Anúncios

Tatuí Perde 383 Postos de Trabalho em 2014

by

Bandeira

De janeiro a junho de 2014, o município de Tatuí perdeu 383 postos de trabalho. No período foram 7.157 trabalhadores admitidos com carteira assinada e 7.540 demitidos, causando o déficit no mercado de trabalho. A retração no emprego formal para o período é de -1,33%. Os dados são do Caged (Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho e Emprego.

A indústria de transformação demitiu nos seis primeiros meses do ano 609 trabalhadores, totalizando 1.848 contratações e 2.457 demissões. O setor de serviços também puxou a alta do desemprego. Em 2014, o saldo negativo é de 129 postos de trabalho. O resultado só não foi pior porque o comércio e a construção civil tiveram saldos positivos. O comércio trouxe ao mercado de trabalho 140 novos empregos com carteira assinada (2.137 admissões e 1.997 demissões). E o setor de construção civil teve saldo positivo com 202 postos de trabalho. Neste setor foram computadas pelo órgão oficial do Ministério do Trabalho 819 contratações e 202 demissões.

O mês de junho foi desalentador para o mercado de trabalho tatuiano. Além dos problemas causados pela Copa do Mundo, que reduziu o número de dias trabalhados, houve um saldo negativo de 348 empregos. No mês passado somente a indústria demitiu 373 trabalhadores e atribui-se este fator à retração do mercado da indústria automobilística. Nos dados oficiais do Caged, nos últimos doze meses, de julho de 2013 a junho de 2014, a retração de empregos em Tatuí é ainda maior.

CENÁRIO BRASILEIRO POUCO PROMISSOR

Na terça-feira (22), autoridades econômicas do Brasil divulgaram um cenário desanimador para a economia em 2014. O Produto Interno Bruto (PIB) vai ter um crescimento menor do que em 2013, estimativa que o mercado financeiro previa desde agosto do ano passado.

Um relatório de receitas e despesas do terceiro bimestre do orçamento de 2014, divulgado pelo Ministério do Planejamento estima que o crescimento da economia brasileira, neste ano, recuou de 2,5% para 1,8%. Em 2013, o PIB avançou 2,5% e economistas projetam para este ano uma expansão de apenas 0,97%, contrariando as expectativas do Governo Federal. PIB é a sigla para denominar o Produto Interno Bruto. Ele representa a soma, em valores monetários, de todos os bens e serviços produzidos no País, durante um período determinado.

O reflexo direto da desaceleração da economia reflete em Tatuí na indústria de transformação. Nos últimos doze meses, a indústria tatuiana admitiu 3.789 trabalhadores e demitiu 4.553, causando um saldo negativo de 764 empregos, de acordo com dados oficiais do Caged. Este déficit sinaliza que o município praticamente perdeu duas indústrias com uma média de 350 trabalhadores em apenas um ano.

Na região – Em Boituva, o cenário econômico é mais promissor. Nos últimos doze meses, a indústria de transformação admitiu 4.830 trabalhadores e demitiu 4.207. O saldo positivo neste município foi de 623 postos de trabalho. Em Itapetininga, o emprego também está em alta com carteira assinada. De janeiro a junho, a alta é de 700 novos empregos formais, sendo a indústria de transformação a responsável por gerar 443 novas vagas. No acumulado anual, de junho de 2013 a junho de 2014, 1.033 novos empregos formais foram gerados no município de Itapetininga, sendo 561 só da indústria.

Baixe as planilhas do CAGED

Anúncios

Tags: , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: