CONCESSIONÁRIA INTERDITA VIADUTO DA SP-127 COM A CASTELLO BRANCO

janeiro 24, 2020 by

 

OBRAS RODOVIA SP-127 2

Alça da Castello Branco está interditada para acesso a Cerquilho pela SP-127.

Na terça-feira (21), a concessionária AB Colinas interditou trecho da Rodovia Antonio Romano Schincariol (SP-127), em Tatuí, onde realiza obras de substituição dos aparelhos de apoio do viaduto localizado no km 105,8. A interdição afeta a pista no sentido Cerquilho e terá duração de 45 dias. A pista no sentido Tatuí não está interditada.

O usuário que estiver em Tatuí trafegando no sentido Cerquilho da SP-127 deve utilizar a saída 105-A para a Rodovia Castello Branco (SP-280), sentido São Paulo, e realizar o retorno no km 122, na saída 122-B. Retornar pela Castello no sentido Tatuí e seguir para Cerquilho pelo acesso 129-A, antes do viaduto em obras. Para vir para Tatuí, sentido Capital/Interior, não há mudança. A saida da Castello continua sendo a  a 129-B. Segundo a concessionária Colinas, o motorista que estiver na Castello Branco, no sentido Capital, não poderá utilizar a alça de acesso à SP-127, sentido Cerquilho, na saída 129-B, que está interditada. A orientação é também seguir até o km 122 da Castello e retornar para a saída 129-A ou B (sentido interior).

A concessionária Colinas informa que o trecho está devidamente sinalizado com placas informativas e dispositivos de iluminação noturna, para orientar os motoristas. Na quarta-feira (22), muitos motoristas estavam desorientados em relação às mudanças de itinerário. Alguns entendem que a concessionária deveria fazer um acesso pelo canteiro da Castello Branco, logo após a saída 129-A (capital/interior). Não se pode avaliar esta viabilidade, com sinalização adequada para evitar o longo percurso para acessar a SP-127 para Cerquilho, Tietê e Piracicaba. Outra medida sugerida seria a passagem em mão dupla na parte nova do viaduto que está liberado só no sentido Tatui e Itapetininga. De Tatuí para Cerquilho, outra alternativa   é a SP-129 (Tatuí/Boituva), passando em frente a Guardian. No entanto, até a ponte do Rio Sorocaba a estrada está razoável, mas existem trechos intransitáveis e perigosos pela falta de manutenção, como constatou a reportagem do Jornal Integração..

 

 

Destaques da edição de 25-1-2020

janeiro 24, 2020 by

TJSP CASSA LEI DE IDEOLOGIA E IGUALDADE DE GÊNERO DE TATUÍ

CDHU SORTEIA APARTAMENTOS NA CONCHA ACÚSTICA

BASQUETE DE TATUÍ DISPUTA COPA SÃO PAULO

EDITORIAL

CICLO DE LOROTAS CHEGA AO FIM

COLUNA GENTE

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

FALECIMENTOS

GOVERNO COM 20 MIL VAGAS EM CURSOS GRATUITOS

CLASSIFICADO

TATUI E SUA HISTÓRIA – AGOSTO DE 1934

COLUNA POLICIAL

PALAVRAS CRUZADAS

COLUNA DE ESPORTES

ZOONOSES COMBATE ESCORPIÕES

AÇÃO CONJUNTA INTERDITA CLÍNICAS IRREGULARES

CAMPANHA DA FRATERNIDADE ENSINA A CUIDAR DO DOM DA VIDA

CINE APRESENTA FILME NO CEU DAS ARTES

INTEGRAÇÃO NAS EMPRESAS

COOP INSCREVE PARA CURSO GRATUITOS

SEBRAE DÁ CURSO DE FORMAÇÃO DE PREÇO E VENDA

PACIENTES DO SUS TÊM DISPONÍVEL DEZ CADEIRAS DE ÓRTESES

MATERIAS OFICIAIS

(Dez páginas de atos oficiais da Prefeitura de Tatuí – Relatório de Gestão Fiscal, leis e decretos – editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí, balancete do Recanto do Bom Velhinho Vale da Lua (publicação gratuita do Jornal Integração).

MINISTRO CELSO PASSA BEM APÓS CIRURGIA

janeiro 23, 2020 by

Celso de Mello 22-1-2019

Nesta quarta-feira (22), o ministro Celso de Mello, decano do STF, passa bem após passar por uma cirurgia para implante de prótese no quadril. Quem informa é o gabinete do ministro no Supremo Tribunal Federal (STF). Dia 30 de dezembro, o Jornal Integração publicou que o tatuiano passaria por uma cirurgia dia 10 de janeiro. Este procedimento foi adiado para esta quarta-feira (22), no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

O ortopedista responsável pelo procedimento cirúrgico é médico do Hospital  Oswaldo Cruz e professor da Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo. Segundo avaliação de um ortopedista sobre o caso do ministro, esta cirurgia de implante de prótese demora por volta de duas horas e meia e a recuperação é rápida. Na maioria, os pacientes voltam a andar normalmente no dia seguinte. Segundo consta, o ministro Celso de Mello deverá permanecer no Hospital Sírio Libanês por um prazo de três dias e ter alta médica. Sua licença no Supremo Tribunal Federal (STF), deverá ser durante o mês de  fevereiro até depois do carnaval. Por recomendação médica, permanecerá em sua residência, em São Paulo, como medida preventiva e para uma boa recuperação. Há alguns dias, em conversa com o editor do Jornal Integração, Celso de Mello corrigiu, com elegância, uma informação publicada por este semanário. Não é a primeira vez que se afasta por licença médica dos cargos públicos que ocupou. É a terceira vez, em cinquenta anos de atividades como servidor estadual.

Reflexos no STF – Após a divulgação de sua cirurgia em primeira mão pelo Jornal Integração, houve muitas especulações pela grande imprensa sobre os casos pautados para fevereiro a ser julgados pelo plenário do STF. Segundo uma fonte bem informada, os principais processos deverão contar com sua presença, mas não foi revelado como será o procedimento.

 

ZANCHETTA EXPORTA PARA A CHINA

janeiro 16, 2020 by
Doria Zanchetta

Governador João Dória, prefeita Maria José, deputado Samuel Moreira e Gonzaga na Zanchetta.

 

Na terça-feira (14), a empresa Zanchetta, com sede em Boituva, exportou o primeiro contêiner de frango in natura para a China. Este novo mercado internacional abre as perspectiva de melhora na balança comercial do Brasil e novos empregos na região. O anúncio foi feito pelo governador João Dória (PSDB), porque todas as negociações foram realizadas através do escritório comercial do Governo de São Paulo, em Xangai, aberto há seis meses. Os primeiros contatos entre a direção da Zanchetta com o governo do Estado foram intermediados através do deputado Samuel Moreira (PSDB) e seu assessor Luiz Gonzaga Vieira de Camargo.

Perdeu o trem da história – A história da instalação do frigorífico Zanchetta em Boituva resultou da péssima atuação política da administração municipal de Tatuí. A empresa era para ser instalada na estrada Tatuí/Boituva, ao lado do Rio Sorocaba, no município de Tatuí. Edson Marcusso, na época prefeito de Boituva, disse ao Jornal Integração na inauguração de um distrito industrial do empresário Guerini, que os políticos de Tatuí não foram eficazes. Quem administrava Tatuí era o prefeito Ademir Ademir Borssato. Marcusso disse: “Criaram tantas dificuldades para a diretoria da Zachetta, joguei o tapete vermelho e fiz atravessarem a ponte e se instalar em Boituva”.

 

 

 

 

Destaques da edição de 18-1-2020

janeiro 16, 2020 by

PREFEITURA RECEBE QUASE R$ 3 MILHÕES DO PRÉ-SAL

ZANCHETTA EXPORTA FRANGOS PARA A CHINA

ZOONOSE ALERTA SOBRE ESCORPIÃO

DESTAQUES – DIA DE FÚRIA

A LUTA ENTRE A RAZÃO E EMOÇÃO – GAUDÊNCIO TORQUATO

COLUNA POLICIAL

GENTE (DESTAQUE PARA TATUIANOS EM EVENTO INTERNACIONAL)

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

FUNDO SOCIAL ABRE VAGAS PARA CURSO DE PÃO DE MEL

TATUÍ DEVE GANHAR COMPLEXO EDUCACIONAL

JUNTA MILITAR CONVOCA JOVENS PARA ALISTAMENTO

CÂMARA APROVA PROJETO QUE BENEFICIA A SANTA CASA

PREFEITURA COM MAIS DATAS PARA EXAME MÉDICO PARA PISCINA

MUSEU MANTÉM TRÊS EXPOSIÇÕES EM CARTAZ

CLASSIFICADOS

TATUÍ E SUA HISTÓRIA – AGOSTO DE 1934

PALAVRAS CRUZADAS

FALECIMENTOS

COLUNA DE ESPORTES

MERCADO PODE SER ADMINISTRADO PELA INICIATIVA PRIVADA

AÇÕES PROMOVEM CAMPANHA JANEIRO BRANCO

PRODUTORES RURAIS DEVEM ENTREGAR O DIPAM

FEIRA DO PRODUTOR NA AVENIDA DAS MANGUEIRAS

CEU DAS ARTES COM ESPETÁCULOS TEATRAIS

INTEGRAÇÃO NAS EMPRESAS

MATÉRIAS OFICIAIS

(Caderno especial com 8 páginas de atos oficiais da Prefeitura de Tatuí e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí).

CRISE ECONÔMICA LEVA LOPESCO A ENCERRAR ATIVIDADES EM TATUÍ

janeiro 11, 2020 by
CHRISTIAN PEREIRA

Jornalista Christian Camargo comenta situação de Tatuí.

Na segunda-feira (6), a empresa Lopesco Indústria de Subprodutos de Origem Animal, instalada em Tatuí na década de 1970 na Via Municipal Antonio Lopes, 603, encerrou suas atividades no município. Os empregados foram surpreendidos após voltar de férias coletivas. A Lopesco faz parte do grupo Adeste – Indústria de Produtos Animais Ltda. Em comunicado oficial foi notificado, em poucas palavras e sem nenhuma explicação, o encerramento de suas atividades. Segundo consta, em razão desta medida, mais de 300 funcionários serão dispensados de suas funções.

A empresa emitiu comunicado e informa que “encerrou hoje (dia 6) as atividades produtivas da unidade industrial situada em Tatuí – São Paulo (Lopesco), responsável pela produção de envoltórios naturais”. Esta decisão foi tomada “com base em análises de mercado, que revelaram a inviabilidade de manutenção da operação, em função do cenário econômico global que impacta o setor”. Na nota oficial, a direção “aproveita a oportunidade para agradecer aos que fizeram parte desta longa história” e salienta que “está oferecendo o suporte necessário a todos”.

A Prefeitura de Tatuí reproduziu a nota em sua página oficial na internet e informa que “segundo consta, recentemente o grupo empresarial encerrou atividades em outros estados brasileiros, nas cidades de Colmeia (TO), Mirassol d’Oeste (MT), Carapicuiba (SP), Araguari (MG) e Rio Brilhante (MS) e estaria dirigindo seus investimentos para unidades do Mercosul, como o Paraguai”. E que, segundo funcionários da Lopesco, “os diretores da empresa comunicaram que seus direitos trabalhistas serão pagos”.

No início, empresa polêmica

No início de suas atividades em Tatuí, a Lopesco tornou-se uma empresa polêmica e que gerava muitas reclamações de moradores, principalmente em seu entorno. Por industrializar produtos de origem animal, um forte odor incomodava as pessoas e a empresa teve que suportar denúncias na Cetesb. Com o passar dos anos, houve maior controle através de aprimoramento de seus equipamentos e a Lopesco passou a ter uma convivência pacífica e harmônica com a população.

Dia 23 de dezembro de 2018, antevéspera de Natal, tudo correu dentro da normalidade e os empregados se confraternizaram em uma grande festa. No decorrer de 2019, o mercado ficou difícil e inviabilizou a manutenção da unidade de Tatuí. A empresa se dedicava ao beneficiamento de tripas bovinas, suínas, eqüinas e ovinas, Durante o processo de produção, no início de suas atividades no Brasil, e usou a tecnologia para a criação de fios cirúrgicos de sutura e entrou no mercado da saúde.

CHEFE DE GABINETE SE MANIFESTA

A crise econômica brasileira, com os indicadores de crescimento de 2019, gera um desalento e qualquer perda de empregos no mercado de trabalho é motivo de preocupação. Na segunda-feira (6), o jornalista Christian Pereira de Camargo, chefe de gabinete da Prefeitura, manifestou sua opinião a respeito do fechamento da Lopesco. Diz o assessor que “Após ler muita bobagem na internet, resolvi me posicionar sobre o assunto. É uma opinião pessoal. E estou aberto ao diálogo – de bom senso. A questão do emprego é um desafio para o Brasil. Dados revelam que o País tem hoje aproximadamente 13 milhões de desempregados. Em Tatuí, não é diferente. Há muitos desempregados e hoje tivemos a triste notícia do fechamento da Lopesco, empresa de subprodutos de origem animal, que está direcionando seus negócios para o Paraguai. Mas, o que tem sido feito pela Prefeitura de Tatuí? Essa pergunta merece resposta e reflexão.

Tatuí tem uma Lei de Incentivos Fiscais e Tributários (a Pró Tatuí), que tem produzido bons resultados nos últimos três anos (depois de ficar engavetada 4 anos). É através dessa lei que novos investimentos ganham o “reforço” do incentivo fiscal e tributário. Quem foi beneficiado desde então? As empresas Hubell Delmar, Marquespan e Santista – para expansão de suas atividades – e Yazaki do Brasil (que viveu uma grande crise devido à queda econômica no setor automotivo), para superar o déficit da unidade local – são algumas delas. Também através dessa lei, alguns pequenos e médios empresários fizeram negócios e geraram empregos. Vide a expansão do Hotel Del Fiol e as instalações do Mc Donald´s e do Hotel Ibis, alguns exemplos. A boa notícia é que no final de dezembro/2019, empresários de origem espanhola compraram uma área de 3 hectares – próximo à SP-127, para a construção de um grande empreendimento comercial. Pagaram pela área algo em torno de R$ 8 milhões. É sinal que não estão para aventuras, mas para gerar negócios, após uma séria pesquisa de mercado. Certamente, no momento que o projeto do novo empreendimento estiver concluído, farão uso da Lei Pró Tatuí. É justo, pois irão gerar renda e emprego (em torno de 500, diretos e indiretos).

Não vamos esquecer os números nesta manifestação. Os oficiais, segundo informações do CAGED (Cadastro de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho e Emprego (hoje Ministério da Economia). Importante lembrar que em Tatuí na gestão do ex-prefeito Gonzaga foram gerados mais de 10 mil empregos formais, isto é, com carteira assinada. Foi na gestão do Gonzaga que se instalou a Guardian (a maior indústria geradora de tributos do Município), a Sadia comprou a Big Foods; a FBA se expandiu e outras empresas médias e pequenas (Llamada, Gralha Azul, etc). Depois, entre 2013 e 2016, na desastrosa gestão do ex-prefeito Manu (pontes no chão, “churrasqueira” e outras “lambanças”), foram fechados mais de 5 mil postos de trabalho. Chegamos ao presente – na gestão da prefeita Maria José, que herdou o caos instalado. Em 2019, Tatuí fechou até novembro (os números de dezembro não foram ainda lançados pelo CAGED), com 552 novos empregos formais. Não é o ideal, mas é o recomeço. Tenho a certeza, que se o Brasil voltar a crescer, Tatuí irá gerar mais empregos e teremos mais indústrias e grandes empresas. A Lei do Pró Tatuí será um dos vetores do nosso desenvolvimento, assim como o novo Plano Diretor de Desenvolvimento, recém aprovado pela Câmara de Vereadores.

MINISTRO ADIA CIRURGIA DO QUADRIL

janeiro 11, 2020 by

Celso

A cirurgia do quadril do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), marcada por ele para o dia 10 de janeiro foi adiada e deverá ser marcada uma nova data para o procedimento cirúrgico. A informação foi dada nesta quinta-feira (9), pelo próprio ministro ao Jornal Integração. Nesta sexta-feira ele estava em um shopping em São Paulo e se locomovia através de uma cadeira elétrica, em razão de a sua falta de mobilidade atingir o limite. Há oito anos com o problema de desgaste ósseo, a situação se complica e somente uma cirurgia pode resolver seu problema. Ao ligar para o editor do Jornal Integração, Celso de Mello diz que a intervenção cirúrgica acontecerá e sua recuperação o levará ao afastamento da Suprema Corte durante o mês de fevereiro. A notícia publicada pelo Jornal Integração repercutiu nos altos escalões da República, depois que a revista eletrônica Jota divulgou a informação confirmada pelo  ministro.

Destaques da edição de 11 de Janeiro de 2020

janeiro 11, 2020 by
  • LOPESCO ENCERRA ATIVIDADES EM TATUÍ
  • XI DE AGOSTO ABRE CAMPEONATO DE FUTEBOL
  • IN MEMORIAM – CONTRASTES – ALEXANDRE MILANI FILHO
  • DESTAQUES
  • COLUNA GENTE
  • EQUIPE DE RUGBY DISPUTA PARTIDA NESTE DOMINGO
  • PREFEITA ANUNCIA EDITAL PARA GERENCIAMENTO DA UPA
  • PREFEITURA INAUGURA DUAS CRECHES NO PRIMEIRO SEMESTRE
  • APLICATIVOS DEVEM GERENCIAR VAGAS DE ESTACIONAMENTO
  • CONSERVATÓRIO SEDIA CONCURSO DE CORDA
  • INTEGRAÇÃO NAS EMPRESAS
  • PREFEITURA AUXILIA MUNÍCIPES PARA INSCRIÇÕES NO CDHU
  • PALESTRA ABORDA IMPACTO DO EMPREENDEDORISMO
  • CÂMARA APROVA PROJETO QUE PROIBE USO DE CEROL
  • LEGISLATIVO DEVOLVE R$ 349 PARA A PREFEITURA
  • CONSELHO REVISA PLANO DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO
  • PARÓQUIA SAGRADA FAMÍLIA PROGRAMA FESTA DO MILHO VERDE
  • TATUÍ E SUA HISTÓRIA – AGOSTO DE 1934
  • NOMES MAIS REGISTRADOS NOS CARTÓRIOS PAULISTAS
  • PALAVRAS CRUZADAS
  • FALECIMENTOS
  • COLUNA DE ESPORTES
  • JOGADOR DE BEISEBOL DE TATUÍ ATUA NO JAPÃO
  • FERIADOS COM TRÊS VÍTIMA FATAIS NAS ESTRADAS DA REGIÃO
  • COLUNA POLICIAL
  • CLASSIFICADOS
  • NOVELAS
  • CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO
  • MATÉRIAS OFICIAIS (Leis e decretos da Prefeitura de Tatuí, Classificação do processo seletivo interno da Guarda Municipal de Tatuí, edital do CDHU e editais de casamentos do Cartório de Registro Civil de Tatuí).

Destaques da edição de 4-1-2020

janeiro 3, 2020 by

GRUPO ESPANHOL COMPRA ÁREA E DEVE INVESTIR EM TATUÍ

PADRE ASSUME PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS

CONSTRUINDO UMA GRANDE NAÇÃO – GAUDÊNCIO TORQUATO

COLUNA GENTE

COLUNA POLICIAL

CASA DE PAPAI NOEL E ACE SORTEIAM PRÊMIOS NA PRAÇA

CONSERVATÓRIO COM INSCRIÇÕES PARA NOVOS ALUNOS

PREFEITURA ASSINA CONVÊNIOS DE R$ 4,4 MILHÕES COM O ESTADO

CDHU INSCREVE PARA MAIS 158 MORADIAS EM TATUÍ

FALECIMENTOS

PREFEITURA AMPLIA UNIDADE DE SAÚDE NO CDHU

REDE ESTADUAL ABRE MATRÍCULAS PARA NOVOS ALUNOS

TATUÍ E SUA HISTÓRIA – AGOSTO DE 1934

NOTAS E NOTÍCIAS

PALAVRAS CRUZADAS

COLUNA DE ESPORTES

INTERNACIONAL CONTRATA RODINEI

CLASSIFICADOS

NOVELAS

CANAL 1 – NOTAS DE TV POR FLÁVIO RICCO

MATÉRIAS OFICIAIS

(Editais da Prefeitura de Tatuí e editais de casamentos do Carttório de Registro Civil de Tatuí)

MINISTRO MARCA CIRURGIA E SE AFASTA DO STF

janeiro 1, 2020 by

 

Celso de Mello internet

Ministro Celso de Mello, em foto de Felipe Sampaio dia 11 de dezembro no plenário

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), confirmou ao Jornal Integração que dia 10 de janeiro deverá passar por uma cirurgia de quadril. Esta operação é necessária há muito tempo e o ministro a adiava por motivo de suas atividades na Suprema Corte do Brasil. Celso informa a este semanário que sua recuperação se estende no mês de fevereiro e sua volta ao STF está prevista para março. Esta é a primeira vez, em 49 anos de atividades no funcionalismo público, que o ministro se afasta de sua função.

O ministro tatuiano está no STF desde agosto de 1989 e sua aposentadoria compulsória está prevista para 31 de outubro de 2020. Ele integra a Segunda Turma com os ministros Edson Fachin, Carmen Lúcia, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.

De acordo com a agenda do Supremo Tribunal Federal, dia 5 de fevereiro, o plenário deve finalizar o julgamento da ADI 2238 e outras ações que discutem a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).  Nesta ação, a maioria da corte votou para impedir a diminuição de jornada e consequentemente o salário de servidor público. Segundo especialistas, este é o ponto mais polêmico da LRF. Dia 12 de fevereiro, o STF deve  analisar o Recurso Especial 1.235.340, que discute a execução da pena após condenação pelo tribunal do júri.  Dia 19 de fevereiro, a corte prevê o julgamento das ADIs 5.959, 5.956, 5.964, que questionam o tabelamento do frete no transporte de cargas por caminhoneiros. E nesta data,  analisa a ADI 5.553. Esta Ação Direta de Inconstitucionalidade  questiona medidas do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), reduzindo 60% da base de cálculo do ICMS de agrotóxicos nas saídas interestaduais e autoriza os estados a concederem a mesma redução nas operações internas envolvendo agrotóxicos. E em fevereiro está na pauta  o julgamento da  ADI 5.942. Esta ação discute  decreto do ex-presidente Michel Temer. Esta decisão presidencial estabelece processo especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção em campos de petróleo pela Petrobras, sem aval do Congresso.

 

 


%d blogueiros gostam disto: