DEPUTADO DEVE SER INTERPELADO POR CHAMAR SAMUEL MOREIRA DE “BANDIDO”

by
Maria José, Samuel e Gonzaga.net

Prefeita Maria José, deputado Samuel Moreira e Gonzaga, alvos do deputado Guiga.

O deputado federal Guiga Peixoto (PSL) deverá ser interpelado criminalmente por ter chamado o deputado Samuel Moreira (PSDB) de “bandido”, em pronunciamento na rede social. Quem fala é Luiz Gonzaga Vieira de Camargo, assessor do parlamentar pessedebista na Câmara dos Deputados.

Segundo consta, sem nenhum motivo aparente, o deputado por Tatuí, em um de seus discursos, atribuiu a palavra ofensiva “bandido” ao se referir a Samuel Moreira. O deputado federal do PSDB recebeu expressiva votação na cidade. Gonzaga informa ainda que o departamento jurídico de Moreira deverá entrar com representação contra o Guiga na Comissão de Ética da Câmara dos Deputados, o que poderá incorrer em punição por suposta falta de decoro.

Como funciona – A interpelação criminal é o início de um processo em que a parte supostamente ofensora deve confirmar ou não  a palavra (ou adjetivos qualificativos) proferida e o  contexto em que ela foi dita. Se o ofendido aceitar a explicação, pode pedir uma retratação pública. Já na Comissão de Ética da Câmara dos Deputados, o rito processual é diferente. Diante de uma prova concreta da suposta prática da falta de decoro, a Comissão poderá aplicar punições, que pode ser uma simples advertência, com pedido de retratação, até a perda do mandato parlamentar.

É público e notório, através de pronunciamento nas redes sociais, que o deputado de Tatuí não admite a representatividade de Samuel Moreira na cidade, por ter sido apoiado pelo ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo. O deputado do PSL “nomeou” Gonzaga e, consequentemente sua mulher, a prefeita Maria José, como seus inimigos fidagais . E este comportamento do deputado chega às raias do absurdo de se tornar pessoal. Logo após as eleições de 2018, quando Guiga se elegeu, a prefeita Maria José, gentilmente, o convidou para visitar seu gabinete e parabenizá-lo pela vitória. Ele não só se recusou, como é de seu livre arbítrio, como alicerçado pelo cargo que ocupa, implantar em Tatuí uma política imatura de destruição de ícones. Seus seguidores não poupam críticas ferozes ao poder público municipal e às pessoas e instituições que entendem estar ao lado do grupo político do ex-prefeito Gonzaga. E tudo orquestrado sem nenhum respeito às praticas da boa e responsável oposição política. Por tudo o que ocorre e se observa nestes meses que antecedem as eleições municipais, Tatuí volta ao sistema antigo para conquista do poder, com desavenças políticas,  que sempre atrasaram o desenvolvimento do município e nada contribui para a harmonia da população.

 

Mo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: