CONCESSIONÁRIA INTERDITA VIADUTO DA SP-127 COM A CASTELLO BRANCO

by

 

OBRAS RODOVIA SP-127 2

Alça da Castello Branco está interditada para acesso a Cerquilho pela SP-127.

Na terça-feira (21), a concessionária AB Colinas interditou trecho da Rodovia Antonio Romano Schincariol (SP-127), em Tatuí, onde realiza obras de substituição dos aparelhos de apoio do viaduto localizado no km 105,8. A interdição afeta a pista no sentido Cerquilho e terá duração de 45 dias. A pista no sentido Tatuí não está interditada.

O usuário que estiver em Tatuí trafegando no sentido Cerquilho da SP-127 deve utilizar a saída 105-A para a Rodovia Castello Branco (SP-280), sentido São Paulo, e realizar o retorno no km 122, na saída 122-B. Retornar pela Castello no sentido Tatuí e seguir para Cerquilho pelo acesso 129-A, antes do viaduto em obras. Para vir para Tatuí, sentido Capital/Interior, não há mudança. A saida da Castello continua sendo a  a 129-B. Segundo a concessionária Colinas, o motorista que estiver na Castello Branco, no sentido Capital, não poderá utilizar a alça de acesso à SP-127, sentido Cerquilho, na saída 129-B, que está interditada. A orientação é também seguir até o km 122 da Castello e retornar para a saída 129-A ou B (sentido interior).

A concessionária Colinas informa que o trecho está devidamente sinalizado com placas informativas e dispositivos de iluminação noturna, para orientar os motoristas. Na quarta-feira (22), muitos motoristas estavam desorientados em relação às mudanças de itinerário. Alguns entendem que a concessionária deveria fazer um acesso pelo canteiro da Castello Branco, logo após a saída 129-A (capital/interior). Não se pode avaliar esta viabilidade, com sinalização adequada para evitar o longo percurso para acessar a SP-127 para Cerquilho, Tietê e Piracicaba. Outra medida sugerida seria a passagem em mão dupla na parte nova do viaduto que está liberado só no sentido Tatui e Itapetininga. De Tatuí para Cerquilho, outra alternativa   é a SP-129 (Tatuí/Boituva), passando em frente a Guardian. No entanto, até a ponte do Rio Sorocaba a estrada está razoável, mas existem trechos intransitáveis e perigosos pela falta de manutenção, como constatou a reportagem do Jornal Integração..

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: