É NATAL EM TATUÍ…

by
Foto Santa

Foto  do Pinheirão do Facebook de Gustavo Grando, diretor do PAT.

Nesta quarta-feira (18), 21 horas, após apresentações musicais e homenagens, a prefeita Maria José Vieira de Camargo acendeu a árvore de Natal com 1300 lâmpadas de LED, no Jardim da Santa, totalmente remodelado.  A Praça Martinho Guedes Pinto de Mello, conhecida como Jardim da Santa, foi inaugurada em 1910. Com a remodelação feita pelo atual administração é mais um atrativo turístico de Tatuí. Dentre as melhorias, a praça foi arborizada, inseridos canteiros,  iluminação e espaços para lazer.

A identidade histórica foi preservada, com a valorização do  “Pinheirão”, Panteão de Tatuí (Imagem de Nossa Senhora da Conceição, obra do artista plástico Luiz Morroni, doada ao município em 1945) e do Obelisco do Lions Clube de Tatuí. A cerimônia contou com a participação da  Banda Sinfônica Jovem do Conservatório de Tatuí, sob a regência do maestro José Antonio Pereira.

Um pouco de história – O pinheirão do Jardim da Santa é uma araucária plantada há muitos anos na praça. Em 1956, um grupo de jovens, denominado “O Dezessete”, editava um jornal feito em mimeógrafo e de linha editorial irreverente e cáustica. Em uma época em que Tatuí era comanda por grupos políticos, o semanário não poupava críticas ao “junqueirismo”, “anizismo” e “lisboismo”, que viviam em constantes desavenças, dividindo opiniões. As lideranças que comandavam esses grupos era Olívio Junqueira, João Baptista Lisboa e o médico Aniz Boneder. Este último, conhecido pela sua habilidade política. Entre os componentes do jornal “O Dezessete” surge a brilhante ideia de iluminar o pinheirão, na época, com 35 metros de altura, antes de ser atingido por um raio, em 1976. O resultado da venda do jornal satírico foi utilizada para comprar lâmpadas e fios.

O advogado Pedro de Alcântara Kalume, presente nesta quarta-feira (18) na solenidade de inauguração e membro fundador de “O Dezessete”, disse à reportagem do Jornal Integração, com muito entusiasmo, que somente uma edição vendeu 1.272 exemplares, tal era o interesse da população pelas críticas impiedosas do semanário. Também  presentes na inauguração e homenageados pela prefeita Maria José Vieira de Camargo os integrantes do grupo de 1956, Athala José Schaira, Hélio Holtz de Paula, Claudio Del Fiol, Vidal Cleto e Odil Euclides Antunes. Há 63 anos, para iluminar o pinheirão, Odil foi único da “Turma dos Dezessete” que se propôs em colocar as luzes que enfeitaram o topo da árvore.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: