Anúncios

FUNCIONÁRIOS ACIONAM POLÍCIA PARA REPORTAGEM DE TV

by

Na segunda-feira (29), a TV Sorocaba/SBT divulgou matéria no telejornal “Noticidade” sobre a falta de medicamentos na farmácia da Prefeitura, na Avenida Sales Gomes, em Tatuí. A emissora não só mostrou a falta de insulina na assistência farmacêutica da cidade, como deu destaque para a ação de funcionários, que acionaram a Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal. Ao chegar ao local, os agentes perceberam que se tratava de uma gravação de TV e não de uma ocorrência policial.

A matéria da TV mostrou a situação de uma jovem de 15 anos, com diabetes, que não consegue mais na farmácia municipal as três doses diárias de insulina que necessita. De acordo com a reportagem, a família da jovem gasta R$ 100 por dia desde o mês de dezembro, para adquirir o medicamento. Outra paciente não consegue insulina na farmácia há dois meses.

O âncora do telejornal informou que a Prefeitura de Tatuí enviou nota à emissora, explicando que esse tipo de insulina especial é fornecida pela rede municipal em caso de determinação judicial e obedece a um critério social. A municipalidade disse que não tem verba suficiente, e por esta razão, pediu ajuda ao Estado. Um processo administrativo está sendo elaborado para ser formalizado junto à Diretoria Regional de Saúde. Em relação à participação da polícia, a assessoria da Prefeitura informou que uma funcionária se sentiu “acuada” diante da reportagem e teve a iniciativa de pedir reforço policial.

Na sessão da Câmara

A falta de medicamentos também foi debatida na terça-feira (1º), na sessão da Câmara Municipal. O vereador Antonio Marcos de Abreu (PP) apresentou requerimento, endereçado à Divisão Regional de Saúde, em Sorocaba, pedindo informações sobre o motivo da falta de 43 itens de medicamentos aos pacientes do município de Tatuí, que fazem parte do programa  dos componentes especializados (alto custo). O vereador deseja saber também quais medidas estão sendo adotadas para solucionar o problema. Em seu pronunciamento, o vereador Marcos disse que mais de 300 pacientes poderão ser prejudicados, sem a medicação para o tratamento de suas moléstias.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: