado o primeiro grupo (11 a 13 anos). Em 2015, a vacina passa a ser oferecida para as adolescentes de 9 a 11 anos e em 2016 às meninas de 9 anos.

A meta do Ministério da Saúde é vacinar 80% do público-alvo, composto por 5,2 milhões de meninas. O vírus HPV é uma das principais causas de ocorrência do câncer do colo de útero – terceira maior taxa de incidência entre os cânceres que atingem as mulheres, atrás apenas do de mama e de cólon e reto.

A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Carla Domingues, explicou que a vacina contra HPV é uma mais eficazes do Calendário Nacional, com proteção de 98% contra o câncer do colo do útero. “Vamos fazer um monitoramento de todas as doses aplicadas nas meninas e busca ativa para garantir o complemento do calendário vacinal”, afirmou a coordenadora.

Para o primeiro ano de vacinação, o Ministério da Saúde adquiriu 15 milhões de doses. Será utilizada a vacina quadrivalente, recomendada pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), que confere proteção contra quatro subtipos (6, 11, 16 e 18). Os subtipos 16 e 18 são responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer de colo do útero em todo mundo.

CAMPANHA – O Ministério da Saúde preparou uma campanha informativa para orientar a população sobre a importância da prevenção contra o câncer do colo de útero. Com tema “Cada menina é de um jeito, mas todas precisam de proteção”, as peças convocam as meninas para se vacinar. Na campanha, as mulheres também são alertadas de que a prevenção do câncer de colo do útero deve ser permanente. As informações serão veiculadas por meio de cartazes, spot de rádio, filme para TV, anúncio em revistas, outdoors e campanhas na internet, especialmente nas redes sociais.

AVALIAÇÃO – O Ministério da Saúde vai realizar estudos sobre o impacto da incorporação da vacina no SUS para avaliar a redução da prevalência de HPV em adolescentes. Também serão desenvolvidos estudos epidemiológicos com objetivo de monitorar a incidência e mortalidade do câncer do colo do útero, entre outras análises.

SEGURANÇA – A vacina contra HPV tem eficácia comprovada para proteger mulheres que ainda não iniciaram a vida sexual e, por isso, não tiveram nenhum contato com o vírus. Hoje, é utilizada como estratégia de saúde pública em 51 países, por meio de programas nacionais de imunização. Estimativas indicam que, até 2013, foram distribuídas cerca de 175 milhões de doses da vacina em todo o mundo. A sua segurança é reforçada pelo Conselho Consultivo Global sobre Segurança de Vacinas da Organização Mundial de Saúde (OMS).

SOBRE O HPV – É um vírus transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto. 

Estimativa da Organização Mundial da Saúde aponta que 290 milhões de mulheres no mundo são portadoras da doença, sendo 32% infectadas pelos tipos 16 e 18. Em relação ao câncer de colo do útero, estimativas apontam que 270 mil mulheres, no mundo, morrem devido à doença. Neste ano, o Instituto Nacional do Câncer estima o surgimento de 15 mil novos casos e cerca de 4.800 óbitos. O Ministério da Saúde orienta que mulheres na faixa etária dos 25 aos 64 anos façam o exame preventivo, o Papanicolau, anualmente. A vacina não substitui a realização do exame preventivo e nem o uso do preservativo nas relações sexuais. (Fonte: Ascom/MS)

Destaques de 01 de Março de 2013

fevereiro 28, 2013

Exclusivo Online

Em Brasília

PREFEITO BUSCA MELHORIAS PARA O SISTEMA DE SAÚDE DE TATUÍ

Manu reúne-se com a deputada federal Aline Corrêa.

Manu reúne-se com a deputada federal Aline Corrêa.

O prefeito José Manoel Corrêa Coelho (Manu) esteve em Brasília no último dia 20, para apresentar reivindicações e projetos relacionados a melhorias no setor de saúde de Tatuí. O chefe do Poder Executivo foi recebido pelo secretário especial de Gestão de Saúde, Mozart Júlio Tabosa Sales, e conversou sobre a implantação da UTI Neonatal e Infantil na maternidade da Santa Casa de Misericórdia. De acordo com a assessoria de Manu, o Ministério da Saúde já autorizou preliminarmente a abertura da nova modalidade de terapia intensiva no hospital de Tatuí.

Manu falou também sobre o credenciamento do serviço de hemodiálise no município, a possibilidade de um acréscimo no repasse de recursos para construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), para aquisição de equipamentos e mobiliário da nova estrutura de saúde, e a liberação de recursos para reforma e construção de unidades básicas de saúde (UBS). “São projetos e ações estruturais que demandam planejamento, investimento e readaptações dos convênios e contratos com o Sistema Único de Saúde (SUS)”, explicou o prefeito.

Infraestrutura

O prefeito de Tatuí também foi recebido no gabinete da deputada federal Aline Corrêa (PP/SP) e conversou a respeito de projetos de mobilidade urbana e da recuperação ambiental do Ribeirão do Manduca. Junto ao Ministério de Integração Nacional, Manu solicitou recursos complementares para a recuperação e reconstrução de duas pontes de acesso ao Bairro Colina Verde. Em razão da falta de manutenção, uma destas pontes desabou no último dia 17 de fevereiro. (Foto – Comunicação Tatuí/Evandro Ananias).

Principais notícias desta edição

PATRIMÔNIO HISTÓRICO GERA DEBATE NA CÂMARA

EMPRESÁRIOS SE UNEM PARA DIVULGAR CENTRO COMERCIAL

DESTAQUES ECONÔMICOS, POR ANTONIO JOSÉ MARTINS

GARANTIA GARANTIDA, CRÔNICA DE JOSÉ RIGOLÃO

CARNAVAL DE TATUÍ GERA LUCROS A COMERCIANTES

COLUNA DESABAFO (DOS LEITORES)

TATUÍ E SUA HISTÓRIA (JORNAL RIDENDO – 5-4-1925)

PARÓQUIA PROMOVE FESTA DO MILHO VERDE

FALECIMENTOS

GOVERNADOR ANUNCIA OBRAS NA SP-129 E SP-141

ITAPETININGA PROJETA NOVAS INDÚSTRIAS

FUNDO SOCIAL OFERECE VAGAS EM CURSOS

PREFEITO BUSCA MELHORIAS PARA O SISTEMA DE SAÚDE

PREFEITURA INSCREVE PARA OFICINA DE VÍDEO DOCUMENTAL

CANAL 1, NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

UNIVERSIDADE VIRTUAL CAPACITA SERVIDORES DE TATUÍ

AUDIÊNCIA DISCUTE SITUAÇÃO DA COMANCHE NA VARA DO TRABALHO

COLUNA POLICIAL

PRESIDENTE DO TATUIPREV DIZ QUE MP ABRIU INQUÉRITO CIVIL

PREFEITO DÁ POSSE A DIRETORAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

VEREADOR ABORDA VINDA DA AMIL A TATUÍ

EMPRESA PODERÁ ADMINISTRAR UTI NEONATAL EM TATUÍ

JOVENS QUEREM SER OUVIDOS NA POLÍTICA TATUIANA

GENTE (FOTOS E FATOS SOCIAIS)

NOVELAS

PALAVRAS CRUZADAS

PREFEITURA FECHA CERCO CONTRA IRREGULARIDADES EM BOITUVA

INTEGRAÇÃO NAS EMPRESAS

MATÉRIAS OFICIAIS (Editais da Prefeitura de Tatuí, Fórum da Comarca, edital da Cooperativa dos Plantadores de Cana da Região de Capivari e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí)


%d blogueiros gostam disto: