Anúncios

CORO APRESENTA CANÇÕES DE “OS MISERÁVEIS”

by

 

coro-site

Dia 31 de março, 20 horas, o Coro Sinfônico do Conservatório de Tatuí  apresenta no Teatro “Procópio Ferreira”, com regência de Robson Gonçalves, canções do musical “Os Miseráveis”, baseado na obra de Victor Hugo, com  Elidamaris Cortez ao piano.

O grupo será formado por Antonio Pazianotto Junior (tenor), Sandro Pires (baixo barítono), Robson Gonçalves (barítono), Luciane Barros (soprano), Esli Torres (soprano), Cláudio Manoel Oliveira (baixo barítono) e Mirtes Lomba Paes (contralto).

Os Miseráveis é uma das principais obras do escritor francês Victor Hugo, publicada em 3 de abril de 1862. A história passa-se na França do século XIX entre a Batalha de Waterloo, ocorrida em 1815, e os motins de junho de 1832. O livro retrata a sociedade francesa do século XIX e mostra o panorama socioeconômico da população mais pobre. A obra já inspirou diferentes montagens de musicais e filmes. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do teatro, na Rua Maestro Antonio Carlos Neves Campos (antiga Rua São Bento,  415).

SECRETARIA DA CULTURA

 JUSTIFICA  DEMISSÕES DE MÚSICOS

Em resposta à matéria “Secretaria desafina com a cultura”, publicada na edição de 11/02/2017 deste jornal, a Secretaria da Cultura do Estado informa que os efeitos da crise econômica nacional, resultante da combinação do descuido orçamentário e de erros na condução da política macroeconômica do Governo Federal, deprimiram os investimentos, comprometeram nível da atividade econômica e, por conseguinte, as condições esperadas para o recolhimento das rendas próprias do Estado. Diante disso, a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo decidiu priorizar a manutenção de programas culturais com foco social, como o Projeto Guri, que atualmente atende mais de 53 mil alunos em todo o Estado. O Decreto 62.413 de 06/01/2017, que estabelece o contingenciamento de R$ 4,9 bilhões de um orçamento total de R$ 206,4 bilhões no exercício de 2017,   é válido para todos os órgãos estaduais, não somente para a Secretaria da Cultura do Estado, e trata-se de uma medida preventiva de gestão que visa a manutenção do equilíbrio entre receitas e despesas para que não sejam gerados déficits nas contas estaduais.  Por fim, possíveis ajustes na OSESP, Orquestra Jazz Sinfônica e Orquestra do Theatro São Pedro, se houver, serão pautados tecnicamente pelas respectivas direções artísticas, responsáveis por especificar o número de músicos necessários para cada corpo artístico. (Gabriela Carvalho – Assessora de imprensa da Secretaria de Estado da Cultura).

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: