Anúncios

Posts Tagged ‘Ayrton Senna’

Matéria Sobre Senna Pauta Programa de TV

maio 12, 2014
Maestro Pereira elogia arranjos do maestro Neves, de saudosa memória.

Maestro Pereira elogia arranjos do maestro Neves, de saudosa memória.

A matéria “20 anos sem Ayrton Senna, versando sobre lances da vida do tricampeão mundial de Fórmula 1, publicada pelo Jornal Integração na edição de 26 de abril, foi pauta da TV Tem, de Itapetininga, com repercussão no Jornal Nacional. Este semanário sempre acompanhou as visitas públicas de Senna à Tatuí e foi o único jornal da região a participar da festa de inauguração de seu kartódromo e possui imagens de interesse jornalístico da festa. Dia 1º de dezembro de 1991, a Banda Sinfônica do Conservatório, regida pelo maestro José Antonio Pereira, executou o “Hino da Vitória”, na Fazenda Dois Lagos, de propriedade da família de Senna. O maestro Pereira conta que o arranjo musical foi feito pelo maestro Antonio Carlos Neves Campos, ex-diretor do Conservatório, de saudosa memória. Pereira diz que Neves tinha facilidade incrível para fazer arranjos. “Ele ouvia qualquer música pela primeira vez e, imediatamente, fazia o arranjo, diz o maestro Pereira.

Na matéria exibida pelo Jornal Nacional, da Globo, no dia 1º de maio, embora parte das imagens pertençam ao jornalista José Reiner Fernandes, editor do Jornal Integração, o crédito foi atribuído erroneamente para Afonso Quadra. Ao perceber a falha, a editoria da TV Tem ligou pedindo desculpas pelo incidente. No entanto, a falha é compreensível. No início da matéria mostrada na televisão, Afonso Quadra exibe algumas fotos emprestadas do arquivo de Osmar Mendes de Oliveira, pai do Duda Tatuí. Com certeza, este fato pode ter levado o editor a cometer a falha. O vídeo, editado de forma correta por Rodrigo Elias, da RCTV (Central de Rádio de Tatuí), está disponível no site www.jornalintegracao.com.br. O Jornal do Brasil, do Rio de Janeiro, também publicou matéria sobre os 20 anos da morte de Ayrton Senna. Chiquinho Japonês, a quem o tricampeão nutria grande apreço, foi destaque no jornal carioca, quando visitou o túmulo do tricampeão, no Cemitério do Morumbi, em São Paulo.

Anúncios

20 Anos sem Ayrton Senna

abril 25, 2014

– MEMÓRIA –

Ayrton Senna na inauguração do kartódromo.

Ayrton Senna na inauguração do kartódromo.

A afinidade entre Ayrton Senna da Silva e Tatuí começa no final da década de 1980 quando o tri-campeão de Fórmula 1 adquire uma gleba de terra de 80 alqueires da família Teles, na Rodovia Municipal Antonio Teodoro da Silva, nome do avô do piloto. Este local foi escolhido por Ayrton Senna para ser sua área de lazer. Denominada de Fazenda Dois Lagos, no dia 1º de dezembro de 1991, a inauguração de um kartódromo em seu interior, dá projeção mundial a Tatuí. O evento reuniu 120 jornalistas nacionais e internacionais credenciados para contar os planos de Ayrton Senna para o futuro do kart no Brasil. Modalidade esportiva que é a porta de entrada para projetar campeões, como o próprio anfitrião, três vezes campeão mundial na Fórmula 1, nos anos de 1988, 1990 e 1991.

Ayrton Senna, quando não estava em suas atividades no mundo do automobilismo, frequentava a Fazenda Dois Lagos com regularidade. Era seu refúgio dos holofotes e sua presença em Tatuí já fazia parte do cotidiano da cidade. Aos sábados à noite, acompanhado de seus pais Milton da Silva e dona Neide Senna da Silva, era normal encontrá-lo degustando uma saborosa macarronada – seu prato preferido – na Trattoria Della Nonna, da família Visciglia. A cantina ficava na Rodovia SP-127, próximo ao viaduto do São Cristovão.  Quando o piloto entrava na trattoria era um verdadeiro frisson. Não tinha sossego. Assediado por crianças e adultos, o tri-campeão, com muita paciência e a humildade característica de grandes ídolos, atendia a todos com muito carinho. Senna tinha consciência de que era o melhor e mais famoso piloto do mundo. E sua liderança carismática residia exatamente no fato de saber lidar e administrar esta fama.

A proximidade de Senna com Tatuí e a projeção que ele trazia para a cidade, como reconhecimento, levou o vereador Aroldo Rosa da Silva a conceder-lhe o título de Cidadão Tatuiano.  Dia 17 de fevereiro de 1990, um sábado ensolarado, acontece um fato que muita gente duvidava. O tri-campeão comparece na Câmara Municipal, na Avenida das Mangueiras, para receber a honraria outorgada pelo Poder Legislativo. Senna estava na mídia mundial e ocupava o noticiário de todos os jornais pela indefinição de sua participação no Campeonato de Fórmula 1, da temporada de 1990. Uma declaração pública caustica feita pelo piloto,  comprometia a concessão da  licença especial de Senna, expedida pela Fisa, para dirigir carros de F1. Mas, poucos sabiam que no dia anterior à entrega do título na Câmara, as rusgas entre ele e Jean-Marie Balestre, presidente da Federação Internacional de Automobilismo Esportivo (Fisa), já estavam resolvidas e chegaram a bom termo.

Ayrton Senna compareceu ao Legislativo tatuiano para receber a homenagem, acompanhado de seu pai, empresário Milton da Silva. Sua presença na Câmara Municipal deixou as melhores impressões. Foi afável com seus fãs e posou com quem quisesse ser fotografado ao seu lado. Nesta época, ainda não havia câmeras digitais e nem celulares, para a tranquilidade do piloto. A homenagem sensibilizou Ayrton a tal ponto que em seu discurso ressalta: “Eu agradeço esta homenagem prestada pela Câmara Municipal de Tatuí e me sinto honrado em me tornar cidadão tatuiano. Neste instante, gostaria de ressaltar que, como decorrência da minha profissão, viajei o mundo inteiro. Visitei grandes países, pequenos países, grandes cidades e pequenas cidades.  Porém, eu amo nosso Brasil e é aqui que eu me encontro em paz. E por todos os recantos do mundo em que passei, posso considerar Tatuí como uma pequena cidade. Mas, em momento como desta homenagem, faz com que o verdadeiro calor humano de Tatuí permaneça no meu coração. Aproveito esta oportunidade e gostaria de desejar a todos um ano de muita paz, muita saúde e felicidade”.

O autor da propositura, vereador Aroldo Rosa da Silva, em declaração ao Jornal Integração, disse que a presença do piloto na Câmara foi um feito inédito. Ele observou que conseguir um espaço na agenda de Ayrton Senna para que recebesse o título de cidadania foi uma verdadeira maratona.  Aroldo lembra que só conseguiu porque Senna nutre muito carinho por Tatuí e que seu primo, Fábio, que cuida de sua agenda, se empenhou para conseguir esse espaço.

KARTÓDROMO PROJETA TATUÍ

Dia 1º de dezembro de 1991, a inauguração do kartódromo, na Fazenda Dois Lagos, foi um dos lances de marketing mais bem sucedidos na história da cidade de Tatuí. Na época, para se ter um ideia do impacto midiático, seguramente, pode ser comparado à projeção que Tatuí teve  no voto proferido pelo ministro Celso de Mello no episódio dos Embargos Infringentes, no processo do “Mensalão”.

Em 1991, na Fazenda Dois Lagos, Ayrton Senna reviveu seu início de carreira no kart e projetou a cidade para o mundo. O tri-campeão, cercado de uma grande produção publicitária, brincou com as crianças, concedeu entrevistas aos 120 jornalistas convidados e deu atenção para mais de mil pessoas que compareceram à sua fazenda. Nesta festa, além de grandes pilotos estavam presentes celebridades. A atriz Regina Duarte, sua filha Gabriela, cantor Fagner, João Caracante, Chico Scarpa e José Victor Oliva eram algumas das figuras notórias que podiam ser vistas circulando na fazenda. De Tatuí, estavam presentes Chiquinho “Japonês”, jornalista José Reiner Fernandes, Acassil Camargo, Jairo Teles, Paulo Teles, Osmar de Souza e Irinéia, Clóvis Cresciúlo Júnior, Antonio Passerani, Wanderley Bocchi, Hermene-gildo Delarole, Darci Correa Antunes, João Martins, Aroldo Rosa da Silva, jornalista Christian Pereira de Camargo e Luiz Gonzaga Vieira de Camargo, da Rádio Notícias.

No programa oficial, duas corridas marcaram o evento na inauguração do kartódromo, com seus  970 metros de pista. Na primeira largada estavam Tony Kanaan, na época piloto da Fórmula Ford, Mário Sérgio Carvalho, Maurício Gugelmin, Duda Tatuí, dentre outros ídolos do automobilismo. O garoto Bruno Senna Lali, 8 anos, também foi uma das grandes atrações do dia. Ele participou de uma das provas, venceu e recebeu a bandeirada do tio Ayrton.

A música também foi o ponto marcante da festividade. Para prestigiar Tatuí, foi convidada a Banda Sinfônica do Conservatório, regida pelo maestro José Antonio Pereira. E a atração especial foi a dupla Chitaozinho e Xororó, com apresentação de Galvão Bueno

ÚLTIMA PASSAGEM POR TATUÍ

Seninha era a paixão momentânea do piloto.

Seninha era a paixão momentânea do piloto.

Na edição de 27 de fevereiro de 1994, o Jornal Integração noticiou uma das últimas passagens do piloto Ayrton Senna por Tatuí. No sábado anterior, Senna, seus pais, a namorada Adriane Galisteu e pessoas ligadas ao círculo da F1 foram jantar na Trattoria Della Nonna. Na  terça-feira, Senna embarcaria para a Europa, para testar a Willians que pilotaria naquela temporada. O primeiro teste seria em Silverstone para uma análise preliminar a ser feita pelo piloto e sua equipe. Senna somente voltaria para São Paulo, dez dias antes do Grande Prêmio do Brasil, marcado para o dia 27 de março, primeira corrida da temporada. Naquele momento, um episódio que entusiasmava muito o piloto era o lançamento da revista Senninha. Quando entrou na cantina, depois de ser assediado pelos fãs, Senna passa pela mesa onde estava o jornalista José Reiner Fernandes e sua família. Ao ser questionado pela jornalista Aideé sobre o novo projeto, Ayrton  fez questão de explicar todos os detalhes sobre o lançamento da nova revista. Pela sua explanação, com certeza, esta revista de história em quadrinhos era um dos projetos que mais entusiasmava o piloto naquele momento. No entanto, ao que parece, infelizmente este sonho não conseguiu realizar. Sua morte prematura, na tarde daquele fatídico 1º de maio de 1994, no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Ímola, durante o Grande Prêmio de San Marino, colocou um ponto final em sua brilhante carreira de melhor piloto de Fórmula 1 de todos os tempos.

HOMENAGENS EM TATUÍ

Paula representa a família Senna na inauguração de centro de lazer.

Paula representa a família Senna na inauguração de centro de lazer.

A morte de Ayrton Senna da Silva, aos 34 anos, comoveu o mundo e Tatuí perde seu grande embaixador. Depois de 20 anos de sua morte, o piloto vive na lembrança dos tatuianos. Inúmeras foram as homenagens para reverenciar sua memória. O Projeto Ayrton Senna da Silva, que cuida de crianças, é uma das reverências feitas ao piloto. E, no dia 11 de agosto de 2012,  aniversário de Tatuí, na gestão do prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo,  a Prefeitura Municipal inaugurou o Parque Ayrton Senna da Silva, na Vila Dr. Laurindo. O espaço ocupa área  com 15 mil metros quadrados e é considerada  uma das maiores áreas verdes e de lazer no perímetro urbano do município. O espaço dispõe de área verde, pista de caminhada, brinquedos, aparelhos de ginástica, quadras de tênis e badminton, quadra de malha, pista de skate, local destinado aos idosos e quadras de futebol. A inauguração contou com a presença de Paula Senna, sobrinha do homenageado Ayrton Senna da Silva. A família Senna da Silva é grande benemérita do município. Órgãos públicos já foram contemplados com doações, desde computadores até uma ambulância, destinadas a serviços básicos para atender a comunidade.

IMAGENS EXCLUSIVAS EM VÍDEO

Dia 1º de dezembro de 1991, o jornalista José Reiner Fernandes, de forma amadora, gravou um vídeo com lances da festa de inauguração do kartódromo. Esta fita ficou 23 anos guardada e sem mexer. A razão se justifica pela triste memória que ela trazia ao editor do Jornal Integração.  Agora, após 20 anos da morte de Ayrton Senna, a fita foi formatada, editada por Rodrigo Elias, da RCTV (Central de Rádio de Tatuí), e disponibilizada no site do Jornal Integração. Fatos curiosos estão gravados. Até mesmo um questionamento, feito pelo jornalista. A resposta,  se tivesse vindo a público na época, poderia mudar o rumo político de Tatuí.


%d blogueiros gostam disto: